Chuí, uma extensão do Oriente Médio na América Latina: A migração Palestina e a contribuição da cultura árabe na Fronteira Meridional do Brasil

Autores

  • Luciano Alexandrino Santos Junior Universidade Federal do Rio Grande - FURG
  • José Carlos Silva Cardozo Universidade Federal do Rio Grande - FURG

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.509

Palavras-chave:

Chuí, Cultura árabe, Cooperação, Imigração Palestina

Resumo

O estudo analisa o cenário contemporâneo multicultural no extremo sul do Brasil nas cidades gêmeas Chuí-Chuy (Brasil- Uruguay) com ênfase na cultura árabe decorrente dos fluxos migratórios. Visa-se apresentar a relevância da cultura árabe e seus papéis sociais na cooperação local e formação de políticas de aperfeiçoamento dos serviços básicos da população. O trabalho parte do ápice dos conflitos étnicos, religiosos e territoriais entre os países do Oriente Próximo, na década de 1970, enfocando os palestinos, em disputas territoriais com o estado de Israel. Tal como elucida um provérbio árabe de que o exílio com riqueza é uma pátria e uma pátria com pobreza é um exílio, muitos indivíduos e famílias fugiram dos conflitos e buscaram construir uma nova vida na América Latina e encontraram nas regiões de fronteira o ambiente para trabalharem e manifestarem sua cultura e religião de maneira prospera. Conclui-se que a cultura árabe na região estudada se tornou uma importante ferramenta de desenvolvimento social, bem como estimula a ação coordenada entre comerciantes, cidadãos e grupos da sociedade civil, modificando a ideia de fronteira como fator de separação para a de um ambiente de integração.

Biografia do Autor

Luciano Alexandrino Santos Junior, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Acadêmico de Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Atuou como bolsista PQA (Projeto de Qualificação Acadêmica) nas áreas de PARA DIPLOMACIA COMO INSTRUMENTO PARA A INTEGRAÇÃO FRONTEIRIÇA NA AMÉRICA DO SUL e a multiterritorialidade da região fronteiriça do Chuí e Santa Vitória do Palmar -RS. Atualmente pesquisa acerca das Relações Internacionais da América Latina e os impactos de sua relação com a República Popular da China. Integrante do projeto de extensão Grupo de estudos sobre Teorias Contemporâneas das Relações Internacionais que busca analisar a importância de tais teorias como instrumentos teórico-conceituais e sua ingerência na ação dos Estados e no Sistema Internacional.

José Carlos Silva Cardozo, Universidade Federal do Rio Grande - FURG

Historiador (formado pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, instituição Jesuíta de ensino, campus São Leopoldo/RS) e Sociólogo (formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, instituição Pública de ensino, campus Porto Alegre/RS), Especialista - em curso - em Docência Universitária (pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo, UNASP, instituição Adventista de ensino, campus Engenheiro Coelho/SP) Mestre, Doutor e Pós-Doutor em História Latino-Americana pela UNISINOS. Atualmente leciona na Universidade Federal do Rio Grande - FURG - Campus Santa Vitória do Palmar/RS e no Colégio Adventista de Esteio - CAE. Tem experiência nas áreas de História e Ciências Sociais, com ênfase em História da Infância, adolescência e juventude, Família e Poder Judiciário. É membro da Associação Nacional de História (ANPUH-Brasil), foi eleito Secretário da ANPUH-RS nas administrações 2012-2014 e 2014-2016, é membro da Red de Estudios de Historia de las Infancias en América Latina (REHIAL) e Membro do Grupo de Trabalho da ANPUH-RS História da Infância, Juventude e Família (tendo sido coordenador na Gestão 2012-2014). Foi um dos criadores e, desde 2009, Editor da Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, Qualis/Capes B1. Foi também um dos criadores e Editor da Revista Latino-Americana de História (2011-2013). É parecerista de vários periódicos e tem trabalhos acadêmicos publicados no Brasil e no exterior.

Referências

AMARAL, A. F. Os Campos Neutrais. Porto Alegre: Planus Artes Gráficas, 1972. (Obra completa)

AVEIRO, Thaís Mere Marques. Relações Brasil-Uruguai: A Nova Agenda para a Cooperação e o Desenvolvimento Fronteiriço. Brasilia: UNB, 2006. (Dissertação ou Tese)

JACKSON, Robert. Introdução às Relações Internacionais: Teorias e Abordagens. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

JARDIM, D. F. Diásporas, viagens e alteridades: as experiências familiares dos palestinos no extremo sul do Brasil. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano6, n.14, 2000.

JARDIM, D. F. Palestinos no extremo Sul do Brasil: Identidade étnica e os mecanismos sócias de produção de etnicidade. Chuí/ RS, 2001. Tese (Doutorado) –PPGAS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul/ MN (Impresso & Cd-Rom) (2000).

JARDIM, D. F. Palestinos no Sul do Brasil: identidade étnica e cidadania. Projeto (Pesquisa)- PROPESQ/ UFRGS, 2002.

MARTIN, A. R. Fronteiras e Nações. São Paulo: Contexto, 1992. (Obra completa)

NABULSI, K. Los refugiados. In: La Vanguardia. Dossiê. Los Palestinos, n.8, p.49-54, octubre/ diciembre, 2003.

WILLINER, A. At al. Pactos Territoriales en la Construción de Regiones Transfronteirizas: Por una Mayor Integración a Multiplos Niveles. Santiago: Naciones Unidas, 2016. (Obra completa)

Downloads

Publicado

31/12/2017

Como Citar

Alexandrino Santos Junior, L., & Silva Cardozo, J. C. (2017). Chuí, uma extensão do Oriente Médio na América Latina: A migração Palestina e a contribuição da cultura árabe na Fronteira Meridional do Brasil. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.509

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo