Fronteira, Música e Identidade Cultural

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.519

Palavras-chave:

Música, Fronteira, Indústria Cultural, Identidade Cultural, Desenvolvimento

Resumo

Pesquisas recentes apontam para a importância da cultura frente ao processo desenvolvimento. Em um mundo globalizado e dinâmico, as relações culturais passaram a desempenhar um papel determinante dentro das relações sociais e econômicas, sobretudo com o surgimento da indústria cultural de massa, que passou a influenciar (moldar) diretamente boa parte da sociedade global. Por outro lado, os estudos em âmbito local e regional demonstram que a valorização e o fortalecimento das identidades culturais locais são fundamentais para o desenvolvimento econômico e humano-social. A música, neste sentido, se caracteriza como uma expressão artística que possui grande capacidade de fortalecer essas identidades, desde que apresente elementos relacionados ao contexto cultural local. Sendo assim, o objetivo do artigo é identificar se a atual produção musical autoral da região fronteiriça entre as cidades de Ponta Porã (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai) apresenta elementos simbólicos que reforçam a identidade cultural local. Para tanto, inicialmente discute-se a “dimensão cultural do desenvolvimento” a partir da obra de Celso Furtado. Em seguida a análise é direcionada para o papel que a música tem no fortalecimento e/ou criação de uma identidade cultural, destacando-se como ela foi importante no fortalecimento da identidade brasileira e sul mato-grossense. Por fim, apresentam-se os resultados da investigação sobre a atual produção musical na região fronteiriça estudada. 

Downloads

Publicado

31/12/2017

Como Citar

Borba Caetano, J. E. (2017). Fronteira, Música e Identidade Cultural. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.519

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo