As mulheres e a construção da Colônia de Pescadoras Z25 em Jaguarão/RS – 2005

Autores

  • Kênya Jessyca Martins de Paiva Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.334

Palavras-chave:

Mulheres, pescadoras, História Oral, Jaguarão, Colônia Z25.

Resumo

A proposta deste trabalho é discutir sobre a trajetória de uma das mulheres que fundou, junto de outras pessoas, a Colônia de Pescadoras Z25 em Jaguarão (2005). A entrevistada se chama Roselein Dias (62 anos), é presidenta da Colônia de pescadoras, nasceu e se criou numa família de pescadores e por isso, sempre esteve envolvida com as questões ligadas a sua classe. Rosa, como é chamada pela maioria dos moradores da Vila de Pescadores, é reconhecida como uma forte liderança entre as pescadoras e os pescadores. Para conhecer sua história foi utilizada a metodologia da História Oral, onde foram realizadas entrevistas gravadas com duração em média de 60 minutos, que posteriormente, foram transcritas pela pesquisadora. As perguntas foram orientadas para saber os motivos que levaram as mulheres naquele período a fundar a Colônia, qual é a importância dela atualmente na comunidade pesqueira de Jaguarão, quais foram os benefícios e possíveis dificuldades incluídas nesse processo de organização, etc.

Referências

CARDOSO, E. S. Trabalho e Pesca: Apontamentos para a Investigação. Revista Pegada Eletrônica, Presidente Prudente, vol. 10, n. 2, 31 dezembro 2009.

DIEGUES, A. C.; ARRUDA, R. S. V. Saberes Tradicionais e Biodiversidade no Brasil. Brasília: Ministério do Meio Ambiente; São Paulo: USP, 2001.

GARCEZ, D. M. Diagnóstico das comunidades de pescadores artesanais do Rio Grande do Sul, 35p. Relatório consultoria, SAA-RS/IICA, Porto Alegre, 2001.

MALDONADO, S. C.. Pescadores do mar. São Paulo: Ática, 1986.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Manual de História Oral. São Paulo: Loyola, 1996.

PIEVE, Stella Maris Nunes; KUBO, Rumi Regina; COELHO, Gabriela de Souza. Pescadores da Lagoa Mirim. Etnoecologia e Resiliência. MDA. Brasília, 2009.

PASQUOTTO, Vinicius Frizzo. Pesca artesanal no Rio Grande do Sul: os pescadores de São Lourenço do Sul e suas estratégias de reprodução social. Porto Alegre: UFRGS, 2005.

SILVA, Catia Antonia da. Pescadores artesanais e território: possibilidades e limites ao acesso aos direitos sociais e políticas publicas. In: VII Congresso Brasileiro de Geógrafos. Vitória/ES 2014, p. 1-12. Anais ISBN 9788598539-041. Disponível em: http://www.cbg2014.agb.org.br/resources/anais/1/1404393107_ARQUIVO_textoCBGPROEXTcatia,naraeRhanna_final.pdf. Acessado dia 10 de setembro de 2016.

SOIHET, Rachel; PEDRO, Joana Maria. A emergência da pesquisa da história das mulheres e das relações de gênero. Rev. Bras. Hist. 2007, vol.27, n. 54, pp. 281-300. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-01882007000200015

Downloads

Publicado

31/12/2016

Como Citar

Martins de Paiva, K. J. (2016). As mulheres e a construção da Colônia de Pescadoras Z25 em Jaguarão/RS – 2005. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(4), 275–282. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.334

Edição

Seção

Dossiê - Formação Acadêmica, Educação e Sociedade