Ciência na cozinha: Discussões científicas ancoradas no cotidiano

Autores

  • Naiana Ribeiro Maximilla Universidade Federal do Rio Grande
  • Keila Reis Pereira Universidade Federal do Rio Grande
  • Lavínia Schwantes Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.722

Palavras-chave:

pedagogia, ensino de ciências, culturas alimentares

Resumo

A educação nos anos iniciais do Ensino Fundamental, na educação infantil e na educação de jovens e adultos no Brasil acontece, quase que majoritariamente, pela atuação do profissional pedagogo. Dessa forma, tal profissional precisa aventura-se também pelo Ensino de Ciências. Sabendo que muitas vezes os cursos de Pedagogia oferecem poucas disciplinas acerca de fundamentos e metodologias dentro do tema, os cursos de extensão ainda na formação inicial desses profissionais podem ser muitos positivos para sua prática. Nesse contexto, o presente trabalho faz um relato sobre um curso de extensão oferecido para pedagogos em formação, no intuito de fornecer possibilidades para um ensino de ciências contextualizado. Objetivamos discutir e refletir acerca da necessária aproximação dos conteúdos científicos com cotidiano dos estudantes através da articulação do conhecimento científico com, no caso, a cultura. O tema do curso foi sobre culturas alimentares e sua articulação com alguns dos processos envolvidos no ato de alimentar-se e nutrir-se. A intenção de trabalhar ciências de forma contextualizada é para romper com o ensino transmissivo, que não foca na reflexão e na utilidade desse conhecimento na vida dos estudantes.

Referências

BRASIL, Lei de Diretrizes e B. Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 29 setembro 2017.

BRASIL, Ministério da Educação. Resolução CNE/CP nº 1, de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Pedagogia, licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 16 maio 2006. Seção I, p. 11. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf . Acesso em: 30 setembro 2017.

BRASIL, Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara De Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=15548-d-c-n-educacao-basica-nova-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 30 setembro 2017.

CHASSOT, A. Alfabetização científica: questões e desafios para a educação. Ijuí: Ed. Unijuí. 2010.

DELIZOICOV, D.; ANGOTTI, J. A. Metodologia do ensino de Ciências. São Paulo: Cortez. 2000.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. S. Minidicionário Houaiss da língua portuguesa. Instituto Antônio Houaiss de Lexicografia e Banco de Dados da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

JEZINE, E. As Práticas Curriculares e a Extensão Universitária. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, 2. Anais do... Belo Horizonte, 2004. Disponível em: https://www.ufmg.br/congrext/Gestao/Gestao12.pdf. Acesso em: 20 de outubro de 2017.

KATO, D.S.; KAWASAKI, C.S. As concepções de contextualização do ensino em documentos curriculares oficiais e de professores de ciências. Ciência & Educação, v. 17, n. 1, p. 35-50, 2011.

KRASILCHIK, M., MARANDINO, M. Ensino de Ciências e Cidadania. 2a ed. São Paulo: Editora Moderna. 2007, 87p.

MALUF, A.C.M. Atividades lúdicas como estratégias de ensino aprendizagem. 2006. Disponível em: http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrID=850. Acesso em: 29 setembro 2017.

MORAIS, Roque. Ciências para as Séries Iniciais e alfabetização. Porto Alegre: Sagra DC Luzzatto, 1995.

NOGUEIRA, M. (Org.). Extensão universitária: diretrizes conceituais e políticas. Belo Horizonte: UFMG, 2000.

PAVÃO, A. C. Ensinar ciências fazendo ciência, por uma revolução pedagógica. In: RIBEIRO, P. R. C.; MAGALHÃES, J. C. (orgs). Ensinando Ciências: outros olhares e outras possibilidades. Rio Grande: FURG. 2014. 208p.

SCHWARTZMAN, S.; CHRISTOPHE, M. A educação em ciências no Brasil, 2009. Disponível: http://www.schwartzman.org.br/simon/2009_11_abciencias.pdf. Acesso em: 30 setembro 2017.

Site CEAMECIM-FURG. Disponível em: http://www.ceamecim.furg.br/index.php. Acesso em 29 setembro 2017.

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

Maximilla, N. R., Pereira, K. R., & Schwantes, L. (2018). Ciência na cozinha: Discussões científicas ancoradas no cotidiano. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.722

Edição

Seção

Dossiê: FORMAÇÃO ACADÊMICA, EDUCAÇÃO, POLÍTICA E SOCIEDADE