VIOLÊNCIA SEXUAL: AS CIRCUNSTÂNCIAS, AS DORES E AS POSSIBILIDADES DE REINVENÇÃO SUBJETIVA

Autores

  • Aline Giorgis Santos Simões Universidade Federal do Pampa
  • Dulce Mari Silva Voss Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1091

Palavras-chave:

sexualidade, sociedade, subjetividade, violência sexual

Resumo

Essa escrita apresenta um estudo teórico acerca da violência sexual com crianças e adolescentes por meio de um mapeamento de produções científico-acadêmicas de autores/as, que se dedicam à problemática. Busca afirmar a necessidade de um trabalho articulado nas áreas da Psicologia e Educação que crie alternativas para o enfrentamento destes casos recorrentes no ambiente intrafamiliar. Esse tipo de violência ocorre independentemente das condições sociais e econômicas, incluindo aspectos culturais, psicológicos e legais em seu curso, fator que torna essa problemática uma questão de saúde pública. No aspecto cultural, o tema ainda é imbuído de tabu, tornando-se uma questão pouco investigada, discutida e atendida, o que coopera para que esse tipo de violência se mantenha. Nesse sentido, é necessário problematizar os modos como ainda hoje a sexualidade é tratada, temática carregada da tradição científica moderna que produz uma concepção naturalista do sexo. Nessa perspectiva, o estudo filia-se às teorias de Foucault e Louro para tratar as questões de sexualidade e Deleuze e Guattari abordando a produção de subjetividades Para ampliar tal discussão aponta-se a necessidade de um movimento ativo de toda a sociedade de forma que não se mantenham silenciadas essas práticas.

Biografia do Autor

Aline Giorgis Santos Simões, Universidade Federal do Pampa

Discente do Programa de Mestrado Acadêmico em Ensino, Especialista em Educação e Diversidade Cultural, Psicóloga, Membro pesquisadora do Grupo de Pesquisa Philos Sophias.

Dulce Mari Silva Voss, Universidade Federal do Pampa

Doutora em educação, docente permanente do Programa de Mestrado Acadêmico em Ensino da Universidade Federal do Pampa, lider do Grupo de pesquisa Philos Sophias.

Referências

FOUCAULT, M. (1926). História da Sexualidade II: o uso dos prazeres. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque; revisão técnica de José Augusto Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro, Graal, 1984, 232 p.

GUATTARRI, F. ROLNIK, S. Micropolítica: cartografias do desejo. 12º ed., Petrópolis. Rio de Janeiro, Vozes, 2013, 439 p.

HEINE, J. A. Intergeracionalidade da violência em relações afetivosexuais na adolescência: Associações com a violência conjugal dos pais e maus tratos na infância. 2017, 38 f. Monografia (Graduação em Psicologia) – Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. 2017.

LOURO, G. L. Gênero, sexualidade e educação: das afinidades políticas às tensões teórico-metodológicas. In: Educação em Revista, n. 46. p. 201-218. dez. 2007. ISSN 1982-6621. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edur/n46/a08n46. Acesso em: 12 ago. 2018.

NAKATANI, F. M. Abuso sexual intrafamiliar contra a criança: entre o direito e a psicologia. 2012, 72 f. Monografia (Bacharelado em Direito) – Faculdade de Direito, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012.

NUNES, C. S. E. A educação sexual da criança: polêmicas do nosso tempo. Campinas, São Paulo, Autores Associados, 2000, 144 p.

SANFELICE, M. M. Violência de Gênero: Um estudo das relações de gênero de homens autores de abuso sexual contra crianças em Santa Maria, 2011. 116 f. Tese (Mestrado em Ciências Sociais) – Centro de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.

SIMÕES, A. G .S . Discursos acerca da sexualidade em produções científico-acadêmicas da ANPED: o que é dito sobre os sujeitos que escapam à norma na escola, 2017, 41 f. Monografia (Especialização em Educação e Diversidade Cultural) Universidade Federal do Pampa,Campus Bagé, 2017.

SPAZIANI, R. B. Violência sexual contra crianças: A inserção da perspectiva de gênero em pesquisas de Pós-Graduação da Área da Educação (1987-2015). 2017, 208 f. Tese (Doutorado em Educação Escolar), Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Araraquara, 2017.

SOUZA, S. da S. Violência sexual contra meninos no município de Corumbá/MS no período de 2006 a 2015. 2017, 125 f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Corumbá, Corumbá, Mato Grosso do Sul, 2017.

Downloads

Publicado

05/05/2019

Como Citar

Giorgis Santos Simões, A., & Silva Voss, D. M. (2019). VIOLÊNCIA SEXUAL: AS CIRCUNSTÂNCIAS, AS DORES E AS POSSIBILIDADES DE REINVENÇÃO SUBJETIVA. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1091

Edição

Seção

IV - Encontro Humanístico Multidisciplinar