O Fazer Emergir na Ação Educativa: Compreensões Sobre o Operar das Tecnologias Digitais no Ensinar e no Aprender Matemática em uma Cultura Digital na Universidade

Autores

  • Daniel da Silva Silveira Instituto de Matemática, Estatística e Física - IMEF Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Daniele Amaral Fonseca Universidade Federal do Rio Grande
  • Gerson Freitas Luz Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Débora Pereira Laurino Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1189

Palavras-chave:

Cultura Digital, Professores de Matemática, Rede de Conversação

Resumo

Este trabalho é um recorte de uma pesquisa de doutorado a qual objetivou compreender a discursividade em relação ao operar das tecnologias digitais de um coletivo de professores que constituiu uma rede de conversação em um grupo de pesquisa na área de educação a distância e tecnologias de uma Universidade Federal. A pesquisa é balizada pelo caminho explicativo da objetividade entre parênteses na qual os pesquisadores são observadores implicados e foi utilizado a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo para analisar os registros produzidos em fóruns. Nesse artigo é analisado e problematizado o discurso coletivo intitulado “O aprender matemática enatuado na docência pelas tecnologias digitais” o qual evidenciou que diferentes experiências de ação e reflexão sobre o operar das tecnologias digitais instigam o estudante a experimentar, fazer e interagir, o que permite significar e aprender a Matemática em uma cultura digital. Assim, com este trabalho conclui-se que a incorporação das tecnologias digitais viabilizando a expressão, o compartilhamento e a produção de ações, emoções e experiências em um coordenar recorrente e recursivo poderá viabilizar uma proposta de formação no espaço universitário que ultrapasse a sala de aula, que potencialize o acesso e a convivência em uma cultura digital trazendo desafios à prática pedagógica.

Biografia do Autor

Daniel da Silva Silveira, Instituto de Matemática, Estatística e Física - IMEF Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutor em Educação em Ciências

Daniele Amaral Fonseca, Universidade Federal do Rio Grande

Licenciada em Matemática.

Gerson Freitas Luz, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Acadêmico do Curso de Licenciatura em Matemática

Débora Pereira Laurino, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Doutora em Informática na Educação

Referências

BONA, B. O. Análise de softwares educativos para o ensino de Matemática nos anos inicias do ensino fundamental. Experiências em Ensino de Ciências, v. 4, n. 1, p. 35-55, 2009. ISSN 1982-2413. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/eenci/artigos/Artigo_ID71/v4_n1_a2009.pdf Acesso em: 18 jan. 2018.

BRAGA, M.; PAULA, R. M. O ensino de Matemática mediado pelas tecnologias da informação e comunicação – uma caracterização do elemento visualização segundo uma concepção fenomenológica. Revista Tecnologias na Educação, v. 2, n. 1, p. 1-19, 2010. ISSN 1984-4751. Disponível em: http://tecedu.pro.br/wp-content/uploads/2015/07/Art3-vol12-julho-2010.pdf Acesso em: 24 fev. 2018.

GOULART, M. B. O uso do computador na formação inicial de professores de Matemática: integração de propostas curriculares em universidades públicas. In: BURAK, D.; PACHECO, E. R.; KLÜBER, T. E. (Orgs.). Educação Matemática: reflexões e ações. Curitiba: Editora CRV, 2010. p. 251-270.

LEFÈVRE, F.; LEFÈVRE, A. M. C. Pesquisa de representação social: um enfoque qualiquantitativo a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Brasília: Liber Livro Editora, 2012. 224 p.

LEFÈVRE, F.; LEFÈVRE, A. M. C. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa (desdobramentos). Caxias do Sul: Educs, 2005. 256 p.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 2010. 272 p.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. São Paulo: Editora 34, 2000. 208 p.

MATURANA, H. Cognição, ciência e vida cotidiana. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014. 203 p.

MATURANA, H. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009. 98 p.

MATURANA, H.; VERDEN-ZÖLLER, G. Amar e brincar: fundamentos esquecidos do humano do patriarcado à democracia. São Paulo: Palas Athena, 2004. 264 p.

MENEGAIS, D. A. F. N.; FAGUNDES, L. C.; SAUER, L. Z. Impacto da inserção de tecnologias digitais na formação inicial de professores de matemática egressos de uma Universidade Pública Federal. Revista Novas Tecnologias na Educação, v. 12, n. 2, p. 1-9, 2014. ISSN 1679-1916. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/53560 Acesso em: 23 fev. 2018.

PABLOS, J. A visão disciplinar no espaço das tecnologias da informação e comunicação. In: SANCHO, J. M. HERNÁNDEZ, F. (Orgs.). Tecnologias para transformar a educação. Porto Alegre: Artmed, 2006. p. 63-83.

PRETTO, N. L. O desafio de educar na era digital: educações. Revista Portuguesa de Educação, v. 24, n. 1, p. 95-118, 2011. ISSN: 0871-9187. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/rpe/article/view/3042/2459. Acesso em: 02 dez. 2018.

PRETTO, N. L.; ASSIS, A. Cultura digital e educação: redes já! In: PRETTO, N. L.; SILVEIRA, S. A. (Orgs.). Além das redes de colaboração: Internet, diversidade cultural e tecnologias do poder. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 75-84.

PRIMO, A. O aspecto relacional das interações na Web 2.0. In: AUTOUN, H. (Org.). Web 2.0: participação e vigilância na era da comunicação distribuída. Rio de Janeiro: Mouadx, 2008. p. 10-25.

SCHEFFER, N. F. A argumentação em Matemática na interação com tecnologias. Ciência e Natura, v. 34, n. 1, p. 23-38, 2012. ISSN 2179-460X. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/cienciaenatura/article/viewFile/9352/5503 Acesso em: 17 jan. 2018.

SCHWERTL, S. L.; LEONEL, A. A. Discussão de tópicos de Matemática Básica nos espaços sociais da Web 2.0: desafios e possibilidades a partir da análise de uma intervenção pedagógica. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, v. 9, n. 3, p. 83-102, 2016. ISSN: 1982-873X. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/4434/pdf Acesso em: 23 fev. 2018.

SILVA, M. Interação e interatividade: sugestões para docência na cibercultura. In: PORTO, C. et al. (Orgs.). Pesquisa e mobilidade na cibercultura: itinerâncias docentes. Salvador: Edufba, 2015. p. 43-64.

VARELA, F. Prefácio de Francisco J. Varela à segunda edição. In: MATURANA, H.; VARELA, F. De máquinas e seres vivos: autopoiese – a organização do vivo. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997. p. 34-61.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Silveira, D. da S., Fonseca, D. A., Luz, G. F., & Laurino, D. P. (2019). O Fazer Emergir na Ação Educativa: Compreensões Sobre o Operar das Tecnologias Digitais no Ensinar e no Aprender Matemática em uma Cultura Digital na Universidade. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1189

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar