Paisagem cultural vitícola da Serra Gaúcha

Reflexões sobre patrimônio e turismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v7i4.2187

Palavras-chave:

vinhedo, patrimônio cultural, paisagem, enoturismo, identidade cultural

Resumo

Este trabalho, desenvolvido durante Pós-Doutorado no Departamento de Geografia da UFRGS, integra pesquisa em andamento na linha Cultura, Patrimônio e Territórios do Vinho. O artigo tem por objetivos discutir as relações entre paisagem e patrimônio cultural, identificar elementos que representem a paisagem vitícola da Serra Gaúcha e analisar a vinculação da paisagem cultural com o desenvolvimento do turismo na região. Os procedimentos metodológicos compreendem revisão bibliográfica e trabalho de campo em Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Pinto Bandeira, municípios situados no nordeste do Rio Grande do Sul, região conhecida como Serra Gaúcha.  O artigo parte de reflexões acerca da complexidade e da evolução dos conceitos de Paisagem e de Paisagem Cultural. A seguir é feita uma síntese dos instrumentos de proteção de paisagens e citados exemplos de Paisagens Culturais Vitícolas reconhecidas pela Unesco.  São apresentados os principais elementos identitários observados em paisagens vitícolas da Serra Gaúcha e discutida a expansão do turismo na região. Para finalizar, destaca-se a importância da identidade cultural na formação da paisagem e no turismo, evidenciando-se a necessidade da preservação e valorização do patrimônio e das paisagens para o desenvolvimento sustentável e fortalecimento do turismo na região estudada.

Referências

AGRAMUNT, R.A.; PERALES, R.M.Y.; GARRIDO, M.D.P. La adaptación ao uso turístico del patrimonio cultural. Una propuesta metodológica de evaluación. Documents d’Anàlisi Geogràfica, v. 66/3, 2020, p. 487-511. Disponível em: <https://doi.org/10.5565/rev/dag.559>. Acesso em: 11 mar. 2021.

ANDREOTTI, G. O senso ético e estético da paisagem. The ethics and aesthetics of the landscape. Trad. Beatriz Helena Furlanetto. RA’EGA, v. 24, 2012, p. 5-17. Disponível em: <http://www.geografia.ufpr.br/raega>. Acesso em: 18 fev. 2021.

ANDREOTTI, G. Paisagens Culturais. Trad. Ana Paula Bellenzier et al. Curitiba: Editora UFPR, 2013. 222p.

BRASIL. Lei nº 12.959, de 19 de março de 2014 (Lei do Vinho Colonial). Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2014/Lei/L12959.htm. Acesso realizado em 04 de janeiro de 2020.

BROCHADO, A.; STOLERIU, O. M.; LUPU, C. Wine tourism: a multisensory experience. Current Issues in Tourism, v. 24, n.5, p. 597-615, 2021. Disponível em: < https://www.researchgate.net/publication/335082608_Wine_tourism_a_multisensory_experience>. Acesso em: 18 abr. 2021.

CENTRE DU PATRIMOINE MONDIAL. Orientations devant guider la mise en oeuvre de la Convention du patrimoine mondial. Paris: Unesco, 2019. Disponível em: <https://whc.unesco.org/fr/orientations>. Acesso em: 05 fev. 2021.

CLAVAL, P. A paisagem dos geógrafos. In: CORRÊA, R.L.; ROSENDAHL, Z. (Orgs.) Paisagem, textos e identidade. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2004. p. 13-74.

COELHO, L.C. Revelando a paisagem através da fotografia: construção e aplicação de um método. Dissertação (Mestrado). Porto Alegre: UFRGS, Faculdade de Arquitetura, Programa de Pós Graduação em Planejamento Urbano e Regional. 2011. 313p. Disponível em: <https://lume.ufrgs.br/handle/10183/40403 >. Acesso em: 11 mar. 2021.

CONSEIL DE L’EUROPE. Convention européenne du paysage. Série des traités européens - n° 176. Florence: Conseil de l’Europe, 2000.

DAL PIZZOL, R.; PASTOR, L.V.E. Paisagens dos vinhedos rio-grandenses. Doris Couto (Org.). Bento Gonçalves: Instituto Rinaldo Dal Pizzol, 2016. 288p.

DARNAY, S. Paysages viticoles: paysages ruraux ? Leur évolution sous l’influence du tourisme et de leur patrimonialisation. Projets de paysage: Revue scientifique sur la conception et l’aménagement de l’espace. n.17, 2017. p. 1-24. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2021.

DE VARINE, H. As raízes do futuro: o patrimônio a serviço do desenvolvimento local. Trad. Maria de Lourdes Parreiras Horta. 1ª Reimpressão. Porto Alegre: Editora Medianiz, 2013. 256p.

DONADIEU, P. Le paysage: un paradigme de médiation entre l’espace et la société? Économie Rurale, 297-298, 2007, p. 5-9. Disponível em: <http://journals.openedition.org/economierurale/1916>. Acesso em: 20 jan. 2021.

DONADIEU, P.; PÉRIGORD, M. Le paysage. Paris: Ed. Armand Colin, 2007. 127p.

EMBRAPA. Indicações geográficas de vinhos do Brasil. Disponível em: <https://www.embrapa.br/indicacoes-geograficas-de-vinhos-do-brasil/ig-registrada/do-vale-dos-vinhedos>. Acesso em: 18 fev. 2021.

FALCADE, I. Paisagens vitícolas brasileiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE VITICULTURA E ENOLOGIA, 10, 2003, Bento Gonçalves, Anais [...] Bento Gonçalves: Embrapa Uva e Vinho, 2003. p.133-136.

FALCADE, I. A paisagem como representação espacial: a paisagem vitícola das regiões do Vale dos Vinhedos, Pinto Bandeira e Monte Belo do Sul (Brasil). Tese (doutorado). Porto Alegre: IGEO/UFRGS, 2011. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/36052>. Acesso em: 18 fev. 2021.

GABARDO, W. O.; VALDUGA, V. Los sistemas culturales y el paisaje del viñedo brasileño: recursos para el enoturismo. Estudios y Perspectivas en Turismo, v. 28, n. 3, p. 759-779, 2019.

GIORDANI, M. E. P. Paisagem cultural vinícola – entre parreirais, a urbanização e a proteção do Vale dos Vinhedos, Bento Gonçalves, RS. Canoas: Ed. da Ulbra, 2019. 248p.

IPURB [Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves]. Lei complementar nº 200, de 27 de julho de 2018. Dispõe sobre a ordenação territorial do município de Bento Gonçalves e sobre a política de desenvolvimento municipal e de expansão urbana, aprova o Plano Diretor Municipal e dá outras providências. Bento Gonçalves, 2018. Disponível em: <http://ipurb.bentogoncalves.rs.gov.br/uploads/downloads/Lei_Complementar_200.pdf>. Acesso em: 15 mar. 2021.

LAVANDOSKI, J.; LANZER, R. M. A paisagem como atrativo para o visitante do Vale dos Vinhedos, Sul do Brasil. Revista Turismo & Desenvolvimento, v. 3, n. 17/18, p. 1271-1284, 2012.

LUGINBÜHL, Y. Paysages viticoles. In : Étude thématique: Les Paysages Culturels Viticoles. Paris: ICOMOS, 2005. p.15-20.

LUGINBÜHL, Y. Pour un paysage du paysage. Économie Rurale, 297-298, 2007, p.23-37. Disponível em: <http://journals.openedition.org/economierurale/1931>. Acesso em: 04 mar. 2021.

MACHADO, V. S. Fundamentos sobre a identidade e o território na Linha Leopoldina, no Vale dos Vinhedos. In: MEDEIROS, R.M.V.; LINDNER, M. (Org) Expressões da Cultura no Território. Porto Alegre: Editora Evangraf, 2015. p.123-133.

MANFIO, V.; MEDEIROS, R. M. V. A paisagem do vinho na Campanha Gaúcha. In: MEDEIROS, R.M.V.; LINDNER, M. (Org.) A uva e o vinho como expressões da cultura, patrimônio e território [recurso eletrônico] Porto Alegre: Editora Evangraf, 2017. p.21-36.

MARUJO, N.; SANTOS, N. Turismo, Turistas e Paisagens. Revista Investigaciones Turísticas, n. 4, julho/dezembro, 2012, p. 35-48.

IPHAN. Paisagem Cultural. Brasília: Iphan, 2009. 44p.

PASTOR, L. V. E. El paisaje del viñedo: su papel en el enoturismo. Revista Iberoamericana de Viticultura, Agroindustria y Ruralidad, v. 1, n. 3, p. 12-32, 2014.

RIBEIRO, R.W. Paisagem Cultural e Patrimônio. Rio de Janeiro: IPHAN/COPEDOC, 2007. 152p.

RUIZ, M. del C. C.; PULPÓN, Á. R. R. Paisajes del viñedo, turismo y sostenibilidad: interrelaciones teóricas y aplicadas. Investigaciones Geográficas (España), n. 74, p. 9-28, 2020.

SANTOS, M. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4ª ed. 10ª reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2020. 384p.

SEMTUR [Secretaria Municipal de Turismo]. Estatísticas do turismo em Bento Gonçalves. Planilha disponibilizada pela Secretaria Municipal de Turismo. Bento Gonçalves, 2020.

SOTRATTI, M.A. Turismo cultural e patrimônio cultural: aproximações e contrastes. In: MARAFON, GJ., SOTRATTI, MA., and FACCIOLI, M., comps. Turismo e território no Brasil e na Itália: novas perspectivas, novos desafios [online]. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2014, pp. 22-40. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/z9wz8/pdf/marafon-9788575114452.pdf>Acesso em: 03 fev. 2021.

TERKENLI, T. S. Landscapes of tourism: towards a global cultural economy of space? Tourism Geographies, v. 4, n. 3, p. 227-254, 2002.

UNESCO‐ICOMOS. World Heritage Cultural Landscapes. Paris:ICOMOS, 2009. 213p.

UNESCO. Liste du Patrimoine Mondial. Disponível em: <http://whc.unesco.org/fr/list/>. Acesso em: 02 dez. 2020.

UNESCO. Le Colline del Prosecco di Conegliano e Valdobbiadene. Disponível em: <http://whc.unesco.org/en/list/1571/>. Acesso em: 05 fev. 2021.

Downloads

Publicado

27/09/2021

Como Citar

Bellé, S., Tonini, H. ., & Medeiros, R. M. V. . (2021). Paisagem cultural vitícola da Serra Gaúcha: Reflexões sobre patrimônio e turismo. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 7(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v7i4.2187

Edição

Seção

Seminário Integrador : Turismo da Fronteira à Serra Gaúcha –Jaguarão Bento Go