A autoformação docente como território de possibilidade: uma reflexão sobre o espaço escolar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.563

Palavras-chave:

Autobiografia, Reflexão sobre a Prática, Realidade Escolar.

Resumo

 

Refletir o processo dinâmico e inquietador de autotransformar-se pela docência é algo complexo e extremamente necessário à atuação docente em suas diversas práticas, sejam elas coletivas, sociais, ou subjetivas. Desse modo, a proposta deste estudo nasce das inquietações de educadoras sobre suas autoformações em realidades distintas. Assim, no presente relato buscamos refletir sobre os processos de constituição do ser docente, por um viés autobiográfico, com base em experiências vivenciadas em sala de aula. Portanto, em termos gerais, é possível inferir que o processo de (auto) formação de professores somente se concretiza na prática; somente nos tornamos educadores na vivência da sala de aula, na reflexão e na constante transformação frente aos cotidianos que surgem diariamente no território escolar. A partir das considerações aqui tecidas, concluímos que para tornar-se professor é necessário vivenciar o espaço escolar buscando constantemente repensar os desafios enfrentados, aprendendo com as novas situações que surgem e concretizam a prática docente.

Biografia do Autor

Tascieli Feltrin, UFSM

Graduada em Letras Português/ Espanhol e respectivas literaturas. Especialista em Gestão Escolar, e Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria. Atua como professora da rede Municipal, ministrando a disciplina de língua portuguesa.

Natália Lampert Batista, UFSM

Graduada em Geografia (Licenciatura) pelo Centro Universitário Franciscano (2013). Mestra em Geografia pelo Programa de Pós-graduação em Geografia (PPGGeo), da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM - 2015). Atualmente é Doutoranda em Geografia pelo PPGGeo/UFSM e Professora de Geografia (Anos Finais do Ensino Fundamental) na Escola Municipal de Ensino Fundamental J/AO CAIC Luizinho de Grandi.

Elsbeth Léia Spode Becker, UNIFRA

Possui: Doutorado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/(2008). Mestrado em Engenharia Agrícola Área das Ciências Rurais pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/(1999). Graduação em Geografia - Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/(1996). Graduação em Geografia - Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM/(1994). Atualmente é professora adjunta no Centro de Ciências Humanas do Centro Universitário Franciscano e professora da rede pública estadual atuando no Ensino Médio do Instituto São José de Santa Maria. Publicou o livro "História do pensamento geográfico" destinado aos alunos da graduação em Geografia. Membro da comissão editorial da Revista Disciplinarium Scientia, Série Humanas (UNIFRA). Membro da comissão avaliadora da Revista Ensino & Pesquisa (UFSM) e da Revista Ciência & Natura (UFSM). Orienta trabalhos de pesquisa e de extensão, com ênfase nos seguintes temas: geografia, turismo, ensino, antropologia, história natural e educação ambiental. No Curso de Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens (UNIFRA) integra a Linha de Pesquisa Ensino e práticas docentes.

Referências

CASTRO, J. de. Homens e caranguejos. São Paulo: Brasiliense, 1967.

FREIRE, P. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

__________. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. Brasil: Paz e Terra, 2004.

MACIEL, M. D. Autoformação docente. Limites e possibilidades. In, Anais IV Encontro Nacional de pesquisa em Educação em Ciências. Recife, 2003.

MÉSZÁROS, I. Para além do capital: rumo a uma nova teoria da transição. São Paulo: Bom tempo, 2002.

MIDLEJ, J. A; PEREIRA, M. V. As Histórias de Vida como Tramas de Fios na Composição da Professoralidade. In: Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)biográfica, v. 1, p. 551-563, 2016.

PEREIRA, M. V. Subjetividade e Memória: algumas considerações sobre a formação e autoformação. Ijuí: UNIJUÌ, 2000.

Downloads

Publicado

23/05/2018

Como Citar

Feltrin, T., Batista, N. L., & Becker, E. L. S. (2018). A autoformação docente como território de possibilidade: uma reflexão sobre o espaço escolar. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.563

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo