Literatura Afro-Brasileira: uma Proposta Metodológica na Vivência da EJA a partir da Obra Becos da Memória, de Conceição Evaristo

Autores

  • Diego Plá Da Luz Universidade Federal do Pampa - Unipampa
  • Gustavo Henrique Rückert Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.321

Palavras-chave:

Ensino, Literatura afro-brasileira, Educação de Jovens e Adultos.

Resumo

Sabe-se que, apesar de sua importância na formação de sujeitos socialmente críticos e atuantes, a literatura pouco tem sido abordada nas instituições de ensino básico. Na modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA) a situação é ainda pior, e o trabalho com a leitura de obras literárias costuma ser raro. Neste sentido, este trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta metodológica que abordará a necessidade do estudo de Literatura a partir das questões afro-brasileiras, infelizmente uma abordagem ainda rara na maioria das instituições de ensino. Os estudos teóricos e críticos utilizados como aporte para as reflexões promovidas são de estudiosos da literatura e da cultura como: Antônio Cândido, Lígia Chiappini Moraes Leite, Maria Helena Martins, Nilma Lino Gomes e Rildo Cosson.

Biografia do Autor

Gustavo Henrique Rückert, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM

Possui graduação em Letras, ênfase em Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010), mestrado em Letras, especialidade em Literaturas Portuguesa e Luso-Africanas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2013), e doutorado em Letras, especialidade em Literaturas Portuguesa e Luso-Africanas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015). Atualmente é Professor Adjunto de Literaturas de Língua Portuguesa na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (MG), onde também coordena o LabLet (Laboratório de Letras). Poeta, é autor de "Poemas de plástico" (2015) e recebeu prêmios literários em âmbito nacional.

Referências

CANDIDO, Antônio. O Direito à Literatura. In:_______ Vários Escritos. S.P: Editora Ática, 1987.

COSSON, Rildo. Letramento literário: teoria e prática. 2ªed, São Paulo: Contexto, 2011.

EVARISTO, Conceição. Becos da Memória. Florianópolis: Ed. Mulheres, 2013.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações

Raciais no Brasil: uma breve discussão. Educação Antirracista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03 . Brasília: MEC/SECAD, 2005. p. 39-62.

LEITE, Lígia Chiappini Moraes. Invasão da catedral: literatura e ensino em debate. 2. ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1988.

MARTINS, Maria Helena. O que é leitura. 19.ed. São Paulo: Brasiliense, 1993.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares Nacionais: Apresentação dos Temas Transversais: Ética. Rio de Janeiro, DP&A, 2000.

Downloads

Publicado

31/12/2016

Como Citar

Da Luz, D. P., & Rückert, G. H. (2016). Literatura Afro-Brasileira: uma Proposta Metodológica na Vivência da EJA a partir da Obra Becos da Memória, de Conceição Evaristo. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(4), 913–928. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.321

Edição

Seção

Dossiê - Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA) e Educação para as Relações Étnico-raciais e Movimentos Sociais