Aprendendo a ser assessora pedagógica universitária

um estudo narrativo da experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v8i2.2255

Palavras-chave:

Assessoria pedagógica universitária, experiência, identidade profissional, pesquisa narrativa

Resumo

O texto apresenta os sentidos compostos acerca das experiências vividas por uma assessora pedagógica, em uma universidade federal brasileira, por meio da investigação narrativa autobiográfica. O objetivo principal do estudo, alinhado aos princípios da pesquisa narrativa, é compreender a construção identitária individual e, paralelamente, refletir sobre a posição da assessoria pedagógica no contexto universitário (CUNHA, 2014). Um conjunto de histórias das experiências constituiu os dados da investigação e a interpretação foi mediada pela metáfora do espaço tridimensional. Os sentidos compostos são representados por dois fios temáticos, cujas estruturantes são os conceitos de aprendizagem experiencial, de identidade e de formação. Dentre as constatações emergentes da pesquisa, destacam-se: a indefinição acerca da configuração e do lugar das assessorias pedagógicas na universidade; o papel do assessor para a qualificação do acompanhamento e sistematização das ações formativas; a relevância das assessorias e de seus profissionais para a implementação de uma cultura institucional de formação descentralizada; o contexto desafiador enfrentado pelo pedagogo, técnico administrativo em educação, muitas vezes destituído de legitimidade para exercer seu papel; e, ainda, as implicações identitárias do processo de negociação entre as narrativas individuais e institucionais. Por fim, reitera-se a demanda por mais estudos sobre a temática, ainda insipiente no Brasil, a partir das vozes destes profissionais.

Biografia do Autor

Michelle Reinaldo Protasio, Universidade Federal do Rio Grande

Doutoranda em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Pedagoga na Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Pesquisadora da Rede de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (Repes/FURG). Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil; e-mail: michellereiprotasio@gmail.com.

Gionara Tauchen, Universidade Federal do Rio Grande/Professora Associada

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS). Professora Associada do Instituto de Educação da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Pós-Doutorado em Ensino-aprendizagem na Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Moçambique. Líder da Rede de Estudos e Pesquisas em Educação Superior (Repes/FURG). Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, e-mail: giotauchen@gmail.com

Referências

ANTONELO, J. Assessoria pedagógica: identidade profissional em construção na universidade. In: VII CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 1., 2020, Maceió. Anais [...]. Maceió, 2020.

BORDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. São Paulo, Perspectiva, 2007.

BRAGANÇA, I. Sobre o conceito de formação na abordagem (auto)biográfica. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 157-164, maio/ago. 2011.

BRUNER, J. A construção narrativa da realidade. Critical Inquiry. p. 1-21. 1991.

CARRASCO, L. Assessorias pedagógicas das universidades estaduais paulistas: concepções dos espaços institucionais de formação do docente universitário. 2016, p. 233, Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2016

CARRASCO, L.; FRAGELLI, C.; AZEVEDO, M. O papel do assessor pedagógico na significação da docência universitária: limites e possibilidades. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO SUPERIOR, 2014, Sorocaba. Anais [...]. Sorocaba: Universidade de Sorocaba, 2014. Disponível em: https://unisos.uniso.br/publicacoes/anais_eletronicos/2014/1_es_formacao_de_professores/32.pdf Acesso em: 8 out. 2020.

CARRASCO, L.; AZEVEDO, M.; XAVIER, A. O assessor pedagógico: profissionalidade e identidade. In: XVII COLÓQUIO INTERNACIONAL DE GESTÃO UNIVERSITÁRIA, 2017, Mar del Plata. Anais [...]. Mar del Plata: Universidad Nacional de Mar del Plata, 2017.

CLANDININ, J. Engaging in Narrative Inquiry. Walnut Creek, CA: Left Coast Press, 2013.

CLANDININ, J.; CONNELLY, M. Pesquisa narrativa: experiência e história na pesquisa qualitativa. Trad. Sob a direção de Grupo de Pesquisa Narrativa e Educação de Professores ILEEL, Universidade Federal de Uberlândia. Minas Gerais, Uberlândia, 2015, v. 10.

CLANDININ, D. J; ROSIEK, J. Mapping a landscape of Narrative Inquiry: borderland spaces and tensions In: CLANDININ, D. J. (Ed.). Handbook of Narrative Inquiry: Mapping a methodology. Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 2007. p. 35 - 76

CONNELLY, M.; CLANDININ, J. Relatos de Experiencia e Investigación Narrativa. In: LARROSA, J. (Org.). Déjame que te cuente: ensayos sobre Narrativas y Educación. Barcelona: Ed. Laertes, 1995.

CUNHA, M. Os conceitos de espaço, lugar e território nos processos analíticos da formação dos docentes universitários. Educação Unisinos. v. 12, n. 03, p. 182-186, 2008. DOI: 10.4013/edu.20083.03.

CUNHA, M. Pressupostos do desenvolvimento profissional docente e o assessoramento pedagógico na universidade em exame. In: CUNHA, M. I. (org.) Estratégias institucionais para o desenvolvimento profissional docente e as assessorias pedagógicas universitárias: memórias, experiências, desafios e possibilidades. São Paulo: Junqueira&Marin, 2014.

DEWEY, J. Experiência e educação. Trad. Sob a direção de Anísio Teixeira. São Paulo, 1979 (Companhia Editora Nacional. 97 p.)

DUBAR, C. A socialização. Construção das identidades sociais e profissionais. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ELY, M.; VINZ, R.; DOWNING, M; ANZUL, M. On writing qualitative research: living by words. London and Philadelphia: Routledge Falmer, 2005. 413 p.

LUCARELLI, E. El asesor pedagógico em la universidad. De la teoria a la práctica en la formación. Buenos Aires: Paidós, 2000.

LUCARELLI, E. Universidad y asesoramiento pedagógico. Buenos Aires: Mino y D’Avila, 2015.

MELLO, D. Estudo narrativo: proficiência, identidade e formação de professores. Scitis, São Paulo, Ano II, v. 4,2016, p. 118-129.

MURPHY, S. Understanding children’s knowledge: a narrative inquiry into school experiences. Unpublished doctoral dissertation, University of Alberta, Edmonton, 2004.

PASCUCI, L.; MEYER, V.; SANTOS, A. Improvisação organizacional na gestão acadêmica: uma análise de sua relevância em universidades públicas. III CONGRESSO INTERNACIONAL DE DESEMPENHO DO SETOR PÚBLICO. 3., 2019, Florianópolis. Anais [...]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2019.

PIMENTA, S.; ANASTASIOU, L. Docência no Ensino Superior. São Paulo: Cortez, 2010.

PINEAU, G. A autoformação no decurso da vida: entre hetero e ecoformação. In: NÓVOA, A.; FINGER, M. (org.). O método (auto)biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988. p. 65-77.

POLKINGHORNE, D. Narrative Configuration in qualitative analysis. Qualitative studies in Education, v. 08, n. 01, p. 5-23, 1995.

PRESTON, D.; PRICE, D. ‘I see it as a phase: I don't see it as the future’: academics as managers in a United Kingdom university. Journal of Higher Education Policy and Management. v. 34, n. 4, August 2012, p. 409–419.

Downloads

Publicado

14/09/2022

Como Citar

Protasio, M. R., & Tauchen, G. (2022). Aprendendo a ser assessora pedagógica universitária: um estudo narrativo da experiência. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 8(2). https://doi.org/10.23899/relacult.v8i2.2255

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)