Memória Cultural: uma experiência em comunidades de Minas Gerais/Brasil

Autores

  • Ana Célia Carneiro Oliveira UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS
  • Nadja Maria Mourão Universidade do Estado de Minas Gerais http://orcid.org/0000-0003-3990-0201
  • Rita de Castro Engler UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i5.1494

Palavras-chave:

Design Social, Projeto Extensionista, Memória Cultural.

Resumo

Esta atividade é parte do estudo sobre a memória e cultura dos objetos residenciais no Brasil, que analisa os hábitos e os costumes estabelecidos na relação com objetos de desejo. Investiga-se a história destes objetos nas casas brasileiras e seu contexto social. Relata-se sobre um projeto social que envolve questões relacionadas à memória de objetos de vivências. Este projeto, de ação extensionista, teve o objetivo de oportunizar o fortalecimento das relações de pertencimento junto às comunidades da região da capital mineira, por meio de oficinas de memória. As oficinas (workshops) são instrumentos metodológicos que possibilitam maior espontaneidade e expressividade com o objetivo de refletir e reviver a memória cultural, pelo design social. A metodologia consiste na realização de oficinas e debates com a comunidade por meio do lúdico em espaços inusitados. As oficinas foram executadas em dois grupos: no Palácio da Cultura em Matozinhos/MG e Gráfica O Lutador, em Belo Horizonte/MG tendo como público alvo alunos da comunidade que participavam de cursos de artesanato ofertados por estas instituições. Nas análises das oficinas, percebe-se que muitos objetos foram usados em épocas passadas e até hoje existem com funções muito semelhantes às iniciais. Todos são objetos que marcaram gerações, porém existem até hoje e pouca coisa foi modificada desde seu surgimento. Um objeto para ser memorável ou afetivo não precisa estar associado a valores monetários e sim aos acontecimentos e as sensações que existiu quando o utilizava. As emoções afloram e os vínculos se restabelecem. As memórias trazem o imaginário, o senso coletivo de um tempo vivido no âmbito individual, familiar e também em sociedade. Fortalecem os vínculos com o território e com a cultura local em possíveis intergerações.

Biografia do Autor

Ana Célia Carneiro Oliveira, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Mestre em Design, PPGD/UEMG, área de concentração: Design, Inovação e Sustentabilidade, Pesquisa Design para a Felicidade: objetos de memória em espaços de vivências. Possui Pós-Graduação em Arte Educação pela UEMG - Faculdade de Educação (1999); Bacharel em Decoração (Design de Ambientes) pela Fundação Mineira de Arte Aleijadinho - Escola de Artes Plásticas (1993). Atuante como Designer de Ambientes em Projetos Comerciais.  Membro de projetos de pesquisa e Extensão do CEDTec - Centro de Estudos de Design e Tecnologia da Escola de Design – UEMG. Pesquisadora dos Grupos de Pesquisa do CNPq: Design, Inovação & Tecnologia; Design Inclusivo e Tecnologia Social; Pesquisa, Ensino e Projeto de Design; Design para Ambientes; Estudos em Design, Identidade e Território; Estudos em Design, Comunidades, Tecnologias Sociais e Iniciativas Sustentáveis – Dectesis.

Nadja Maria Mourão, Universidade do Estado de Minas Gerais

Doutoranda em Design, pelo PPGD- Universidade do Estado de Minas Gerais, possui mestrado em Design, UEMG (2011). Área de concentração do PPGD/UEMG: Design, Inovação e Sustentabilidade; Pós-Graduação em Arte Educação pela UEMG - Faculdade de Educação; Bacharel em Decoração (Design de Ambientes) pela Fundação Mineira de Arte Aleijadinho - Escola de Artes Plásticas. Atualmente é membro do CEDTec - Centro de Estudos de Design & Tecnologia / Linha: Cultura, Aspectos Socioeconômicos, Sustentabilidade e Gestão da inovação. Grupo CNPq: Tecnologia Social e Design Inclusivo. Professor titular da UEMG - Escola de Design. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Meio Ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: Tecnologia Social, Sustentabilidade, Design, Cultura e Identidade.

Rita de Castro Engler, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), mestrado em Engenharia de Produção pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1988) e especialização(DEA) e doutorado em Engenharia de Produção e Gestão de Inovação Tecnologica - Ecole Centrale Paris (1993), pós-doutorado em Design na UEMG(1994), pós-doutorado em Design Social na Ryerson University(2014). Foi bolsista de mestrado Na PUC/RJ, chargé des cours na Ecole des Mines de Paris, Bolsista de doutorado e pesquisadora na Ecole Centrale Paris, Coordenadora de Projetos no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da UEMG, Professora e Coordenadora do Mestrado em Gestão de Tecnologia do CEFET/RJ, criou e coordenou o Centro de Lideranças da BSP- Business School São Paulo; diretora e sócia da Eventail Produções & Eventos. Atualmente é professora concursada em Inovação e Design e do programa de doutorado e mestrado em Design da UEMG (onde atuou como coordenadora). Pesquisadora com bolsa de produtividade do CNPq, professora convidada da University of Tennessee, CBU - Christian Brothers University, Middle Tennessee State University, Ryerson University, CPUT- Cape Peninsula University of Technology e Stellenbosch University, responsável no Brasil pelo Consorcio de Engineering Management, e coordenadora do CEDTec - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design e Tecnologia da UEMG, laboratório membro da Rede DESIS (Rede Mundial de Inovação Social) e do LENSin.

Referências

ASSMANN, A. Espaços da recordação: formas e transformações da memória cultural. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2013.

BOSI, E. O Tempo Vivo da Memória: Ensaios de Psicologia Social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação? Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. (Trad.) Laurent Léon Schaffter. São Paulo, Vértice/Revista dos Tribunais, 1990. Tradução de: La Mémorie collective.

LIMA, T. A. Cultura material: a dimensão concreta das relações sociais. In: Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 6, n. 1, p. 11-23, jan./abr. 2011.

LÖBACH, B. Design industrial: bases para a configuração dos produtos industriais. São Paulo: Edgar Blusher, 2001.

MALDONADO, T. Cultura, Sociedade e Técnica. São Paulo, SP: Editora Edgard Blucher Ltda., 2012.

MANZINI, E. Design para a inovação social e sustentabilidade: comunidades criativas, organizações colaborativas e novas redes projetuais. Tradução de C. Cipolla. Rio de Janeiro: E-papers, 2008.

NORMAN, A. D. O Design do Dia-a-Dia. Rio de Janeiro RJ: Rocco, 2006.

PAPANEK, V. Design for the real world. 2. Ed. London: Thames & Hudson, 2004.

REIS, J. C. As identidades do Brasil: de Varnhagen a FHC. 6. ed. Rio de Janeiro, Ed. FGV, 2003.

Downloads

Publicado

31/05/2019

Como Citar

Oliveira, A. C. C., Mourão, N. M., & Engler, R. de C. (2019). Memória Cultural: uma experiência em comunidades de Minas Gerais/Brasil. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(5). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i5.1494

Edição

Seção

II - Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.