Dos sonhos criativos a realidade em movimento: Relações entre a Análise Textual Discursiva e o Pensamento Complexo

Autores

  • Rafaele Rodrigues de Araujo Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • Valmir Heckler Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1090

Palavras-chave:

Análise Textual Discursiva, Educação em Ciências, Interdisciplinaridade, Metodologia Qualitativa, Pensamento Complexo.

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo descrever o caminho metodológico utilizado para investigar e compreender a formação inicial interdisciplinar em curso de licenciatura em Ciências da Natureza. Para isso, realizamos uma articulação entre a metodologia de pesquisa da Análise Textual Discursiva (ATD) de Moraes e Galiazzi e os princípios epistemológicos do Pensamento Complexo de Edgar Morin. A ATD apresenta um caráter fenomenológico-hermenêutico que possibilita a produção de compreensões sobre fenômenos e discursos, os quais foram significados pelo símbolo do filtro dos sonhos, inspirador da criatividade, da imaginação e que ajuda a transformar e materializar os sonhos e objetivos pretendidos, orientados pelos princípios do pensamento complexo. Assim, explicitamos que as compreensões geradas pelo ciclo da ATD, no processo de desconstruir, reconstruir e comunicar as emergências da análise realizada estão articuladas com o circuito tetralógico (desordem/interações/ordem/organização) de Morin, o qual é orientado pela dialógica, a recursividade e o hologramático, evidenciado a indissociabilidade entre os aspectos metodológicos e epistemológicos da pesquisa. Concluímos que com o filtro dos sonhos transformado, temos no primeiro movimento a desconstrução e a desordem. Ordem e organização se desenvolvem nesse processo de interações com interlocuções com teóricos e informações empíricas do qual emergem as categorias de uma análise qualitativa, pautada na significação e na compreensão dos pesquisadores. E, por fim, a comunicação das novas compreensões ocorre por intermédio das emergências, o qual advêm com os argumentos expressos pela linguagem.

Biografia do Autor

Rafaele Rodrigues de Araujo, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Licenciada em Física. Mestre e Doutora em Educação em Ciências.

Professora Adjunta do Instituto de Matemática, Estatística e Física - IMEF da Universidade Federal do Rio Grande - FURG

 

Valmir Heckler, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Licenciado em Física. Doutor em Educação em Ciências.

Professor Adjunto do Instituto de Matemática, Estatística e Física da Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Referências

APPOLINÁRIO, F. Metodologia da Ciência: filosofia e prática da pesquisa. São Paulo: Cengage Learning, 2011.

ARAÚJO, R. R de. Entre sonhos e realidades: A auto-eco-formação interdisciplinar de professores em Ciências da Natureza. 2017. 155 f. Tese (Doutorado em Educação em Ciências) – Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências, Universidade Federal do Rio Grande – FURG. 2017.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BICUDO, M. A. V. Aspectos de pesquisa qualitativa efetuada em uma abordagem fenomenológica. In: BICUDO, M. A. V. Pesquisa Qualitativa: segundo a visão fenomenológica. São Paulo: Cortez, 2011.

BICUDO, M. A. V.; KLÜBER, T. E. A questão de pesquisa sob a perspectiva da atitude fenomenológica de investigação. Conjectura: Filosofia e Educação, v. 18, n. 3, p. 24-40, set./dez. 2013.

BONDÍA, J. L. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, n. 19, p. 20-28, jan/abr, 2002.

CARVALHO, R. F. Temporalidade e Historicidade em Ilya Prigogine. 2012. 160 f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de História, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Goiás. 2012.

JUNG, C. G. O homem e seus símbolos. 2 ed. especial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

MENEZES, J. O poder das histórias contadas no xamanismo de Jorge Menezes. Porto Alegre: Hapha, 2015.

MENEZES, J. A força da calma no xamanismo de Jorge Menezes. Porto Alegre: Hapha, 2014.

MORAES, R.; GALIAZZI, M. C. Análise Textual Discursiva. Ijuí: Editora UNIJUÍ: 2007.

MORAES, M. C.; LA TORRE, S. de. Pesquisando a partir do pensamento complexo - elementos para uma metodologia de desenvolvimento eco-sistêmico. Educação, n. 1, v. 58, p. 145–172, jan./abr. 2006.

MORIN, E. O método 1: a natureza da natureza. 3 ed. Porto Alegre: Sulina, 2016.

MORIN, E. O método 3: o conhecimento do conhecimento. 5 ed. Porto Alegre: Sulina, 2015a.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. 5 ed. Porto Alegre: Sulina, 2015b.

MORIN, E. O método 2: a vida da vida. 5 ed. Porto Alegre: Sulina, 2015c.

MORIN, E. Ciência com consciência. 16º ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2014.

MORIN, E. O método 5: a humanidade da humanidade. 5 ed. Porto Alegre: Sulina, 2012.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 8 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

MORIN, E.; CIRUANA, E. R.; MOTTA, R. D. Educar na era planetária: O pensamento complexo como Método de aprendizagem no erro e na incerteza humana. São Paulo: Cortez, 2003.

PESSOA, F. de. Livro do Desassossego. Disponível em: <https://www.luso-livros.net/wp-content/uploads/2013/11/Livro-do-Desassossego-.pdf>. 2013. Acesso em: 10 de jan. 2017.

PRIGOGINE, I. O fim da certeza. In: MENDES, C. (org). Representação e complexidade. Rio de Janeiro: Garamond, 2003.

PRIGOGINE, I. O fim das certezas: tempo, caos e as leis da natureza. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1996.

RUMI, A. Origem do filtro dos sonhos, 2016. Disponível em: <http://www.xamanismo.com.br/filtro-dos-sonhos/>. Acesso em 10 de fev. 2017.

SCHMIDT, L. K. Hermenêutica. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

VASCONCELLOS, M. J. E. de. Pensamento sistêmico: o novo paradigma da ciência. 10ª ed. Campinas: Papirus, 2013.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Araujo, R. R. de, & Heckler, V. (2019). Dos sonhos criativos a realidade em movimento: Relações entre a Análise Textual Discursiva e o Pensamento Complexo. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1090

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar