A cultura é acessível a todos? A função do intelectual orgânico como forma de debelar a imposição da hegemonia da classe dominante.

Autores

  • Lilian Mello Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Rafaela Ribeiro Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.618

Palavras-chave:

Identidade, Cultura, Intelectual orgânico, Hegemonia

Resumo

A cultura consiste em uma complexa palavra presente em distintos espaços da sociedade contemporânea. Apreender a cultura como instrumento potencializador de consciência crítica nos permite pensar a função do intelectual orgânico frente a hegemonia da classe dominante. A sociedade contemporânea, recheada por processos hegemônicos que inibem a potencialidade revolucionária da classe trabalhadora, é campo que, a partir do referencial teórico gramsciano e marxista, tornar possível a construção desse trabalho. O desafio está na construção de estratégias para o alcance da consciência de uma classe “para si” – nas palavras de Gramsci – onde por intermédio da resistência e da ação coletiva uma nova sociedade é possível.

Referências

CEVASCO, M. Elisa. Dez lições sobre estudos culturais. 3ª ED. SP: Boitempo Ed, 2012.

CHAUÍ, Marilena. Cidadania cultural: o direito à cultura. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2006 (Apresentação + Cap. 1: Sobre o nacional e o popular na Cultura p.15-64).

CHAUÍ, M. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. Cap.3 e 4 (Cultura do povo e autoritarismo das elites / Notas sobre cultura popular, p.49-79). 13ªed., SP: Cortez, 2011.

CHAUÍ, M. Simulacro e poder: uma análise da mídia. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2006, (P. 5 a 30).

COUTINHO, C.N. Gramsci, o marxismo e as Ciências Sociais. In: Marxismo e Política. A dualidade de Poderes e outros ensaios. 2ª. edição. São Paulo: Cortez Editora, 1996.pp. 91-120.

COUTINHO, Carlos Nelson. Cultura e Sociedade no Brasil: Ensaios sobre ideias e formas. São Paulo: Expressão popular, 2011. 4ª Ed. (Dois momentos Brasileiros da Escola de Frankfurt” p.73-88).

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura; tradução Sandra Castello Branco; revisão técnica Cezar Mortari. 2ªed. São Paulo: Editora Unesp. 2011, (p.9-50).

GRAMSCI, A. Cadernos do Cárcere. Americanismo e Fordismo. Cardeno 22, (Vol.3). Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2000.

GRAMSCI, A. Os intelectuais e a organização da cultura. (A formação dos intelectuais p.3-23/ A organização da escola e da cultura p. 117-127). Coleção: PERSPECTIVAS DO HOMEM, vol.48. Série Filosofia. Direção de Moacyr Felix. Tradução: Carlos Nelson Coutinho. 4ªed., Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 1982.

LÖWY, Michael. DOSSIÊ RAYMOND WILLIAMS: Materialismo Cultural e Romantismo Anticapitalista. Artigo Revista CULT, nº 217, (p. 42 - 44). Ano 19, outubro 2016. Tradução: Mario Sagayama. In: www.revistacult.com.br

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 6ª. edição. Rio de Janeiro: DP & A Editora, 2001.

ORTIZ, Renato. Mundialização e Cultura. (Cap.V, p. 127-182). 1ª ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1994.

ORTIZ, Renato. A moderna Tradição Brasileira-Cultura Brasileira e Indústria cultural, Cap. I e II (P.13-76) Cap.. IV (P.113-148)

SEMERARO, G. Intelectuais “orgânicos” em tempos de pós-modernidade. Cad. Cedes, Campinas, vol.26, n. 70, p.373-391, set./dez. 2006 In:http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v26n70/a06v2670.pdf

SEMERARO, Giovanni. Cultura e Educação para a Democracia. Gramsci e a sociedade civil. 2ª. Ed. Petrópolis: Editora Vozes, 1999.pp. 69-99.

WILLIAMS, Raymond. Palavras-chave [um vocabulário de cultura e sociedade]. Ed. Boitempo, 1983, pág.117-124 (verbete cultura)

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Sociedade. São Paulo: Editora Nacional, 1969.

WILLIAMS, Raymond. A Cultura é de Todos (Culture is Ordinary), 1958. Trad. Maria Elisa Cevasco. Departamento de Letras. USP

Downloads

Publicado

31/12/2017

Como Citar

Mello, L., & Ribeiro, R. (2017). A cultura é acessível a todos? A função do intelectual orgânico como forma de debelar a imposição da hegemonia da classe dominante. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.618

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo