As mulheres sexualizadas pelo Poder Econômico

Autores

  • Paulo José Angelo Andrade
  • Michelle Martins Papipni Mota

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.463

Palavras-chave:

Mulher, Criminologia, Sexualidade, Poder Econômico, Decolonialidade

Resumo

As questões de gênero, sexo, identidade de gênero e autoria feminina estão em evidência na pós-modernidade. A doutrina criminológica hoje, em um mundo culturalmente globalizado, contribui para o fortalecimento de estereótipos os quais, quando conjugados com o poder econômico, influenciam as relações sociais, em especifico a modernidade-colonialidade. A Criminologia estabeleceu dentre ideias e padrões, alguns específicos e esperados das mulheres. Isto criou os paradigmas positivos e negativos hoje vigentes. Esse é um dos motivos que fazem as mulheres que desejam exercer sua sexualidade dentro de suas convicções serem tidas, às vezes, como infratoras e não merecedoras de um tratamento igualitário às demais. Ao passo que a sociedade tolera e usufrui quando se trata das benesses econômicas. Para tanto, analisaremos dois casos como paradigmas, para apresentarmos o estudo acerca da coisificação da mulher por si ou pelo próprio Poder Econômico, considerando sua subalternidade, desde o colonialismo de gênero até o decolonialismo.

Referências

ANA JACINTA DE SÃO JOSÉ- D. BEJA. Em http://www.descubraminas.com.br/Turismo/DestinoPagina.aspx?cod_destino=41&cod_pgi=2487. Acesso em 17.06.17.

ARAÚJO, Emanuel. “A Arte da Sedução: Sexualidade Feminina na Colônia. In: Priore, Mary Del. (org) Historia das Mulheres no Brasil. São Paulo, Contexto, 2007.

BARATTA, Alessandro; STRECK, Lênio Luiz; ANDRADE, Vera Regina Pereira de. Criminologia e Feminismo. Organizado por Carmen Hein de Campos. Porto Alegre, Sulina, 1999.

DIAS, Letícia Otero. O Feminismo Decolonial de María Lugones. http://eventos.ufgd.edu.br/enepex/anais/arquivos/318.pdf. Acesso em 19/04/2017.

Filme Amor Estranho Amor ( 1982 COMPLETO VHS ) qualidade baixa. Em https://www.youtube.com/watch?v=jHuMcwZNPwY. Acesso: 20.05.2017.

LEONARDOS, Thomas. Dona Beija a Feiticeira de Araxá. São Paulo, Record, 3ª Ed,1986.

LOMBROSO, César.; FERRERO, William. The Female Offender. Colorado, FredB. Rothman & Co, 1980.

LOURDES ZEMA, historiadora e artista plástica da cidade de Araxá. http://www.descubraminas.com.br/Turismo/DestinoPagina.aspx?cod_destino=41&cod_pgi=2487. Acesso em 17.06.17.

LUGONES, María. “Subjetividad esclava, colonialidad de género, marginalidad y opresiones múltiples”. Pensando los feminismos en Bolivia: SerieForos 2. 1ª ed. La Paz, Conexión Fondo de Emancipación, 2012.

MIGNOLO, Walter D. La idea de américa latina: la herida colonial y la opción decolonial. Barcelona: Gedisa, 2005.

MIGNOLO, Walter D. Novas reflexões sobre “Ideia da América Latina”: a direita, a esquerda e a opção descolonial. Caderno CRH, v.21, n.53, 2008.

OS NAMORADOS DA XUXA. Em http://famosos.culturamix.com/noticias/os-namorados-da-xuxa. Acesso: 20.05.2017.

PLAYBOY - Capa: Xuxa, As Fotos Que Pelé Quase Proibiu! - Edição Dezembro 1982. Em http://garotadaplayboy.blogspot.com.br/2012/02/playboy-xuxa-as-fotos-que-pele quase.html?zx=8234b0460ec352f3. Acesso: 20.05.2017.

QUIJANO, Aníbal. “Capítulo de Aníbal Quijano. Colonialidad del poder, eurocentrismo y América Latina”. La colonialidad del saber: eurocentrismo y ciências sociales. Perspectivas Latinoamericanas. Buenos Aires, CLACSO, 2000.

Tá fácil... Celebridades que conseguiram fama mesmo sem ter nenhum talento. Publicada em: 27/01/2015 - 08h05. Em http://revistamonet.globo.com/Listas/noticia/2015/01/ta-facil-celebridades-que-conseguiram-fama-mesmo-sem-ter-nenhum-talento.html. Acesso em 15.06.17.

Xuxa dança na Taça do Galo! (carnaval em 1983). Em https://www.youtube.com/watch?v=Aqfhc69fIvI. Acesso: 20.05.2017.

Xuxa. Em https://pt.wikipedia.org/wiki/Xuxa. Acesso: 20.05.2017.

ŽOVIN. Cristiane. Celebridades: a influência nos padrões de consumo no Brasil. E-papers. Rio de Janeiro, 2010. Em https://books.google.com.br/books?id=XhN7BOcXn-8C&pg=PA20&lpg=PA20&dq=artista+usando+sexualidade++para+alcançar+a+fama&source=bl&ots=jmdX9HG1YX&sig=tF5iL1M4KKFfcyOVaC60XcMTchM&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjSwLuMqYHUAhUDjZAKHRxnD7UQ6AEIRzAH#v=onepage&q=artista usando sexualidade para alcançar a fama&f=false. Acesso em 15.06.17.

Downloads

Publicado

31/12/2017

Como Citar

Andrade, P. J. A., & Papipni Mota, M. M. (2017). As mulheres sexualizadas pelo Poder Econômico. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 3(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v3i3.463

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo