Uma Experiência Interdisciplinar na Formação Continuada de Professores da Rede Pública no PACTO pelo Fortalecimento do Ensino Médio

Autores

  • Marilia Nunes Dall'Asta Universidade Federal do Rio Grande
  • Elaine Corrêa Pereira Universidade Federal do Rio Grande
  • Celiane Costa Machado Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.754

Palavras-chave:

Formação Continuada, Pacto, Interdisciplinaridade e Origami.

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar o resultado de uma experiência á formação continuada de professores desenvolvida no projeto Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio, organizado pela Universidade Federal de Rio Grande-FURG. O projeto teve, como mentor, o Ministério da Educação e Cultura (MEC), tendo a parceria das Secretarias da Educação (SEDUC) e as Universidades Federais (IES), tendo como meta, realizar a formação de professores da rede pública. No desenvolvimento da experiência foram utilizadas as ideias compartilhadas como forma de reforçar e embasar a visão cientifica sobre o conhecimento da interdisciplinaridade, criando um conjunto de referências no processo da formação de professores evidenciando o acoplamento das áreas do conhecimento com suas tecnologias. Na miscigenação das ações cooperativas, houve um consenso geral de entendimento sobre o “ser interdisciplinar”, estabelecendo um desafio aos professores a efetivarem ações imbricadas entre a Matemática, Linguagem e Artes Visuais, independente de suas áreas de formação, tendo como eixo comum o trabalho coletivo interdisciplinar. Na utilização do Origami ficou evidenciado o compartilhar, refletir, estudar, conhecer, intervir na formação do Pacto, fazendo com que não ficasse utópica, a realização das ações coletivas, fortalecendo o conhecimento, já existente, dos profissionais da educação, percebendo a importância do desempenho de atividades no cotidiano, tendo na interdisciplinaridade a projeção do compartilhamento de experiências e a superação de limitações identificadas. 

Biografia do Autor

Marilia Nunes Dall'Asta, Universidade Federal do Rio Grande

Graduada em Matemática. Especialista em Ensino de Matemática. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria(UFSM). Professora de Graduação e Especialização da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), líder do Grupo de Estudos Interdisciplinares Arte e Matemática - GEIAM - IMEF - FURG.

Elaine Corrêa Pereira, Universidade Federal do Rio Grande

Licenciada em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande (1987). Especialista em Matemática (1997) e em Matemática Aplicada (1997) pela Universidade Federal do Rio Grande. Mestre em Matemática Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999), doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005) e Pós-Doutora pela Universidade Eduardo Mondlane. É professora associado da Universidade Federal do Rio Grande- FURG e tem experiência docente e gestora na área educacional. Investiga os seguintes temas: formação de professores, ensino de matemática e modelagem matemáticade. Atualmente está coordenadora institucional do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) e líder do Grupo de Pesquisa Formação de Professores e Práticas Educativas.

Celiane Costa Machado, Universidade Federal do Rio Grande

Possui graduação em Matemática pela Universidade Federal do Rio Grande (1995), mestrado em Matemática Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em Matemática Aplicada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007). Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio Grande. Tem experiência na área de Educação e Matemática, com ênfase em Educação Matemática e Matemática Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, ensino de matemática e modelagem matemática.

Referências

REFERÊNCIAS

BRASIL. Sec. da Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática 1ª Ed. Brasília MEC/SEF, 1998.

BRASIL, MEC. Expansão da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica. 2009.

CORRÊA. Gilka. A Arte de dobrar papel. 2ª Ed. Editora FURG. Rio Grande- RS. 1995.

DELAZZANA, Ana Rosa. Interdisciplinaridade: um olhar sobre a prática docente. Centro Universitário Franciscano- Unifra, Santa Maria-RS. 2003.

FAZENDA, Ivani C. O que é Interdisciplinaridade? Ed. Cortez, São Paulo. SP. 2008.

______________Práticas Interdisciplinares na escola. Ed. Cortes 12ª ed. São Paulo, 2011.

______________Interdisciplinaridade: História, Teoria e Pesquisa. Papirus Ed. Campinas.

_____________ Formação de Docentes Interdisciplinares Ed. CRV. Curitiba – PR. 2013.

GENOVA Carlos. Origami, Dobras, Contas e Encantos. Ed. Escrituras, 2ª Edição. SP. 2009.

JAPIASSÚ, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Ed. Imago Rio de Janeiro. 1976.

MATURAMA, H. Uma nova concepção de aprendizagem. In: Dois pontos, v. 2, nº 15, 1993.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA (MEC):- Portaria nº 1.140, de 22/11/ de 2013.

MORAES, Maria Cândida. O Paradigma Educacional Emergente- 16ª ed. Campinas. SP. Papirus, 2012.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Documento orientador das ações de formação continuada de professores e coordenadores pedagógicos do Ensino Médio em 2014.

POMBO, O. O conceito de interdisciplinaridade e conceitos afins. Lisboa, Texto Editora, 1993.

PARECER CEB/CNE nº 5/2011- MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA/MEC.

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

Dall’Asta, M. N., Pereira, E. C., & Machado, C. C. (2018). Uma Experiência Interdisciplinar na Formação Continuada de Professores da Rede Pública no PACTO pelo Fortalecimento do Ensino Médio. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.754

Edição

Seção

Dossiê: FORMAÇÃO ACADÊMICA, EDUCAÇÃO, POLÍTICA E SOCIEDADE

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>