Políticas Públicas de Memória O Programa Pontos de Memória no Contexto Sul-Rio-Grandense

Autores

  • Mariana Boujadi Mariano da Silva Universidade Federal de Pelogas

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.295

Palavras-chave:

Comunidade, Museologia Social, Políticas Públicas Culturais, Programa Pontos de Memória, Rio Grande do Sul

Resumo

O presente estudo busca realizar uma análise do Programa Pontos de Memória, do Instituto Brasileiro de Museus.

Analisando o Programa, observa-se a iniciativa de preservar a memória de determinados grupos sociais considerados excluídos da representação de museus ditos tradicionais, através da implementação de espaços de memória ou ações sociomuseológicas, que narrem suas histórias a partir do suporte de patrimônios locais.

A análise parte de questionamentos iniciais: quais são as memórias e as identidades que o Programa seleciona para narrar, através de quais ferramentas ocorre a divulgação e sobretudo a apropriação deste patrimônio por parte da comunidade?

Para analisar as causas e os efeitos desta política pública, o trabalho observará e discutirá o alcance e a influência que esses espaços exercem nas comunidades, as ações desenvolvidas e a longevidade desses espaços ou ações no contexto sul-rio-grandense.

Biografia do Autor

Mariana Boujadi Mariano da Silva, Universidade Federal de Pelogas

Bacharel em Museologia pela Universidade Federal de Pelotas e estudante do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural  pela Universidade Federal de Pelotas em nível de mestrado.

Referências

BRASIL, Ministério da Cultura, IBRAM. Disponível em <http://www.museus.gov.br> acesso em 10 fev. 2015.

BRASIL, Ministério da Cultura. IBRAM. Edital do Programa Pontos de Memória de 2014. 2014, disponível em <http://www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2014/10/Edital_PremioPontosdeMemoria_2014.pdf> acesso em 10 jul.2014

BRULON SOARES, B. C. ; SCHEINER, T. C. M. . A ascensão dos museus comunitários e os patrimônios comuns : um ensaio sobre a casa.. In: X Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 2009, João Pessoa. E-book do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. João Pessoa: Idéia, v. 10, 2009.

CANDAU, Joël. Antropología de la memória. Trad. Paula Mahler. Buenos Aires: Nueva Visión, 2006.

CANDAU, Joël. Bases antropológicas e expressões mundanas da busca patrimonial: memória, tradição e identidade. Memória em Rede, Pelotas, v. 1, ano 1, jan./jul. 2009.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. Trad. Maria Letícia Ferreira. São Paulo: Contexto, 2011

FERREIRA, M.L.M. Políticas da memória e políticas do esquecimento. Aurora. V.10. 2011

LERSH, T. M ; OCAMPO, M. O Conceito de Museu Comunitário : História Vivida ou Memória para transformar a história. In Conferencia Nacional de la Asociación Nacional de Artes y Cultura Latinas, Kansas, Missouri, 6-10, out. 2004.

MOUTINHO, M. Definição evolutiva de sociomuseologia. Cadernos de Sociomuseologia, Lisboa, V. 28, n 28, p. 1–6, 2007.]

OLIVEIRA, WENDY. [Correspondência por mensagem] 13 de jan. 2015, Brasília [para] SILVA, MARIANA. Pelotas. Ponto de Memória da Estrutural em Brasília.

POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. Trad. Monique Auguras. Ed. Dora Rocha. Estudos Históricos, Rio de Janeiro vol. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

PONTO DE MEMÓRIA ESTRUTURAL. (Brasília, DF). Disponível em < http://memoriaestrutural.blogspot.com.br/ > acesso em 16 fev. 2015.

RODRIGUES, A. R; SERRES, J. P. Museu: memória e esquecimento do individual ao coletivo. Mouseion, v. 14, p. 37-48, abr. 2013.

SILVA, M.B.M. Políticas Públicas de Incentivo à Cultura e os Museus Comunitários: O Caso do Programa Pontos de Memória. Pelotas: UFPel, 2015. Monografia

SOUSA, C. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias. Porto Alegre, ano 8, nº 16, jul/dez 2006, p. 20-45

UNESCO. Cultural policy: a preliminary study. UNESCO: Paris, 1969

VARINE, Hugues de. “O Museu Comunitário É Herético? Inquietações Amplamente Compartilhadas.” Interactions Online. 2005. Trad. OMP. Disponível em < http://www.abremc.com.br/artigos1.asp?id=9 > acesso em 17 abr. 2014

VINYES, R. La memoria como política pública. El País. Espanha. sp. 6 de jan. de 2009. Disponível em <http://elpais.com/diario/2009/01/07/opinion/1231282813_850215.html> acesso em 10 de fev. 2016

Downloads

Publicado

31/12/2016

Como Citar

Boujadi Mariano da Silva, M. (2016). Políticas Públicas de Memória O Programa Pontos de Memória no Contexto Sul-Rio-Grandense. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(4), 65–71. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i4.295

Edição

Seção

Dossiê - Políticas Públicas de Memória e Patrimônio no Mercosul