Corpo perfeito ou imperfeito?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v1i02.171

Palavras-chave:

Corpo, Consumo, Perfeição, Imperfeição, Mídia

Resumo

O propósito deste texto é revelar, a construção social do corpo perfeito/imperfeito e as relações possíveis com a mídia. E contribuir para a compreensão sobre o corpo e a mídia na sociedade capitalista contemporânea, num campo de estudo controverso e complexo, impregnado de subjetividades e de conflitos. A análise foi procedida em referências bibliográficas e é fundamental para as condições concretas que permeiam as políticas sociais, as quais são marcadas pela história das tecnologias de normalização dos corpos e intervenção dos dispositivos biotecnológicos de produção da subjetividade, concernentes às questões de relações de gênero.

Biografia do Autor

claudiomiro ramos moreira, Universidade Federal do Pampa

aluno de Serviço Social

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. tradução Carlos Alberto Medeiros. – Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008

BUTLER, Judith. Problemas de Genêro:Feminismo e Subversão da Identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

DAGOGNET, François. O corpo. Tradução de Michel Jean Maurice Vincint. – Rio de janeiro, RJ: Forense Universitaria Ed., 2012.

LÊ BRETON, David. A sociologia do corpo. 2ª. Ed. Tradução de Sonia M. S. Fuhrmann – Petrópolis, RJ: Vozes, 2007.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade – A vontade de saber. São Paulo: Editora Paz e Terra, 2014.

MICHAELIS. Dicionário Online. Disponível em http://michaelis.uol.com.br/. Acesso em 20 de abril de 2015.

SAFFIOTI, Heleieth I. Contribuições feministas para o estudo da violência de gênero. In: cadernos pagu (16) 2001.

SARTRE, Jean-Paul. O ser e o nada: Ensaio de ontologia fenomenológica. Tradução de Paulo Perdigão. 20ª. Ed. Petrópolis RJ: Vozes, 2011.

Downloads

Publicado

31/12/2015

Como Citar

moreira, claudiomiro ramos. (2015). Corpo perfeito ou imperfeito?. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 1(02), 156–166. https://doi.org/10.23899/relacult.v1i02.171

Edição

Seção

Dossiê - Estudos de Gênero, Feminismo e Sexualidades