(Re) Educação das Relações Étnico-raciais: Ação-reflexão na formação de professores na Educação Básica.

Autores

  • Simone Silva Alves Universidade Federal do Pampa- UNIPAMPA
  • Vitor Garcia Stoll Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
  • Quelen Colman Espíndola Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i1.91

Palavras-chave:

Relações étnico-raciais, multiculturalismo, formação de professores.

Resumo

Este artigo busca refletir sobre a (re)educação das relações étnico-raciais na perspectiva dos educadores do município de Dom Pedrito/RS. O objetivo fundamental dessa pesquisa foi conhecer que ações educativas estão sendo efetivadas para atender as atuais Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais no âmbito escolar. Para tanto, o trabalho de campo foi realizado com os educadores que participaram da formação de professores desenvolvida pelos autores no mês de julho desse ano. As informações foram analisadas e interpretadas à luz da perspectiva histórica crítica, tendo como base de interpretação metodológica o Discurso do Sujeito Coletivo. A pesquisa evidenciou a relevância da divulgação, da produção do conhecimento, da formação de atitude, posturas e valores que educam cidadãos orgulhosos de seu pertencimento étnico-racial. Salientamos que a categoria analítica que mais se destacou nas falas dos professores foi “respeito”. Porém, o conceito essencial nesse enfrentamento sobre as diferenças, diversidades e redes de desigualdade é a categoria sociológica “reconhecimento”, pois é a partir dela que o movimento negro, juntamente com vários cientistas sociais, realiza um processo de ressignificação da raça. Para compreendermos esse fenômeno nos embasamos em BONIN, CAVALHEIRO, CANDAU, FREIRE, MARX & ENGELS, MUNANGA, SENNET, TRIVIÑOS, entre outros.

Biografia do Autor

Simone Silva Alves, Universidade Federal do Pampa- UNIPAMPA

Educação

Vitor Garcia Stoll, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Educação

Quelen Colman Espíndola, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Educação

Referências

BONIN I. Educação escolar indígena e docência. Porto Alegre, Mediação, 2008.

BRASIL, Lei n.º 11.645/08, 2008.

BRASIL, Lei n.º 6.001/73 – Estatuto do Índio, 1973.

BRASIL, Lei n.º 9394/96 – LDB, 1996.

CANDAU, V. M. Multiculturalismo e educação: desafios para a prática pedagógica. In CANDAU, V. M.; MOREIRA, A. F. (Org.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. Petrópolis – RJ, Vozes, 2011, p. 13 – 37.

CAVALHEIRO, Eliane. Racismo e anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo, Selo Negro, 2001.

FREIRE, P. Conscientização: teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo, Cortez e Moraes, 1979.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo, Paz e Terra, 2011.

Fundação LEMANN & MERITT, Portal da Globo. Disponível em: http://especiais.g1.globo.com/educacao/2015/censo-escolar-2014/o-raio-x-das-escolas-do-pais.html. Consultado em 25 de setembro de 2015.

GOMES, N. L.; OLIVEIRA, F. S. de; SOUZA, K. C. C. de. Diversidade étnico-racial e trajetórias docente: um estudo etnográfico em escolas públicas. In: ABRAMOWICZ, A. GOMES, Nilma Lino. Educação e raça: perspectivas políticas, pedagógicas e estéticas. Belo Horizonte, Autêntica, 2010, p. 57 a 73.

GRISA, G. D. Reorganização curricular para a educação das relações étnico-raciais. In: ZITKOSKI, J. J. MORIGI, V. Educação Popular e Práticas Emancipatórias: Desafios Contemporâneos. Porto Alegre, Corag, 2011, p. 109 a 119.

HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo, Editora 34, 2003.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. Ed., São Paulo, Cortes, 2011.

IPEA. Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, 2011.

KUENZER, A. Z.; GARCIA, W.; CALAZANS, J. Planejamento e Educação no Brasil. São Paulo, Cortez, 2013.

MARX, K. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo, Expressão Popular, 2007.

MARX, K.; ENGELS F. A Ideologia Alemã. São Paulo, Martins Fontes, 2002.

MUNANGA, K. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil. Belo Horizonte, 2008.

ONU. Relatório de Monitoramento Global para a Educação, a Ciência e a Cultura, 2011.

PARECER CNE 003/2004. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana, 2004.

PURIN, P. C. O trabalho docente sob o modo de produção capitalista: Limites e possibilidades de uma práxis emancipadora. In: ZITKOSKI, J. J; MORIGI, V. Educação Popular e Práticas Emancipatórias: Desafios Contemporâneos. Porto Alegre, Corag, 2011. p. 45 a 57.

SACRISTÁN, J. G. A construção do discurso sobre a diversidade e suas praticas. Porto Alegre, Artmed, 2002.

SACRISTÁN, J. G. Políticas de la diversidad para una educación igualadora. In: SIPÁN, A. S. (Org.). Educar para la diversidade en el siglo XXI. Zanagoza - Espanha, Mira, 2001, p. 123-142.

SAVIANI, D. Educação em Diálogo. São Paulo, Autores Associados, 2011.

SILVA, Petronilha B. Gonçalves. Estudos Afro-Brasileiros: Africanidades e Cidadania. In: ABRAMOWICZ, A. GOMES, N. L. Educação e raça: perspectivas políticas, pedagógicas e estéticas. Belo Horizonte, Autêntica, 2010, p. 37 a 54.

SOARES, J. S. Consciência-de-si e reconhecimento na Fenomenologia do Espírito e suas implicações na filosofia do direito. 2009. 312 f. Tese (Doutorado em Filosofia). Porto Alegre, UFRGS, 2009.

SOUZA SANTOS, B. Para ampliar o cânone do reconhecimento, da diferença e da igualdade. RJ, 2003.

TRIVIÑOS, A. N. S. Bases teórico-metodológicas da pesquisa qualitativa em ciências sociais. Porto Alegre: Editora da Ritter dos Reis, 2001.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação: o positivismo, a fenomenologia, o marxismo. São Paulo: Atlas, 2007.

UNESCO, Relatório da UNESCO de acompanhamento da educação para todos, 2012.

Downloads

Publicado

09/03/2016

Como Citar

Alves, S. S., Garcia Stoll, V., & Colman Espíndola, Q. (2016). (Re) Educação das Relações Étnico-raciais: Ação-reflexão na formação de professores na Educação Básica. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(1), 13–29. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i1.91

Edição

Seção

Dossiê - Educação, Política e Sociedade