Turismo Cultural e Museus: o papel das tecnologias da informação

Autores

  • Alice Leoti UNIPAMPA
  • Eugenio Manoel Prego UNIPAMPA
  • Lucimari Acosta Pereira FURG

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1197

Palavras-chave:

Museus, Tecnologia da Informação, Turismo.

Resumo

O turismo se caracteriza pela prática do deslocamento, com finalidade de lazer, negócios dentre outras (OMT, 2001). Neste contexto emergem as viagens de lazer motivadas pelo segmento de turismo cultural que abrange diversas atividades de imersão cultural no destino (BRASIL, 2010). Os museus, como um dos elementos do turismo cultural, são conhecidos de como lugares onde se guardam e exibem coleções que refletem algum aspecto da existência humana ou seu entorno. Com o avanço da sociedade e das tecnologias o fato de mostrar a informação e como apresentá-la se tornou cada vez mais relevante. Destarte, o visitante não quer mais ser um espectador passivo, pois num mundo de conteúdo on-demand (sob demanda) em que ele escolhe o que quer ver, como e quando, a forma com que esta informação é extremamente relevante para capturar sua atenção. Nesse sentindo, o objetivo deste estudo é fazer uma abordagem conceitual sobre uso de tecnologias digitais empregadas para uma melhor dinâmica em museus e seu papel educativo. Para tanto utiliza-se uma metodologia de abordagem qualitativa exploratória, com técnica de levantamento bibliográfico em livros e artigos científicos encontrados em bases de dados, sobre a referida temática de estudo. Como resultados de estudo, elenca-se que a literatura mostra a importância do uso e do avanço da tecnologia da informação para área do turismo e para própria preservação de museus.

Referências

BARRETTO, Margarita. Planejamento e organização em turismo. Campinas: Papirus,1991.

BENI, C. M. Política e estratégia regional: Planejamento integrado e sustentável do turismo. In:LAGE, B. H. G.; MILONE, P. C. (Orgs.) Turismo: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, 2000. p. 168.

BRASIL, Ministério do Turismo. Segmentação do turismo e o mercado. Secretaria Nacional de Políticas de Turismo, Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico, Coordenação Geral de Segmentação. – Brasília: Ministério do Turismo, 2010

CARVALHO, Ely Bergo de. A História Ambiental e a "crise ambiental" contemporânea: um desafio político para o historiador. Revista Esboços, Florianópolis, v. 11, n. 11, p.1-12, nov. 2004.

CAZELLI, Sibele; FALCÃO, Douglas; VALENTE, Maria Esther. Visita estimulada e empoderamento: por um museu menos excludente. Caderno Virtual do Turismo, v. 18, n. 1, 2018.

CHIAS, Josep. Turismo o Negócio da Felicidade: Desenvolvimento e marketing turístico de países, regiões e cidades. São Paulo: Senac, 2007.

CHILE, Santiago del. Mesa Redonda sobre a importância e desenvolvimento dos Museus no mundo contemporâneo. 1972. Disponível em: <http://www.ibermuseus.org/wp-content/uploads/2014/09/Publicacion_Mesa_Redonda_VOL_I.pdf>. Acesso em: 10 fev. 2015.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Minidicionário da língua portuguesa. 3.ed. Riode Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

GONÇALVES, José Reginaldo. Os museus e a representação do Brasil: os museus como espaços materiais de representação social. In: CHAGAS, Mario (org.). Museus: antropofagia da memória e do patrimônio. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Brasília, no. 31, p.254-273, 2005

GOUVEA, Guaracira; LEAL, Maria Cristina. Uma visão comparada do ensino em ciência, tecnologia e sociedade na escola e em um museu de ciência. Ciênc. educ. (Bauru), Bauru , v. 7, n. 1, p. 67-84, 2001 . Disponivel em <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132001000100005&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 09 Jan. 2019. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-73132001000100005.

LEWIS, Geoffrey. O Papel dos Museus e o Código de Ética Profissional. In: BOYLAN, Patrick J. (Ed.). Como Gerir um Museu: Manual Prático. Paris: Franly S.a., 2014. p. 1-252.

MARCELLINO, Nelson Carvalho et al. Lazer, cultura e patrimônio ambiental urbano: políticas públicas: o caso de Campinas e Piracicaba- SP. Curitiba: OPUS, 2007. 177 p.

MARTINS, Cesar Eugenio M. A.; BARACHO, Renata Maria Abranches; BARBOSA, Cátia Rodrigues. OS MUSEUS NA ERA DA INFORMAÇÃO: análise do uso de recursos tecnológicos. Colóquio Ibero-americano Paisagem Cultural, Patrimônio e Projeto. UFMG, Belo Horizonte-MG, 2016.

MEDEIROS, Lindenberg da Câmara; MORAES, Paulo Eduardo Sobreira. TURISMO E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: REFERÊNCIAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UM TURISMO SUSTENTÁVEL. Revista Meio Ambiente e Sustentabilidade, Curituba, v. 2, n. 3, p.197-234, 2013. Semestral.

MONDO, Tiago Savi; SILVA, Francine Vieira Correa da; MARTINS, Ana Iwaki. Qualidade De Serviços Em Museus: A Percepção Dos Visitantes Do Museu Histórico De Santa Catarina / Services Quality In Museums: The Perception Of Visitors Of Santa Catarina Historical Museum. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, v. 8, n. 4, p. 890-909, 2016.

NABAIS, A. The development of ecomuseums in Portugal. Museum, (148), 211-216. Oppenheimer, F. (1975). The exploratorium and other ways of teaching physics. Physics Today, 28 (9), 9-13, 1985.

OLIVEIRA, BERNARDO JEFFERSON; CAMPOS, VERONA; REIS DEBORA D’AVILA; LOMMEZ, RENE. O fetiche da interatividade em dispositivos museais: eficácia ou frustração na difusão do conhecimento científico. Revista Museologia e Patrimônio, v.7, n.1, 2014. Disponível em: <http://revistamuseologiaepatrimonio.mast.br/index.php/ppgpmus/article/view/273/267>. Acesso em: 15 nov. 2017.

OMT. Organização Mundial do Turismo. Introdução ao turismo. Tradução de Dolores Martin Rodriguez Córner. São Paulo: Roca, 2001.

PÉREZ, Xerardo Pereiro. Turismo Cultural: Uma Visão Antropológica. 2. ed. Tenerife (españa): Pasos, 2009.

SANTOS, G. M. D. Museu Municipal Coronel Tancredo Fernandes, 2011. Disponivel em: <http://museutancredomellosvp.webnode.com.br/historia/>. Acesso em: 12 nov. 2015.

SWARBROOKE, John. Turismo Sustentável: Conceitos e Impacto Ambiental. Volume 1, 3ª edição, São Paulo: Editora Aleph, 2002.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Leoti, A., Prego, E. M., & Pereira, L. A. (2019). Turismo Cultural e Museus: o papel das tecnologias da informação. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1197

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.