Trama dos Sonhos: infâncias, esperança e performance

Autores

  • Tatiani Müller Kohls Universidade Federal de Pelotas
  • Felipe da Silva Martins Universidade Federal de Pelotas
  • Denise Marcos Bussoletti Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.783

Resumo

Este trabalho visa uma reflexão sobre uma ação desenvolvida em escolas da rede pública de ensino na cidade de Pelotas/RS, denominada Trama dos Sonhos. A partir da performance realizada, refletimos sobre as infâncias e a esperança, alindo a experimentação artística e a práxis pedagógica. O discurso das crianças, que muitas vezes é marginalizado, e de um futuro incerto, nos mostra a esperança como forma de resistência. Tomamos a performance como possibilidade de uma proposta diferenciada que privilegia a narrativa pessoal e coletiva no espaço escolar. Assim, pensamos também na possibilidade de outras pedagogias que possam ser sensíveis a complexidade destas questões na contemporaneidade.

Biografia do Autor

Tatiani Müller Kohls, Universidade Federal de Pelotas

Graduada em Ciências Sociais com habilitação em licenciatura pela Universidade Federal de Pelotas. Mestre em Antropologia  pela Universidade Federal de Pelotas. Mestranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas. 

Felipe da Silva Martins, Universidade Federal de Pelotas

Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas.

Denise Marcos Bussoletti, Universidade Federal de Pelotas

Doutora em Psicologia; Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas.

Referências

ARROYO, M. Outros sujeitos, outras pedagogias. Petrópolis: Vozes, 2012.

BENJAMIN, WALTER. O capitalismo como religião. São Paulo: Boitempo, 2013.

_____. Origem do drama trágico alemão. 2ª Ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013a.

_____. Passagens. Trad. de Irene Aron. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2006.

_____. Rua de mão única – Infância berlinense: 1900. Belo Horizonte: Autêntica, 2013b.

BLOCH, E. O princípio da esperança. V.1. Rio de Janeiro: EdUERJ Contraponto, 2005.

BUSSOLETTI, D.M. Infâncias Monotônicas - Uma rapsódia da Esperança - Estudo psicossocial cultural crítico sobre as representações do outro na escrita de pesquisa. Porto Alegre, 2007. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

BUSSOLETTI, Denise Marcos; GUARESCHI, Pedrinho Arcides. Infâncias Monotônicas: representações da alteridade na escrita de pesquisa. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 6, n. 2, p. 303 – 313, 2011.

BUSSOLETTI, D. M.; VARGAS, V. Leituras em Dramaturgia Teatral para a Diversidade. Pelotas/RS: Editora e Gráfica Universitária UFPEL, 2012.

_____. Outras fronteiras em extensão. Revista Expressa Extensão, v. 18, n. 02, p.05-22, 2013.

_____. Por entre fronteiras de uma pedagogia que pauta a educação pelas artes gingando saberes e práticas populares. Revista Extraprensa, v.01, n. 14, p. 41-48, 2014.

CANAL, Carlos Yáñez. El pluralismo de las ciencias sociales: Hacia la construcción de una trama de tramas. In: BUSSOLETTI, D. M.; CANAL, C. Y.; GUEVARA, A. E.; LANDÍN, D. M. (orgs). Pluralismo nas Ciências Sociais: da multiplicidade à diferença. Pelotas: Editora Universitária/UFPel, 2011.

FURTER, Pierre. Dialética da esperança. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

KOHLS, T.M.; BARBOSA, R.D.; MARTINS, F.S; BUSSOLETTI, D.M. PET FRONTEIRAS - Saberes e Práticas Populares: uma proposta pautada na diversidade social e cultural. Conexões Culturais - Revista de Linguagens, Artes e Estudos em Cultura, v. 2, p. 48-55, 2016.

KOHLS, T.M.; BUSSOLETTI, D.M. Pensando as representações infantis através dos sonhos. XVIII ENPOS - Encontro de Pós-Graduação, 2016, Pelotas.

KOHLS, T.M.; VARGAS, V.; BUSSOLETTI, D.M. Dicionário das crianças: uma possibilidade de significados e representações de gênero no universo infantil. RELACult – Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade, v. 03 nº 01, p. 17-25, 2017.

MARTINS, F.S.; KOHLS, T. M.; BARBOSA, R.D.; MOREIRA, T.F.; BUSSOLETTI, D.M. Confraria do Fuxico – As tramas e os “Nós” junto ao PET FRONTEIRAS: Saberes e práticas populares. Conexões Culturais - Revista de Linguagens, Artes e Estudos em Cultura, v. 2, p. 39-47, 2016.

PEREIRA, M. D. A. Performance e educação: relações, significados e contextos de investigação. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 1, p. 289-312, 2012. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-46982012000100013.>. Acesso em: 22 agosto 2017.

PINEAU, E.L. Nos Cruzamento Entre a Performance e a Pedagogia: uma revisão prospectiva. Educação & Realidade, Belo Horizonte, v35, n. 2, p.89-114. Disponível em: <http://sochilewww.redalyc.org/articulo.oa?id=317227077007>

SARMENTO, Manuel Jacinto . As Culturas da Infância nas Encruzilhadas da Segunda Modernidade. In: Sarmento, M. e Cerisara, A. Crianças e Miúdos: perspectivas sociopedagógicas da infância e educação. Porto: Edições ASA, 2004.

_____. Gerações e alteridade: interrogações a partir da sociologia da infância. Educação e Sociedade, Campinas, vol. 26, n. 91, p. 361-378, 2005.

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

Kohls, T. M., Martins, F. da S., & Bussoletti, D. M. (2018). Trama dos Sonhos: infâncias, esperança e performance. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.783

Edição

Seção

Dossiê: COMUNICAÇÃO, CULTURA E CONHECIMENTO CIENTÍFICO

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)