Percorrendo as Veredas das Práticas Translinguajeiras em Contexto Transfronteiriço: Possíveis Travessias no Ensino-Aprendizagem de Língua Portuguesa Adicional

Autores

  • Henrique Rodrigues Leroy Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)
  • Maria Elena Pires Santos Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.514

Palavras-chave:

Língua Portuguesa Adicional, Contexto Transfronteiriço, Transculturalidades, Translinguagens, UNILA

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de discutir sobre como as práticas translíngues (GARCÍA, 2014),  transculturais (ORTÍZ, 2002) e descoloniais (MIGNOLO, 2000) são manifestadas na sala de aula de Língua Portuguesa Adicional (PLA) da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), sediada na cidade de Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil, na região da Tríplice Fronteira com a Argentina e o Paraguai. Tais manifestações translinguajeiras, transculturais e descoloniais em sala de aula de PLA em contexto de fronteira são advindas dos textos escritos produzidos pelos estudantes para seus trabalhos finais da disciplina de PLA.  Espera-se, assim, que as atividades aplicadas no contexto de sala de aula de PLA possam recombinar, ressignificar e visibilizar as vozes performadas pelos trans-sujeitos aprendizes, abrindo possibilidades para que transitem por uma multiplicidade de lugares e colaborando ativamente nas diversas redes configuradas pelos territórios transfronteiriços.

Biografia do Autor

Henrique Rodrigues Leroy, Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Doutorando em Letras na área de concentração Linguagem e Sociedade pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE-PR). Mestre em Letras, na área de Estudos de Linguagens, Ensino e Mediações Tecnológicas pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG). Licenciado em Língua Inglesa pela Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (Fale/UFMG). Tem experiência, no Brasil e no exterior, na área de Ensino-Aprendizagem de Línguas Adicionais, com ênfase na Licenciatura de Língua Portuguesa Adicional. Integrante do núcleo de pesquisa em linguagem e tecnologia INFORTEC do CEFET-MG, com ênfase no ensino-aprendizagem e na avaliação em língua portuguesa adicional. Atua também como colaborador do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do Ministério da Educação (MEC), prestando serviços na avaliação e elaboração das tarefas do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Exame CELPE-BRAS). É professor de Língua Portuguesa Adicional e de Língua Inglesa da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), em Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil e representou, de 2014 a 2016, a Divisão de Promoção e Certificação de Idiomas da Pró-Reitoria de Relações Institucionais e Internacionais (PROINT) da UNILA como Coordenador do Posto Aplicador do Exame Celpe-Bras e como Coordenador Geral do Programa Nacional Idiomas sem Fronteiras (IsF). É integrante da Associação Mineira dos Professores de Português como Língua Estrangeira (AMPPLIE).

Maria Elena Pires Santos, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Possui graduação em Português Francês pela Universidade Federal de Uberlândia (1972), mestrado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (1999), doutorado em Lingüística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2004) e pós-doutorado pela UNICAMP. Atualmente é professora Associada A da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, professora do Mestrado em Sociedade, Cultura e Fronteiras e do Mestrado/Doutorado em Letras, da Universidade Estadual do Oeste do Paraná e coordenadora do Mestrado em sociedade, Cultura e Fronteiras. Linha de pesquisa linguagem, cultura e ensino da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, e linha pesquisa práticas linguísticas, cultura, ensino da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Tem experiência na área de Letras e Linguística Aplicada, com ênfase em Educação Bilíngue, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino, bilinguismo, formação de professores, educação bilíngue e políticas linguísticas.

Referências

BAKHTIN, M. Dialogic imagination: four essays. Austin: University of Texas Press, 1981.

BHABA, H.K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2004.

BLACKLEDGE, A.; CREESE, A. Multilingualism. London: Continuum, 2010.

BLOMMAERT, J. The sociolinguistics of globalization. Cambridge: Cambridge University Press, 2010.

CANAGARAJAH, A. S. Codemeshing in academic writing: Identifying teachable strategies of translanguaging. The Modern Language Journal 95 (iii), 2011.

CELIC, C.; SELTZER, K. Translanguaging: A CUNY-NYSIEB Guide for Educators. New York: CUNY-NYSIEB, 2012.

CORONIL, F. Transculturation and the politics of theory: Countering the center: Cuban Counterpoint: Introduction. In: OR´TZ, F. Cuban Counterpoint: Tobacco and Sugar. Durham: Duke University Press, 1995.

GARCÍA, O. Bilingual education in the 21st Century: A global perspective. Malden: Wiley-Blackwell, 2009.

GARCÍA, O. From language garden to sustainable languaging: Bilingual education in a global world. Perspective. A publication of the National Association for Bilingual Education, 2011.

GARCÍA, O.; SYLVAN, C. Pedagogies and practices in multilingual classrooms: Singularities and Pluralities. Modern Language Journal 95 (iii), 2011.

GARCÍA, O.; LEIVA, C. Theorizing and Enacting Translanguaging for Social Justice. In: BLACKLEDGE, A.; CREESE, A. Heteroglossia as Practice and Pedagogy. Heidelberg, New York, London: Springer, 2014.

GARCÍA, O.; SELTZER, K. The Translanguaging Current in Language Education. Symposium. Stockholm University, 2015.

GENESEE, F.; UPSHUR, J.A. Classroom-based evaluation in Second Language Education. Cambridge: Cambridge University Press, 1996.

HELLER, M. Bilingualism as ideology and practice. In: Bilingualism: A social approach. Basingstoke: Macmillan, 2007.

HORNBERGER, N.; LINK, H. Translanguaging and transnational literacies in multilingual classrooms: A bilingual lens. International Journal of Bilingual Education and Bilingualism, 2012.

LEWIS, G.; JONES, B.; BAKER, C. Translanguaging: Developing its conceptualization and contextualization. In: Educational Research and Evaluation: An International Journal on Theory and Practice, DOI:10.1080/13803611.2012.718490, 2012.

MATURANA, H.; VARELA, F. The Tree of knowledge. The biological roots of human understanding. Boston and London: Shambhala, 1998.

MENDES, E. (Coord.). Brasil Intercultural: Língua e cultura brasileira para estrangeiros. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Casa do Brasil, 2014.

MIGNOLO, W. D. Histórias Locais / Projetos Globais: Colonialidade, Saberes Subalternos e Pensamento Liminar. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2000.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO; UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA. Estatuto da UNILA. 2012.

ORTÍZ, F. Contrapunteo cubano del tabaco y el azúcar. Madrid: Cátedra, 2002

OTHEGUY, R.; GARCÍA, O.; REID, W. Clarifying translanguaging and deconstructing named languages: A perspective from linguistics. New York: De Gruyter Mouton, 2015.

PENNYCOOK, A. Language as Local Practice. London: Routledge, 2010.

PEREIRA CARNEIRO, C. Fronteiras irmãs: transfronteirizações na Bacia do Prata. Porto Alegre: Editora Ideograf, 2016.

ROSA, J. G. Grande sertão: Veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

ROSA, J. G. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

SCHLATTER, M.; GARCEZ, P. Referenciais Curriculares para o Ensino de Língua Espanhola e de Língua Inglesa. Rio Grande do Sul: Secretaria de Educação do Estado, 2009.

Sítio oficial da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Disponível em: http://unila.edu.br. Acesso em: 04 de abril de 2017.

WILLIAMS, C. Arfamiad o Ddulliau Dygsu ac Addysgu yng Nghyd-destum Addysg Uwebradd Ddwylithog. Unpublished PhD thesis. Bangor: University of Wales, 1994.

Downloads

Publicado

31/12/2017

Como Citar

Leroy, H. R., & Santos, M. E. P. (2017). Percorrendo as Veredas das Práticas Translinguajeiras em Contexto Transfronteiriço: Possíveis Travessias no Ensino-Aprendizagem de Língua Portuguesa Adicional. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.514

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo