CIDADES CONURBADAS DE FRONTEIRA E O PROCESSO DE INTEGRAÇÃO: O CASO DE SANTANA DO LIVRAMENTO E RIVERA

Autores

  • Daniela Santos Nunes de Rodrigues Universidade Federal do Pampa

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.322

Palavras-chave:

Atores da Integração, Cidades Conurbadas de Fronteira, Fronteira, Fronteira Brasil e Uruguai, Integração.

Resumo

A Integração Regional entre os países da América Latina ganhou destaque nos últimos anos. Atuando de forma conjunta os países conquistam uma maior visibilidade às suas demandas e reivindicações. Atuar conjuntamente garante uma inserção mais qualificada no Sistema Internacional. Neste trabalho busca-se analisar como ocorre a integração de fato nas regiões de fronteira, mais especificamente nas cidades conurbadas de fronteira. Faz-se um estudo de caso da situação na fronteira entre Santana do Livramento (Brasil) e Rivera (Uruguai). Uma fronteira pacífica, onde as cidades brasileira e uruguaia se confundem e a integração de fato encontra-se em um estágio muito mais avançado do que o processo formal de Integração Regional. Para tal, realiza-se uma revisão bibliográfica, bem como estudo de caso da fronteira mencionada. Destaca-se a importância dos processos de integração e os impactos na vida cotidiana. Aborda-se a influência dos processos de integração realizados pelas sociedades das cidades conurbadas e os impactos nas legislações nacionais.

Referências

BENTO, Fábio Régio. Fronteiras, significado e valor. In: Revista Conjuntura Austral, ISSN: 2178-8839, vol. 3, nº. 12, Jun.Jul 2012, p.43-60

BRASIL. Lei nº 6.634 , de 2 de maio de 1979.

MACHADO, Lia Osorio. Estado, territorialidade, redes: Cidades-gêmeas na zona de fronteira sul-americana. Disponível em: <http://unbral.nuvem.ufrgs.br/base/items/show/2892.> Acesso em: 24 set 2016.

MARTINS, José de Souza. Fronteira: a degradação do outro nos confins do humano. São Paulo: Hucitec, 1997. 213 páginas.

MAZZEI, Enrique. Rivera (Uruguay) Santana (Brasil): identidad, territorio e integración fronteriza. Montevideo: Departamento de sociologia, Universidad de la República, 2000 (mimeo).

PEREIRA, Mirlei Fachini Vicente. A inserção subordinada do Brasil na divisão internacional do trabalho: consequências territoriais e perspectivas em tempos de globalização. Uberlândia , v. 22, n. 2, p. 347-355, Aug. 2010 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-45132010000200009&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 26 Set. 2016.

PORTAL DA COMISSÃO PERMANENTE PARA O DESENVOLVIMENTO E INTEGRAÇÃO DA FAIXA DE FRONTEIRA. Cidades-Gêmeas. Disponível em: <http://cdif.blogspot.com.br/search/label/2%29%20Cidades-g%C3%AAmeas>. Acesso em: 23 set. 2016.

PORTAL DO MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL. Comissão permanente para o desenvolvimento e integração da faixa de fronteira. Disponível em:<http://www.mi.gov.br/comissao-permanente-para-o-desenvolvimento-e-a-integracao-da-faixa-de-fronteira>. Acesso em: 22 set. 2016

PUCCI, A.S. O estatuto da fronteira Brasil-Uruguai. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2010. 331 p.

SÁNCHEZ, Andrea Quadrelli. A fronteira inevitável um estudo sobre as cidades de fronteira de Rivera (Uruguai) e Santana do Livramento (Brasil) a partir de uma perspectiva antropológica. Tese de doutorado programa de pós-graduação em antropologia social da UFRGS, 2002.

Downloads

Publicado

31/12/2016

Como Citar

de Rodrigues, D. S. N. (2016). CIDADES CONURBADAS DE FRONTEIRA E O PROCESSO DE INTEGRAÇÃO: O CASO DE SANTANA DO LIVRAMENTO E RIVERA. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(4), 630–637. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.322

Edição

Seção

Dossiê - Fronteiras: Olhares e Perspectivas Sobre o Desenvolvimento