Pesquisas com Crianças na Educação Infantil: aspectos éticos e metodológicos nas investigações sobre letramento e identidade étnica-racial

Autores

  • Lisiane Rossatto Tebaldi Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEDU/UFRGS http://orcid.org/0000-0002-9871-9675
  • Vanessa Rosa da Costa Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEDU/UFRGS
  • Rodrigo Saballa de Carvalho Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU/UFRGS) - Faculdade de Educação da UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1100

Palavras-chave:

Educação Infantil, estratégias ético-metodológicas, identidade étnica-racial, letramento, Pesquisa com Crianças.

Resumo

O trabalho, a partir do campo dos Estudos da Infância, tem como objetivo discutir os aspectos éticos e metodológicos implicados nas investigações sobre letramento e identidade étnica-racial na Educação Infantil. Metodologicamente, apresenta um mapeamento realizado no site da Biblioteca Digital de Teses de Dissertações (BDTD) a respeito das estratégias de produção de dados presentes em investigações defendidas no período de 2008 a 2018 e seus correlatos cuidados éticos no fazer investigativo. Com base nas análises, o artigo discute as especificidades das investigações com crianças e define, então, três unidades de análise: 1) especificidades da pesquisa com crianças; 2) estratégias de produção de dados presentes nas pesquisas: bricolagens metodológicas; 3) a ética na pesquisa. Com o trabalho, é possível inferir sobre a complexidade das investigações com crianças e, sobretudo, sobre a importância de que sejam conhecidos os modos como as crianças pensam sobre os assuntos que lhes dizem respeito, tendo em vista a qualificação das práticas pedagógicas e a promoção de espaços de maior participação e protagonismo dos pequenos na Educação Infantil.

Biografia do Autor

Lisiane Rossatto Tebaldi, Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEDU/UFRGS

 

Mestranda em Educação (PPGEDU/UFRGS) da Linha de Pesquisa Estudos sobre Infâncias, Especialista em Educação Infantil pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Licenciada em Pedagogia (URI - Erechim). Orientadora Pedagógica da Educação Infantil no Colégio Anchieta - Porto Alegre - RS.

 

Vanessa Rosa da Costa, Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEDU/UFRGS

Mestranda em Educação, na Linha de Pesquisa Educação, Sexualidade e Relações de Gênero do PPGEDU/UFRGS, Licenciada em Pedagogia (FACED/UFRGS).

Rodrigo Saballa de Carvalho, Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEDU/UFRGS) - Faculdade de Educação da UFRGS

Pós-Doutor em Educação (UFPEL), Doutor em Educação (PPGEDU;/UFRGS). Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação  - PPGEdu/UFRGS na Linha de Pesquisa Estudos sobre Infâncias e do Curso de Pedagogia da FACED/UFRGS.

Referências

ARAÚJO, A. N. B. A narrativa oral literária na Educação Infantil: quem conta um conto aumenta um ponto. 2009. 201 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

BRAGA, A. O. “Solta o cabelo!”: etnografia sobre o cabelo crespo como marcador de identidade étnico-racial entre crianças negras da Educação Infantil. 2016. 139 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Comunicação e Cultura em Periferias Urbanas) – Faculdade de Educação da Baixada Fluminense, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Duque de Caxias, 2016.

BUENO, L. A. Práticas de letramento de uma turma de pré-escola em uma escola do campo no município do Rio Grande - RS. 2015. 129 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Rio Grande, Rio Grande, 2015.

DELGADO, A. C. C.; MÜLLER, F. Sociologia da Infância: pesquisa com crianças (Apresentação). Educação e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 91, p. 351-360, maio/ago. 2005.

DORNELLES, L. V.; FERNANDES, N. Estudos da Criança e Pesquisa com Crianças: nuances luso-brasileiras acerca dos desafios éticos e metodológicos. Currículo sem Fronteiras, v. 15, n. 1, p. 65-78, jan./abr. 2015. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol15iss1articles/dornelles-fernandes.pdf. Acesso em: 09 dez. 2018

GRAUE, E.; WALSH, D. Investigação etnográfica com crianças: teorias, métodos e ética. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2003.

MARTINS FILHO, A. J. Jeitos de ser criança: balanço de uma década de pesquisas com crianças apresentadas na Anped. In: MARTINS FILHO, Altino José. Das pesquisas com crianças à complexidade da infância. Campinas: Autores Associados, 2011.

MORAES, P. M. B. M. As vozes da infância: narrativas e estórias das crianças em interações em uma UMEI de Belo Horizonte. 2016. 110 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação e Docência) - Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, 2016.

MOROSINI, M. C.; FERNANDES, C. M. B. Estado do Conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação por escrito. Porto Alegre, v. 5, n. 2, p. 154-164, jul./dez. 2014

PIRES, F. Ser adulta e pesquisar crianças: explorando possibilidades metodológicas na pesquisa antropológica. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 50, n. 1, p. 225-270, jan./jun. 2007.

SALGADO, M. M.; MÜLLER, F. A participação das crianças nos estudos da infância e as possibilidades da etnografia sensorial. Currículo sem Fronteiras, v. 15, n. 1, p. 65-78, jan./abr. 2015. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol15iss1articles/muller-salgado.pdf. Acesso em: 09 dez. 2018.

SANTIAGO, F. Gritos sem palavras: resistências das crianças pequenininhas negras frente ao racismo. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 31, n. 2, p. 129-153, abr./jun. 2015.

SANTIAGO, F. “O meu cabelo é assim... igualzinho o da bruxa, todo armado”: hierarquização e racialização das crianças pequenininhas negras na Educação Infantil. 2014. 127 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

SOUZA, E. L. Umbigos enterrados: corpo, pessoa e identidade Capuxu através da infância. 2014. 422 f. Tese (Doutorado) – Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

SOUZA, M. L. A. “Ser quilombola”: identidade, território e educação na cultura infantil. 2015. 265 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

VASCONCELOS, Teresa Maria. Aonde pensas tu que vais? Investigação etnográfica e estudos de caso. Portugal: Porto Editora, 2016.

VIEIRA, D. C. S. C. A imaginação na produção narrativa de crianças: contando, recontando e imaginando histórias. 2015. 141 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, Brasília, 2015.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Tebaldi, L. R., Costa, V. R. da, & Carvalho, R. S. de. (2019). Pesquisas com Crianças na Educação Infantil: aspectos éticos e metodológicos nas investigações sobre letramento e identidade étnica-racial. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1100

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.