As Sociabilidades Juvenis e suas Relações na Diversidade do Espaço Escolar

Autores

  • Maristela Piber Maciel UNISINOS

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.300

Palavras-chave:

cultura, Ciências Sociais

Resumo

 As práticas escolares são mediadas por relações sociais, sociabilidades, desigualdades e diferenças étnicas, de gênero e de valores. A escolarização dos jovens de camadas populares é frequentemente associada ao fracasso escolar, do aluno desinteressado e indisciplinado. Estas classificações acabam por transferir aos alunos a responsabilidade pelo fracasso. Quais os significados que esses alunos atribuem à escola? Qual é a visão dos/as alunos/as sobre a escola? Ao responder essas perguntas, buscamos identificar práticas cotidianas de sociabilidades de jovens de classes populares no interior da escola e suas percepções deste local. A pesquisa orientou-se por essas perguntas tendo como objetivo geral analisar, através das experiências de jovens no cotidiano de convivências informais, os significados da escola e as sociabilidades neste espaço. A metodologia qualitativa adotada nesta pesquisa é etnográfica composta por um trabalho de campo com a utilização de imagens. Foram identificados grupos que se colocam durante o recreio em delimitações espaciais, corporais com interesses e estilos diversos, estabelecidas a partir de vários marcadores sociais das diferenças – classe, gênero, etnia, geração etc. As análises iniciais das práticas de sociabilidade mostram que a escola transforma-se para estes jovens em um espaço de relacionamento, lazer e de convívio.

 

Palavras-Chave: Culturas Juvenis, Diversidade Cultural, Igualdades e Diferenças, Relações Escolares

Biografia do Autor

Maristela Piber Maciel, UNISINOS

Mestra em Ciências Sociais  pela Universidade do Vale do rio dos Sinos -UNISINOS-

 Supervisora  Escolar da EMEF Timbaúva 

 

Downloads

Publicado

31/12/2016

Como Citar

Maciel, M. P. (2016). As Sociabilidades Juvenis e suas Relações na Diversidade do Espaço Escolar. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(4), 520–531. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.300

Edição

Seção

Dossiê - Alteridades, Interseccionalidades e Educação