Viagem ao redor de Mama Gaia

relato de uma proposta curricular feminista e decolonial para o novo Ensino Médio em Goiás.

Autores

  • Jordana Avelino dos Reis Universidade Federal de Goiás
  • Letícia Ferreira Guedes Cezario Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v7i4.2048

Palavras-chave:

Currículo, Ensino Médio, Estudos feministas, Goiás, Reforma educacional

Resumo

O relato de nossa experiência envolve a construção do novo Documento Curricular Etapa Ensino Médio do Estado de Goiás, via proposição da lei 13.415/2017, sobre a reforma do Ensino Médio no Brasil. Os diversos estudos sobre o currículo revelam que a seleção de conhecimentos a serem estudados na educação tornam o nosso ensino eurocêntrico, patriarcal, LGBTQIA+fóbico e racista. Essa reflexão nos mobilizou a propor algo diferente para Goiás ao elaboramos uma proposta de material para compor o novo Ensino Médio. Trata-se do Itinerário Formativo “Viagem ao redor de Mama Gaia”, uma trilha de formação e aprofundamento das áreas de conhecimento Ciências Humanas e Sociais aplicadas e Linguagens e suas Tecnologias, com práticas de estudo e trabalho contra-hegemônicos, que objetivam ampliar os espaços às figuras femininas em suas diversas identidades e compõe a parte flexível do novo Ensino Médio. Nessa flexibilização, conforme lei da reforma educacional, estudantes terão autonomia para escolher qual trilha formativa desejam cursar. Estamos na etapa final de elaboração e homologação pelo Conselho Estadual de Educação em Goiás. Contudo, até chegarmos nessa etapa, passamos por uma longa jornada de estudos, entraves e aprendizados tais como: decolonialidade, feminismo, relações étnico-raciais e violência de gênero. Ressaltamos no documento que essa temática envolve a todas e todos, porque consideramos que a tratativa desses assuntos pode transformar as realidades sociais e educacionais, e essas transformações passam por uma abordagem pós-crítica e decolonial na qual são mobilizadas práticas contra hegemônicas e de resistência para empoderar as jovens e toda comunidade escolar.

Biografia do Autor

Jordana Avelino dos Reis, Universidade Federal de Goiás

Mestra em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol; Doutoranda em Letras/Linguística pela Universidade Federal de Goiá (UFG); E-mail: jordanaavelinodosreis@gmail.com

Letícia Ferreira Guedes Cezario, Universidade Federal de Goiás

Bacharela licenciada – Ciências Sociais habilitação em Sociologia; Mestranda em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás (UFG); E-mail: leticiafgcezario@gmail.com

Referências

ADORNO, Theodor. Posições do narrador no romance contemporâneo. Os Pensadores, 1980.

BORBA, Rodrigo.; LOPES, Adriana Carvalho. Escrituras de gênero e políticas de différance: imundície verbal e letramentos de intervenção no cotidiano escolar. Linguagem & Ensino, Pelotas, v.21, n. esp., 2018, p.241-285.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular – Ensino Médio. Documento homologado pela Portaria n° 1.570, publicada no D.O.U. de 21/12/2017, Seção 1, Pág. 146. Brasília, 21 de dezembro de 2017. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 16 ago. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017 que modifica as diretrizes e bases da educação nacional Brasília, DF: Senado Federal, 2017. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 16 ago. 2020.

BRASIL. Portaria Nº 1.432, de 28 de dezembro de 2018. Referenciais Curriculares para a Elaboração dos Itinerários Formativos. Brasília, DF publicada no DO de 31/12/2018 31-12-2018 Seção 1, Pág. 60. Brasília, 31 de dezembro de 2018.

FERREIRA, Márcio Porciúcula. Currículo, gênero e sexualidade: questões indispensáveis à formação docente. Universidade Federal de Pelotas. 2016. Disponível em: periodicos.ufpa.br. Acesso realizado 16.ago 2020.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. Em: FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. 50ª ed. São Paulo: Cortez 2009, p.11-21.

GOIÁS. Documento Curricular para o Estado de Goiás – Etapa Ensino Médio (DC-GOEM). Goiás: Conselho Estadual de Educação, 2020. No prelo.

LOURO, Guacira Lopes. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

MENDONÇA, Amanda André de. Religião na escola: registros e polêmicas na rede estadual do Rio de Janeiro. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2012.

MOREIRA, Adilson. Racismo recreativo. São Paulo: Polén, 2019.

PARAÍSO, Marlucy Alves. A ciranda do currículo com gênero, poder e resistência. Currículo sem fronteiras, v. 16, n. 3, 2016, p. 388-415.

PINTO, Joana Plaza. Ideologias linguísticas e a instituição de hierarquias raciais. Revista ABPN, v. 10, p.704-720, 2018.

SILVA, Tomas Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução às teorias do currículo. BH: Autêntica, 1999.

SOUZA, Ana Lúcia Silva. Letramentos de reexistência: poesia, grafite, música, dança: hip-hop. São Paulo: Parábola, 2011, p.85-170.

TIBURI, Marcia. Feminismo em comum. Rio de Janeiro: Rosa dos tempos, 2018.

Downloads

Publicado

30/04/2021

Como Citar

Reis, J. A. dos, & Cezario, L. F. G. . (2021). Viagem ao redor de Mama Gaia : relato de uma proposta curricular feminista e decolonial para o novo Ensino Médio em Goiás. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 7(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v7i4.2048

Edição

Seção

Latinidades – Fórum Latino-Americano de Estudos Fronteiriços