Refletindo sobre a convivência na UNIPAMPA campus Jaguarão: lazer, conhecimento e interação

Matheus Machado Rochel, Eugenio Manoel Silva Prego, Alessandra Buriol Farinha

Resumo


Vinculada ao projeto “PAMPATUR: Hospitalidade, Turismo e Organização de Viagens”, esta pesquisa teve como objetivo identificar as atividades de lazer praticadas, e as de interesse de acadêmicos da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) - campus Jaguarão.  Para isso, foi realizada uma pesquisa através de questionário respondido por 43 discentes da universidade. A amostra foi constituída por acadêmicos de ambos os sexos com idade entre 17 e 27(ou mais) anos dos cursos de Turismo, Letras, Pedagogia, História e Produção Política e Cultural. A elaboração do instrumento de coleta dos dados teve como base as seis categorias de Marcelino (1996): físico, intelectual, artístico, manual, social e turístico. Foram feitos levantamento e análise do tempo livre dos acadêmicos, livre de obrigações profissionais, familiares, acadêmicas, sociais e religiosas. Os resultados indicaram que existe interesse na prática de lutas, entre as atividades intelectuais se destaca frequente o consumo de informação através da internet, assim como assistir filmes/séries e ouvir música, atividades relacionadas a culinária, ir a festas, namorar, sair com amigos, passear na cidade, porém com interesse em turismo náutico. Através desta pesquisa foi possível identificar melhor as segmentações de lazer de interesse dos estudantes, estes resultados contribuirão para a elaboração de propostas de lazer no campus, e então elaborar atividades que atendam aos seus perfis. As atividades de lazer podem promover a socialização, o intercâmbio de conhecimentos e impressões. Nesse contexto, além de contribuir para bem-estar dos discentes, as atividades de lazer no campus podem contribuir para a permanência dos discentes na universidade, através das relações humanizadas e experiências significativas em Jaguarão.


Palavras-chave


Lazer; Interação; Unipampa; Jaguarão.

Texto completo:

PDF

Referências


BORGES, Raquel. A importância do lazer para nossa saúde e bem estar. Temporada Livre. Disponível em: Acesso em 12 jan. 2019.

BRANDÃO, Carlos. F. Atividades de tempo livre e atividades de lazer. 1º Encontro da ALESDE - Curitiba, 2008. Disponível em: Acesso em 10 jan. 2019.

BUZACARINI, Cíntia.; CORRÊA, Evandro. A. Lazer dos “estudantes universitários”. Revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 13, n. 2, p. 15-28, abr./jun. 2015. Disponível em: < https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8640653/> Acesso em 9 jan. 2019.

DUMAZEDIER, Joffre. Lazer e cultura popular. São Paulo: Perspectiva, 1973.

ELIAS, Norbert & DUNNING, Eric. A busca da excitação. Lisboa: Difel, 1985. Disponível em: . Acesso em 9 jan. 2019.

FONSECA, João. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. Apostila.

MARCELLINO, Nelson. C. Lazer e Educação. Campinas. São Paulo. Editora Papirus. 1987.

_____________. Estudos do lazer: uma introdução / 4.ed. São Paulo. Autores Associados, 2006. 100 p.

MELO, Victor. A. Introdução ao Lazer. Barueri SP: Manole, 2003.

PAIM, Maria. C. C. et al. Atividades de lazer praticadas por acadêmicos da UFSM no seu tempo livre. Revista Digital - Buenos Aires - Año 10 - N° 69, 2004.

PESSOA, Amanda. R. R. Lazer, escola e juventude: algumas aproximações. Crato, 2007. 60 f. Monografia (Licenciado em Educação Física) – Universidade Regional Cariri. Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/2010/artigos_teses/EDUCACAO_ FISICA/monografia/Lazer-escola-e-juventude.pdf/> Acesso em 9 jan. 2019.

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (2014 – 2018) Universidade Federal do Pampa. Bagé, 2013.

SOUSA, Thiago e NAHAS, Markus Vinícius. Prevalência e fatores associados a menores níveis de prática de atividades físicas no lazer em estudantes de uma universidade pública do Estado da Bahia. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. V. 16. N. 02, 2011. Disponível em http://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/627 Acesso em 14 de janeiro de 2018

TRIVIÑOS, Augusto. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.




DOI: http://dx.doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1345

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Eugenio Manoel Silva Prego

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade

e-ISSN: 2525-7870

Facebook - Twitter - Instagram

Endereço eletrônico: [email protected]


Qualis CAPES: B2 - Ensino; B4 - Interdisciplinar; B5 - Ciência Política e Relações Internacionais; B5 - Comunicação e Informação; B5 - Letras/Linguística; B5 - Ciências Agrárias I; C - Ciências Biológicas II; C - Direito; C - História e C - Sociologia.

 

Responsável Editorial:

Editora CLAEC - Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura

www.claec.org/editora

Endereço eletrônico: [email protected]