Feira Cultural e Científica: Brasil e Estados Unidos

Autores

  • Eliana Martins Marcolino Universidade Vale do Rio Doce - UNIVALE
  • Carlos José Cartaxo Universidade Federal da Paraíba -UBPB

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i3.914

Palavras-chave:

Cultura brasileira, emigrantes brasileiros, Brasil- Estados Unidos

Resumo

Resumo

O presente artigo é o relato de experiência da primeira Feira Cultural e Científica Brasil e Estados Unidos, realizada entre os dias 02 a 05 de novembro de 2017 em Framingham (Massachusetts), nos EUA. O objetivo da feira foi fortalecer a cooperação cultural entre a comunidade brasileira nos Estados Unidos e a comunidade acadêmica americana, assim como proporcionar uma integração entre as comunidades acadêmicas brasileira e a americana compostas por professores e alunos, americanos e emigrantes. Neste artigo os autores descrevem as atividades que foram realizadas na feira e propõem uma reflexão a partir desta experiência. A maioria dos participantes elogiou a iniciativa, a qual foi destacada como muito enriquecedora para intercâmbio de conhecimentos, por outro lado destacam-se o workshop na Harvard e a visita técnica ao MIT (Massachusetts Institute of Technology). Muitos apontaram como ponto frágil a má distribuição do tempo, ficando o evento um pouco cansativo devido à quantidade de atividades realizadas, e sugeriram que o evento se repita de forma aprimorada.

Biografia do Autor

Eliana Martins Marcolino, Universidade Vale do Rio Doce - UNIVALE

Jornalista, Doutora em Comunicação, professora da Universidade Vale do Rio Doce no Mestrado em Gestão Integrada do Território.

 

 

Carlos José Cartaxo, Universidade Federal da Paraíba -UBPB

Doutor em Artes visuais e Educação, professor titular do Departamento de Comunicação do Centro de Comunicação, Turismo e Artes da Universidade Federal da Paraíba.

Referências

BOAL, Augusto. 200 exercícios e jogos para o ator e não ator com vontade de dizer algo através do teatro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1977.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: Estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: EDUSP, 1998.

FLORES, Gabriel, “Sin arte no se puede pensar en cambios sociales”. El Comercio,Tendencias-Cultura, Quito, 12 mai, 2017. http://www.elcomercio.com/tendencias/dorissommer-arte-sociedad-charla-universidadandinasimonbolivar.html Acesso em: 20 de jul. 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Paz e Terra, 1988.

SOMMER, Doris. The Work of Art in the World: Civic Agency and the Public Humanities. Durham: Duke University Press, 2014.

Downloads

Publicado

21/02/2019

Como Citar

Marcolino, E. M., & Cartaxo, C. J. (2019). Feira Cultural e Científica: Brasil e Estados Unidos. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v4i3.914

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo