OS MEIOS MIDIÁTICOS NA AMÉRICA-LATINA: DA INFORMAÇÃO À INDUÇÃO

Autores

  • Celso José Farias
  • Job Lopes

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.577

Resumo

Este estudo tem por objetivo refletir sobre os meios midiáticos e suas influências na formação da opinião pública, com base na teoria de Chauí (2000), Lustosa (1996), Bourdieu (1979,1983 e 1987) e outros autores que corroboram com o assunto. Primeiramente, aborda-se a mídia como meio de comunicação e de que forma é criada a opinião pública e, posteriormente, o seu papel na formação das percepções e concepções da sociedade e por fim a influência sobre a população. A metodologia adotada pautou-se por uma revisão narrativa da literatura com levantamento bibliográfico dos propósitos expostos por Chauí, Lustosa e Bourdieu que, em seus estudos, abordam os mecanismos de reprodução social que legitimam as diversas formas de dominação. A mídia influencia o telespectador na formação da opinião pública, principalmente no campo político. Desta forma o propósito dos principais autores vão ao encontro da análise do papel na mídia na formação da opinião pública.  

Referências

BOURDIEU, P. O desencantamento do mundo: estruturas econômicas temporais. tradução de Silvia Mazza et al. São Paulo: Perspectiva, 1979.

______. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

______. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Zahar, 1997

______. Sobre a televisão. seguido de a influência do jornalismo e os jogos olímpicos. Tradução Lúcia Machado. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

CARTA MAIOR. Os meios de comunicação na América Latina e na Venezuela. Disponível em http://www.cartamaior.com.br/?/Opiniao/Os-meios-de-comunicacao-na-America-Latina-e-na-Venezuela/21856 Acesso em 30 de Jun de 2017.

CASTELLS, M. (1999), A sociedade em rede. São Paulo, Paz e Terra.

_________. (2009), Communication power. Oxford, Oxford University Press.

CHAUI, Marilena, Convite à filosofia. Ed. Ática, São Paulo, 2000.

LIMA, V. A. (2000), Mídia: teoria e política. São Paulo, Fundação Perseu Abramo.

LUSTOSA, Elcias. O texto da notíca. Ed. Unb. 1996.

MEDINA. Cremilda de Araújo. Notícia: um produto à venda (jornalismo na sociedade urbana e industrial). São Paulo, Alfa-Ômega, 1973, p.137.

MIGUEL, L. F. (2002), “Os meios de comunicação e a prática política”. Lua Nova, 55-56: 155-184.

NEGREIROS, Davys Sleman, Mídia e política: a metamorfose do poder. Publicação do Departamento de História e Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ensino Superior do Seridó – Campus de Caicó. V.4 - N.7 - fev./mar. de 2003– Semestral ISSN -1518-3394

PENTEADO, Claudio Camargo, FORTUNATO, Ivan. Mídia e políticas públicas: possíveis campos exploratórios. Rev. bras. Ci. Soc. [online]. 2015, vol.30, n.87, pp.129-141.

SODRÉ, Muniz. A comunicação do grotesco – um ensaio sobre a cultura de massa no Brasil. 6ª ed. Petrópolis, Vozes, 1977.

THOMPSON, J. B., Mídia e modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis, Vozes, 1998.

Downloads

Publicado

22/02/2018

Como Citar

Farias, C. J., & Lopes, J. (2018). OS MEIOS MIDIÁTICOS NA AMÉRICA-LATINA: DA INFORMAÇÃO À INDUÇÃO. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.577

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo