Formação docente e a mediação de conflitos na escola

Autores

  • LUCIO JORGE HAMMES Unipampa
  • Ivonete Afonso Jodar Unipampa

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.704

Palavras-chave:

Docência, violência na escola, conflitos.

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa de intervenção com pressupostos da abordagem qualitativa, desenvolvida com docentes, durante um curso de formação de mediadores, de uma escola municipal de Jaguarão-RS. O objetivo era qualificar os docentes para contribuir com a resolução de conflito no ambiente escolar. Propôs-se evidenciar ações na escola, decorrentes de um ambiente cooperativo e aquelas ações que revelam um ambiente de coação, construindo estratégias de mediação para enfrentar as manifestações de violência. A partir dos dados coletados foi possível identificar que as ações docentes requerem flexibilidade do planejamento pedagógico fundamentado no diálogo em busca de um aprendizado dos princípios de uma educação para a paz.  Os resultados indicam para a necessidade de formar pessoas para a mediação de conflitos.

Biografia do Autor

LUCIO JORGE HAMMES, Unipampa

Professor Associado da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), campus Jaguarão. Integra o Corpo Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Unipampa. Leciona as disciplinas na área da Filosofia e Pesquisa em Educação. Líder do grupo de pesquisa Cultura escolar, práticas pedagógicas e formação de professores vinculado ao CNPq. Coordena a pesquisa "Interdisciplinaridade e a gestão da educação: repercussões do Mestrado Profissional em Educação da Unipampa". Possui graduação em Filosofia e Teologia, mestrado em Teologia sistemática e o doutorado em Educação pela Unisinos (2005). Desenvolve projetos e pesquisas sobre interdisciplinaridade e gestão da educação, juventude e direitos humanos, capital social e desenvolvimento sustentável

Ivonete Afonso Jodar, Unipampa

Possui graduação em Pedagogia e Especialização em Orientação Educacional pela Universidade Católica de Pelotas (1998); Pós-Graduação em Psicopedadogia Institucional - Universidade de Amparo(2003); Pós-Graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional -Aupex SC(2006). Técnico em Multimeios Didáticos -IFSUL (2014). Possui experiência docente em alfabetização e em Orientação Educacional .Atualmente trabalha na escola -E.E.E.F.PIO XII exercendo a função de Vice- Diretora e na escola - E.M.E.F. GEN.ANTONIO DE SAMPAIO, exercendo a função de Orientadora Educacional . Mestranda no curso de Mestrado Profissional em Educação da Unipampa- Campus Jaguarão

Referências

BRASIL. Lei nº 13005 de 25 de Junho de de 2014. Plano Nacional de Educação - PNE. Disponível em: . Acesso em: 26 Out. 2017.

CANDAU, Vera Maria et al. Oficinas pedagógicas de direitos humanos. 2ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

CHRISPINO, Álvaro. Gestão do conflito escolar: da classificação dos conflitos aos modelos de mediação. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.15, n.54, p. 11-28, jan./mar. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v15n54/a02v1554.pdf>. Acesso em nov. 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 8ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

GARCIA, Carlos Marcelo. O professor iniciante, a prática pedagógica e o sentido da experiência. Form. Doc., Belo Horizonte, v. 02, n. 03, p. 11-49, ago./dez. 2010. Disponível em: <http://formacaodocente.autenticaeditora.com.br/sumario/exibir/8>. Acesso em nov. 2017.

GARCÍA, Marcelo. Desenvolvimento Profissional: passado e futuro. Revista de Ciências da Educação n. º8 • jan/abr 09. Disponível em <http://www.fep.porto.ucp.pt/sites/default/files/files/FEP/SAME/docs/Carlosmarcelo_Desenv_Profissional.pdf>. Acesso em nov. 2017

LÜCK, Heloisa. Gestão da cultura e do clima organizacional da escola. Série Cadernos de Gestão. Vozes 2010.

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo / revista de ciências da educação • n.º 8 • jan/abr 09. Disponível em: <http://www.upf.br/_uploads/Conteudo/ppgecm/Desenvolvimento_profissional_docente.pdf>. Acesso em nov. 2017.

MARTINS, A. M.; MACHADO, C. Gestão escolar, situações de conflito e violência: campo de tensão em escolas públicas. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. 59, p. 157-173, jan./mar. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-40602016000100157&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em nov. 2017.

PERRENOUD, Philippe. Escola e cidadania: O Papel da escola na formação para a democracia. Porto Alegre: Artmed, 2005.

PIGATTO, Naime. A docência e a violência estudantil no contexto atual. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 18, n. 67, p. 303-324, abr./jun. 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v18n67/a07v1867.pdf>. Acesso em nov. 2017.

TARDIF, Maurice ; RAYMOND, Danielle. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educ. Soc., 2000, vol.21, n.73, pp.209-244. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302000000400013>. Acesso em nov. 2017.

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

HAMMES, L. J., & Jodar, I. A. (2018). Formação docente e a mediação de conflitos na escola. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.704

Edição

Seção

Dossiê: FORMAÇÃO ACADÊMICA, EDUCAÇÃO, POLÍTICA E SOCIEDADE