História da América Latina: inserção internacional e dominação externa

Autores

  • Raphael Lobo Duarte Batista Teixeira Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.853

Palavras-chave:

América Latina, Inserção, capitalismo mundial.

Resumo

O sistema mundial tal qual conhecemos hoje, tem em sua gênese o capitalismo colonial/moderno e eurocentrado, padrão de poder este que foi conformado junto a uma constelação de países: alguns centrais e outros satélites. A crença liberal promete que o mercado competitivo, por si só, possa ser inclusivo, gerando crescimento econômico com equidade. Entretanto, tais ideologias comentem o erro crasso de não analisar a particularidade da América Latina dentro desse complexo. O efeito natural do dinamismo do livre mercado, jamais dará conta de resolver os problemas do subdesenvolvimento e da dependência, ao contrário, o modo de produção capitalista tende a cristalizar essas determinações e utiliza-las em seu benefício como forma de acumulação. O objetivo deste artigo é estabelecer um breve apanhado sobre a História da América Latina, sua inserção Internacional, passando pela sistemática divisão internacional e racial do trabalho e as formas de dominação externa.

Biografia do Autor

Raphael Lobo Duarte Batista Teixeira, Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade da Amazônia (UNAMA). Atualmente é mestrando de pós-graduação em Integração Contemporânea da América Latina (PPGICAL) e discente de Ciências Econômicas do Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política (ILAESP) da UNILA, a Universidade Federal da Integração Latino Americana. Também é membro do Grupo de Pesquisa América Latina: Integração e Desenvolvimento (GPAID).

Referências

Referências Bibliográficas

CARDOSO, Ciro Flamarion; BRIGNOLI, Héctor Pérez. História Econômica da América Latina. 3. ed. Niterói: Graal, 1988.

FERNANDES, Florestan. CAPITALISMO DEPENDENTE: e classes sociais na América Latina. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972.

FURTADO, Celso. A economia latino-americana: Formação histórica e problemas contemporâneos. 4. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. 494 p.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política: Livro I: o processo de produção do capital. [ tradução: Rubens Enderle]. São Paulo: Boitempo, 2013. (Marx-Engels).

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder, cultura y conocimiento en América Latina. Dispositio, v. 24, n. 51, p. 137-148, 1999.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder, eurocentrismo y América Latina. 2000.

RIBEIRO, Darcy. América Latina: A Pátria Grande. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1986. 154 p.

RIBEIRO, Darcy. Processo de formação e causas do desenvolvimento desigual dos povos americano. 2. ed. São Paulo: Civilização Brasileira, 1970. 660 p.

Bibliografia Consultada

FERNANDES, Florestan. Poder e Contrapoder na América Latina. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015. 148 p.

FERNANDES, Florestan. Sociedade de classes e subdesenvolvimento. 5. ed. São Paulo: Global, 2008. 253 p.

FRANK, André Gunder. El desarrollo del subdesarrollo. Universidad Nacional de Colombia. Facultad de Ciencias Humanas. Departamento de Economa̕, 1966.

RIBEIRO, Darcy. O dilema da América Latina: estruturas de poder e forças insurgentes. Ed. Vozes, 1978.

Downloads

Publicado

09/05/2018

Como Citar

Teixeira, R. L. D. B. (2018). História da América Latina: inserção internacional e dominação externa. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.853

Edição

Seção

Dossiê - História da América Latina