DO RITUAL AO GLOBAL: espetacularização das culturas e religiões populares

Ana Paula Santos Horta

Resumo


As conseqüências da globalização, tais como: desagregação familiar, êxodo rural, consumismo, turismo e espetacularização das festas, entre outras, redefinem hoje o que é cultura popular e nos faz pensar para além da sua produção, mas também na circulação e no consumo de bens simbólicos e materiais a ela atrelados. O presente artigo é uma análise teórica e empírica de algumas festas religiosas e populares brasileiras investigadas a partir da etnografia de Carlos Rodrigues Brandão. A pesquisa em andamento tem sido empreendida em três dimensões: teórica, documental e pesquisa de campo a partir de observação participante. O objetivo é discutir o processo de mundialização/globalização da cultura e identificar elementos de ressignificação, transformação e espetacularização de rituais religiosos.


Palavras-chave


espetacularização; festas populares; globalização; rituais

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Cavalhadas de Pirenópolis. Goiânia: Oriente, 1974.

______. O Divino, O Santo e a Senhora. Rio de Janeiro: MinC, FUNART, 1978.

______. Sacerdotes de Viola. Petrópolis: Vozes, 1981.

______. Memória do Sagrado: estudos de religião e ritual. São Paulo: Ed. Paulinas, 1985b.

______. De tão longe eu venho vindo. Goiânia: Editora UFG, 2004.

______. O saber, o cantar e o viver do povo. São José dos Campos/SP: Coleção Cadernos de Folclore, 2009a.

______. A Clara Cor da Noite Escura. Uberlândia: EDUFU; Goiânia: Editora da Universidade Católica de Goiás, 2009b.

BURKE, Peter. Hibridismo Cultural. São Leopoldo. RS. Editora Unisinos, 2003.

CANCLINI, Nestor Garcia. As Culturas Populares no Capitalismo. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1983.

COUTO, Bruno Gontyjo do. Ócio e negócio: festas populares e entretenimento-turismo no Brasil. Caderno CRH, v. 25, n. 66, p. 625-627, 2012.

DA MATTA, Roberto. Carnavais, Malandros e Heróis. Para uma Sociologia do dilema brasileiro. 4ª edição. Rio de Janeiro: Zahar, 1983.

FARIAS, Edson Silva de. Ócio e negócio: festas populares e entretenimento-turismo no Brasil. Curitiba: Editora Appris, 2011.

HORTA, Ana P. S. Os Reis da Canastra: os sentidos da devoção nas folias. Dissertação de Mestrado em História Social. USP, São Paulo: 2011.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia e o triunfo do espetáculo. Líbero, v. 6, n. 11, 2007.

LÔBO, Tereza Caroline et al. Perfil do turista que frequenta Pirenópolis/Goiás. Revista Plurais-Virtual (ISSN 2238-3751), v. 4, n. 2, p. 117-133, 2015.

MESQUITA, Claudia Cardoso. Deus está no particular. Representações da experiência religiosa em dois documentários brasileiros contemporâneos. São Paulo: USP, 2006. Tese – Programa de Pós-Graduação da USP em 2006.

OZOUF, Mona. A festa sob a Revolução Francesa. História: novos objetos. Rio de Janeiro: Francisco Alves, p. 217-231, 1976.

ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 2007.

PEIRANO, Mariza. (org.). O Dito e o Feito. Rio de Janeiro: Relume Dumará: Núcleo de Antropologia da Política/UFRJ, 2002.

TAMBIAH, Stanley J. Continuidade, integração e horizontes em expansão. Mana, v. 3, n. 2, p. 199-219, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.23899/relacult.v3i3.461

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Ana Paula Santos Horta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Qualis CAPES (2013-2016):

B2 - Ensino; B4 - Interdisciplinar; B5 - Ciência Política e Relações Internacionais; B5 - Comunicação e Informação; B5 - Letras/Linguística; B5 - Ciências Agrárias I; C - Ciências Biológicas II; C - Direito; C - História e C - Sociologia.

 

e-ISSN 2016/Atual: 2525-7870 | e-ISSN 2015/2016: 2447-018X

Facebook - Twitter - Instagram

Realização:

Editora CLAEC - Centro Latino-Americano de Estudos em Cultura

Endereço Eletrônico: relacult@claec.org


Contador disponível desde 05/2016.

universidades e ensino superior
contador de visitas