O ensino de espanhol em Jaguarão-Brasil: Estabelecendo experiências formativas e colaborativas com os professores municipais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1210

Palavras-chave:

Formação continuada de professores, ações colaborativas, pesquisa-ação, ensino de espanhol

Resumo

A partir das últimas alterações realizadas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a visão político-educacional brasileira coloca em nível de opcionalidade o ensino de língua espanhola nas escolas. Diante disso, os poderes Legislativos e Executivos estaduais e municipais, reconhecendo a importância do ensino deste idioma no currículo escolar, estão propondo ações locais para fazer com que a disciplina de espanhol permaneça sendo ofertada como obrigatória. Este é o caso do município de Jaguarão-Brasil, fronteiriço com Rio Branco-Uruguai, que incluiu o §6, no art. 134, da Lei Orgânica Municipal. Neste contexto, com a intenção de fortalecer o ensino de espanhol no Município, busca-se, por meio de pesquisa de mestrado em andamento, estabelecer com os professores de espanhol da rede municipal de Jaguarão experiências formativas e colaborativas (NÓVOA, 1992; SCHÖN, 2000; IMBERNÓN, 2010; TARDIF, LESSARD, 2008) voltadas para o ensino desta língua. Pretende-se, neste trabalho, discutir os resultados colhidos durante a realização do diagnóstico da realidade. Metodologicamente, o estudo caracteriza-se como pesquisa-ação (THIOLLENT, 2009) e utiliza os seguintes instrumentos para obtenção dos dados: a) pesquisa documental; b) grupo focal; e c) questionário. Espera-se que a análise de conteúdo dos dados do diagnóstico contribua para o planejamento das ações formativas propriamente ditas, que terão os professores de espanhol do município como público-alvo.

A partir das últimas alterações realizadas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a visão político-educacional brasileira coloca em nível de opcionalidade o ensino de língua espanhola nas escolas. Diante disso, os poderes Legislativos e Executivos estaduais e municipais, reconhecendo a importância do ensino deste idioma no currículo escolar, estão propondo ações locais para fazer com que a disciplina de espanhol permaneça sendo ofertada como obrigatória. Este é o caso do município de Jaguarão-Brasil, fronteiriço com Rio Branco-Uruguai, que incluiu o §6, no art. 134, da Lei Orgânica Municipal. Neste contexto, com a intenção de fortalecer o ensino de espanhol no Município, busca-se, por meio de pesquisa de mestrado em andamento, estabelecer com os professores de espanhol da rede municipal de Jaguarão experiências formativas e colaborativas (NÓVOA, 1992; SCHÖN, 2000; IMBERNÓN, 2010; TARDIF, LESSARD, 2008) voltadas para o ensino desta língua. Pretende-se, neste trabalho, discutir os resultados colhidos durante a realização do diagnóstico da realidade. Metodologicamente, o estudo caracteriza-se como pesquisa-ação (THIOLLENT, 2009) e utiliza os seguintes instrumentos para obtenção dos dados: a) pesquisa documental; b) grupo focal; e c) questionário. Espera-se que a análise de conteúdo dos dados do diagnóstico contribua para o planejamento das ações formativas propriamente ditas, que terão os professores de espanhol do município como público-alvo.

Referências

FEIJÓ-QUADRADO, Caroline Gonçalves; TROIAN, Alessandra. O ensino de espanhol na fronteira de Jaguarão/BR e Rio Branco/UY: análise dos limites e perspectivas educacionais após a revogação Lei nº 11.161/2005. 2018. 17 f. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em Gestão Pública Municipal) – Universidade Federal do Pampa, Hulha Negra, 2018.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 7 ed. São Paulo: Atlas, 2010.

NÓVOA, António. A formação de professores e profissão docente. In: _________. Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992. p. 13-33. Disponível em: http://repositorio.ul.pt/handle/10451/4758. Acesso em: 27 dez. 2018.

SCHÖN, Donald A. Educando o profissional reflexivo: um novo desing para o ensino e a aprendizagem. Tradução de Roberto Cataldo Costa. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SILVEIRA, Denise Tolfo; CÓRDOBA, Fernanda Peixoto. Unidade 2: A pesquisa científica. In: GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Disponível em: http://www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad005.pdf. Acesso em: 23 dez. 2018.

TARDIF, M; LESSARD, C. O ofício de professor. História, perspectivas e desafios internacionais. Tradução Lucy Magalhães. 2. Ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2009.

ZWARG, Joanna Durand; ARF, Lucilene Machado Garcia; BARREDA, Suzana Vinicia Mancilla. Formación de profesores de español en Corumbá (MS): perspectivas fronterizas y desafíos. In: MIRANDA, Cícero. La lengua española en Brasil: Enseñanza, formación de professores y resistencia. Brasília: Consejeria de Educación da Embaixada, 2018, p 19-27.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Feijó-Quadrado, C. G. (2019). O ensino de espanhol em Jaguarão-Brasil: Estabelecendo experiências formativas e colaborativas com os professores municipais. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1210

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar