Desafios na formação de professores indígenas e não indígenas no contexto de fronteira: Brasil, Paraguai e Argentina

Autores

  • Eloá Soares Dutra Kastelic Universidade Estadual do Oeste do Parana - UNIOESTE
  • Jocelaine Lopes dos Santos Universidade Estadual do Oeste do Parana - UNIOESTE
  • Sabrina Fonseca da Silva Universidade Estadual do Oeste do Parana - UNIOESTE

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.568

Palavras-chave:

Formação dos povos indígenas, Diversidade sociocultural, Fronteira, Processos interculturais.

Resumo

Este texto tem como objetivo ampliar o debate sobre a formação dos povos indígenas, e sobre a diversidade sociocultural existente na fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. O cenário é o Oeste do Estado do Paraná, conhecido pelos aspectos relevantes como a beleza natural das Cataratas do Iguaçu e por abrigar falantes de etnias e culturas diversas. A oferta de um vestibular específico, ofertado pelo Estado do Paraná, para os povos indígenas tem fomentado o encontro intercultural entre indígenas e não indígenas na Universidade pública e instigado a compreender como se dá esse processo, considerando que os indígenas falam a língua Guarani e a formação dos mesmos ocorre em língua portuguesa. Assim, há um desafio focalizado nas Licenciaturas da fronteira em articular suas propostas pedagógicas às necessidades socioculturais dos sujeitos, a começar pela noção de cultura. Tal compreensão facilitaria a convivência entre indígenas e não indígenas na Universidade.

Referências

AMARAL, Wagner R. As trajetórias dos estudantes indígenas nas universidades estaduais do Paraná: sujeitos e pertencimentos .Curitiba, 2010.

BRASIL, Lei n. 10.172, de 9/1/2001. Estabelece o Plano Nacional de

Educação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001.

_____. Fundação Nacional do Índio. Portaria nº 003/2002. Disponível em: www.funai.gov.br. Acesso em: 23 mar. 2017.

_____. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

Educação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001.

_____. Lei n.13.134/01 Brasília: Presidência da República, 2001.

KASTELIC, Eloá S. D. Formação de Professores Indígenas e as necessidades socioculturais da microcomunidade dos indígenas Avá-guarani de Santa Rosa Do Oco’ y 2014, 297 f. Tese (Doutorado em Letras e Linguística), Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador/ BA, 2014.

Referencial curricular nacional para as escolas indígenas/Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. - Brasília: MEC/SEF, 1998.

Downloads

Publicado

19/02/2018

Como Citar

Kastelic, E. S. D., Santos, J. L. dos, & Silva, S. F. da. (2018). Desafios na formação de professores indígenas e não indígenas no contexto de fronteira: Brasil, Paraguai e Argentina. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.568

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo