Apropriação da Matemática Moderna no Curso Normal do Instituto Estadual de Educação Assis Brasil: análises de diários de classe de 1970

Autores

  • Makele Verônica Heidt

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1350

Resumo

O presente artigo tem como propósito analisar como ocorreu a apropriação da Matemática Moderna no Instituto Estadual de Educação Assis Brasil (IEEAB), no ano de 1970. A instituição de ensino mencionada se destaca por ter sido a primeira escola a oferecer curso de formação de professores para os anos iniciais, em Pelotas, no final da década de 1920. Para realizar a análise foram investigados diários de classe de sete professores da área de matemática do IEEAB. Usa como caminho investigativo a pesquisa documental num diálogo com a História Cultural, sendo Michel de Certeau o principal teórico escolhido. Por meio das primeiras análises, foi constatada a presença da Matemática Moderna nas salas de aula do IEEAB, abordando conteúdos característicos da Matemática Moderna, como a teoria dos conjuntos, funções, bases numéricas, plano cartesiano, sentenças lógicas, números cardinais, relações e a forte presença da simbologia matemática. Foi dado ênfase a metodologia sugerida por educadores apoiadores do movimento, como Zoltan Dienes e Jean Piaget. Houve uma resistência por parte de alguns professores em trabalhar com a nova proposta curricular, esses continuaram a usar a matemática tradicional em suas aulas. E também, foi identificado um personagem que esteve à frente da divulgação das ideias da Matemática Moderna em Pelotas e no Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Heidt, M. V. (2019). Apropriação da Matemática Moderna no Curso Normal do Instituto Estadual de Educação Assis Brasil: análises de diários de classe de 1970. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1350

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar