Uma Análise Segundo o Método Documentário de Interpretação: Imagens e Currículo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1114

Resumo

Neste trabalho focalizamos duas imagens da justiça, produzidas por professores universitários, que atuam em Cursos de Direito de duas universidades do sul do Brasil. A análise das imagens foi realizada com base no Método Documentário de Interpretação, de autoria de Karl Mannheim, com a atualização relevante promovida nos anos oitenta do século vinte, pelo sociólogo Ralf Bohnsack, de modo a conformá-lo como uma importante ferramenta de análise de imagens na pesquisa qualitativa. Importa registrar que este trabalho se insere em estudos desenvolvidos em uma pesquisa mais abrangente, financiada pelo CNPq, intitulada “Imagens da Justiça, Representações curriculares e Pedagogia Jurídica”. No presente trabalho, tendo em conta as contribuições de Ralf Bohnsack, são desenvolvidos três níveis de interpretação das imagens em apreço, além de uma etapa comparativa. Observa-se, nas duas imagens estudadas, uma visão típica da justiça institucional, apoiada no direito positivo. Em uma delas, há representações de pessoas organizadas em seus contextos, sob uma única legislação para todas. Na outra, identifica-se a ideia de uma justiça corrupta e soberana sobre a população; uma justiça mórbida, pesada e desatualizada, que prejudica a sociedade. Os resultados do trabalho ressaltam a eficácia da metodologia de análise de imagens utilizada e incitam o debate sobre o currículo no contexto dos cursos em foco, na perspectiva de repensar o ensino jurídico contemporâneo.

 

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Lopes de Souza, F., Pons Madruga, F., & Lorea Leite, M. C. (2019). Uma Análise Segundo o Método Documentário de Interpretação: Imagens e Currículo. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1114

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar