Patrimônio Cultural e Políticas Culturais

Autores

  • Cristiane Bartz de Ávila Prefeitura Municipal de Pelotas
  • Angela Mara Bento Ribeiro Professora do curso de turismo da UNIPAMPA
  • Maria de Fátima Bento Ribeiro mfabento@hotmail.com

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v1i02.58

Palavras-chave:

políticas culturais, cultura, política

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar como as políticas culturais relacionadas aos estudos sobre o Patrimônio Cultural Imaterial tem se desenvolvido ao longo destes últimos anos. Sabemos que as primeiras iniciativas de preservação do patrimônio estavam atreladas ao patrimônio material, o qual denominamos “pedra e cal”. A partir de discussões sobre a valorização de culturas dos grupos denominados “minorias”[1], há uma preocupação com o patrimônio imaterial, tais como danças e  saberes-fazeres.


[1] Sobre o uso do termo “minoritários”, ver Appadurai (2009).

Biografia do Autor

Cristiane Bartz de Ávila, Prefeitura Municipal de Pelotas

Professora de história da Prefeitura Municipal de Pelotas, mestre em memória social e patrimônio cultural, tem interesse em pesquisas sobre patrimônio, identidade,  memória quilombola e cultura afro-brasileira.

Angela Mara Bento Ribeiro, Professora do curso de turismo da UNIPAMPA

Doutoranda em Letras/Linguística Aplicada, bolsista CAPES/PROSUP, pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e Professora do curso de turismo da UNIPAMPA

Maria de Fátima Bento Ribeiro, mfabento@hotmail.com

Professora de história doutora da Universidade Federal de Pelotas, Curso de Relações Internacionais

Referências

APPADURAI, Arjun. O Medo ao Pequeno Número: ensaio sobre a geografia da raiva. São Paulo: Iluminuras: Itaú Cultural, 2009.

BRASIL.1988.Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado.

______. 2000. Registro de bens culturais de natureza imaterial. Decreto – lei nº 3551, de 4 de agosto de 2000. [em linha]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/D3551.htm consultado em 05/11/2012.

Lei 10639/2003. Ensino da Cultura afro-brasileira na rede de ensino, de 9 de janeiro de 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm .

Lei 11645/2008. Ensino da Cultura afro-brasileira e indígena na rede de ensino, de 10 de março de 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm

SILVA, Tomaz Tadeu da Silva (Org). Identidade e Diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 4.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.

UNESCO. Convenção sobre a proteção do Patrimônio Mundial Cultural e Natural, 1972. Disponível em: http://whc.unesco.org/archive/convention-pt.pdf .

UNESCO. Convenção para salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, 2003. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/baixaFcdAnexo.do?id=379 .

Downloads

Publicado

31/12/2015

Como Citar

de Ávila, C. B., Ribeiro, A. M. B., & Ribeiro, M. de F. B. (2015). Patrimônio Cultural e Políticas Culturais. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 1(02), 255–258. https://doi.org/10.23899/relacult.v1i02.58

Edição

Seção

Dossiê - Turismo e Patrimônio Cultural