Desafios da formação docente em Química: a concepção dos acadêmicos de um Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza

Autores

  • Quelen Colman Espíndola Universidade Federal do Pampa - Campus Dom Pedrito
  • Simone Silva Alves Universidade Federal do Pampa - Campus Jaguarão
  • Vitor Garcia Stoll Universidade Federal do Pampa - Campus Dom Pedrito

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.781

Palavras-chave:

Dificuldades e desafios, Formação docente, Licenciatura em Ciências da Natureza

Resumo

Este trabalho demonstra os dados resultantes de uma pesquisa realizada com futuros docentes do nono semestre do curso de Licenciatura em Ciências da Natureza (LCN) da Universidade Federal do Pampa do município de Dom Pedrito - RS. O objetivo central foi identificar alguns desafios enfrentados durante a formação docente no que tange à componente de Química, e entender quais são as expectativas e concepções desses acadêmicos em relação ao trabalho do educador na contemporaneidade. Para tanto, foi elaborado um questionário estruturado com formato objetivo com dezenove licenciandos do nono semestre do curso de LCN. Os resultados denotaram que, entre outros, a compreensão dos conteúdos específicos foi uma das principais dificuldades ao logo do curso, bem como a contextualização dos conteúdos foi apontada como sendo o principal desafio a ser transposto em sala de aula.

Referências

CARVALHO, A. M. P. de; PÉREZ, D. G. Formação de professores de Ciências: tendências e inovações. 2.ed. São Paulo: Cortez, 1995.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GALIAZZI, M. do C. Educar pela pesquisa: ambiente de formação de professores de Ciências. Ijuí: Ed. Unijuí, 2003.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. ed, São Paulo: Cortes, 2011.

PAVIANI, J. O problema de pesquisa como ponto de partida. Revista Trabalho e Ambiente, Caxias do Sul, v. 3, n. 5, p. 205-222, jul./dez. 2005.

PURIN, P. C. O trabalho docente sob o modo de produção capitalista: Limites e possibilidades de uma práxis emancipadora. In: ZITKOSKI, J. J.; MORIGI, V. Educação Popular e Práticas Emancipatórias: Desafios Contemporâneos. Porto Alegre: Corag, 2011. p. 45 a 57.

Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos UNESCO. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0022/002256/225654por.pdf Acesso em: 24 mar. 2016.

STOLL, V. G.; ESPÍNDOLA, Q. C.; BIERHALZ, C. D. K. Educação de Jovens e Adultos: os desafios dos graduandos de um Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza no Ensino de Química. In: Anais Encontro Nacional de Ensino de Química, XVII, 2016, Florianópolis, SC, Brasil. Disponível em: < http://www.eneq2016.ufsc.br/anais/indiceautor.htm#S> acesso em: 20 Dez 2017.

TRIVIÑOS, A. N. S. Bases Teórico-metodológicas Da Pesquisa Qualitativa Em Ciências Sociais: Ideias gerais para a elaboração de um Projeto de Pesquisa. Porto Alegre: UniTeitter, 2003.

Downloads

Publicado

28/02/2018

Como Citar

Espíndola, Q. C., Silva Alves, S., & Garcia Stoll, V. (2018). Desafios da formação docente em Química: a concepção dos acadêmicos de um Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.781

Edição

Seção

Dossiê: FORMAÇÃO ACADÊMICA, EDUCAÇÃO, POLÍTICA E SOCIEDADE