Educação Ambiental: Práticas Pedagógicas Aplicadas no Consumo Diário

Autores

  • Cibele Stefanno Saldanha

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.706

Palavras-chave:

Cidadão, Conscientização, Ensino da Geografia, Sustentabilidade.

Resumo

O consumo é um tema transversal relevante a todas as disciplinas escolares e deve ser desenvolvido no sentido de abranger toda a totalidade de vida no cotidiano dos educandos. A geografia aborda questões do consumo em diferentes aspectos do espaço Geográfico frente ao mundo globalizado. Assim no que tange a vida cotidiana do cidadão requerem-se programas, ações e formas de apropriação dos bens de consumo na vida dos cidadãos. A problemática que envolve o consumo da cidade faz parte de um tema transversal no ensino escolar. O objetivo do trabalho é a aplicação atividades pedagógicas que favoreçam a construção de educandos críticos e conscientes sobre as formas de consumo no cotidiano de nossa sociedade nesse sentido voltado a Educação Ambiental e Popular, serão utilizados recursos didático pedagógicos e práticas-educativas sobre o estudo do consumo. O público alvo da pesquisa são os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Euclides da Cunha situada no bairro Carolina, cidade de Santa Maria, RS. Portanto, o processo de ensino-aprendizagem dos educandos e dos educadores no fazer pedagógico foi elaborado assiduamente permitindo a reflexão e a formação de cidadãos que vivem e constroem o cotidiano do seu lugar e de sua cidade. As temáticas propostas nesse projeto referentes à cidade, cidadania, consumo sustentável que estão sendo articuladas ao estudo do lugar/bairro e aos métodos que fundamentam as práticas adequadas à aprendizagens, atitudes e comportamentos educacionais em avaliação dos alunos, visto que os resultados das atividades foram satisfatórios, os objetivos do projeto foram alcançados com êxito.

Referências

AKATU. Consumidor, o poder da consciência. São Paulo: Instituto Akatu, 2002.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos, apresentação dos temas transversais. Brasília : MEC/SEF, 1998a.

BRASIL, Secretaria de Educação e Ensino Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1998b.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A questão política da Educação Popular. 2 ed. São Paulo: Brasiliense, 1980. 200 p.

______. Educação Popular.3 ed. São Paulo: Brasiliense, 1986. 88 p.

CALLAI, H. C. Estudar o lugar para compreender o mundo. In: CASTROGIOVANI, A. C. (Org.) Ensino de Geografia: Práticas e textualizações no cotidiano. Porto Alegre: Ed. Mediação, 2000.

CASTROGIOVANI, A. C.Ensino de Geografia:Práticas e textualizações no cotidiano. Porto Alegre: Ed. Mediação, 2000.

CAVALCANTI, L. S. A geografia escolar e a cidade: ensaios sobre o ensino de geografia para a vida urbana cotidiana. Campinas: Papirus, 2008.

FREIRE, P. A educação na cidade. São Paulo: Cortez Editora, 1991.

GADOTTI, Moacir; TORRES, Carlos Alberto. Poder e desejo: a educação popular como modelo teórico e como prática social. In: ______ (orgs.). Educação popular: utopia latinoamericana. São Paulo: Cortez, 1994. pp. 07-12.

LEITE, P. R. Logística reversa:meio ambiente e competitividade. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

SANTOS. M. O Espaço do Cidadão. São Paulo: Nobel, 1987,

MARX, Karl. Para a crítica da economia política. São Paulo: Abril Cultural, 1982. p. 9.

SLATER, Don. Cultura do consumo & modernidade. Tradução de Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Nobel, 2002

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

Saldanha, C. S. (2018). Educação Ambiental: Práticas Pedagógicas Aplicadas no Consumo Diário. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.706

Edição

Seção

Dossiê: CIÊNCIAS, HUMANAS, AMBIENTE E EDUCAÇÃO AMBIENTAL POPULAR