A Poética de Gervane de Paula: reflexões para o artivismo e a decolonialidade

Autores

  • José Henrique Monteiro da Fonseca Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • José Serafim Bertoloto Universidade de Cuiabá - UNIC Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
  • Claudio José Santana de Figueiredo Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT
  • Muryllo Rhafael Lorensoni Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v7i4.1981

Palavras-chave:

Gervane de Paula, Obra de arte, Artivismo, Decolonialidade, Artista cuiabano

Resumo

A partir do presente texto intenta-se uma reflexão e doravante uma possível aproximação através de pesquisa ao universo do artista plástico Gervane de Paula, bem como de sua obra e os sentidos sociais, concretos e subjetivos, que esta deixa em suas expressões irreverentes e críticas. É inegável a riqueza expressiva contida na obra desse artista latino americano, a qual aponta para as realidades sociais gritantes e ao mesmo tempo, muitas vezes não percebidas em nosso contexto. Uma vez que, o saber positivista pouco se inclina a subjetividade do diferente, do estranho, do diverso e daqueles que não se submetem aos padrões naturalizados enquanto únicos e verídicos; eis aí uma oportunidade de legitimação acadêmica da obra de Gervane, mas antes, uma aproximação de seu universo e seu modo impar de estar no mundo, de interagir com a realidade e nomeá-la de modo rico, expressivo e irreverente, visto sua poética estar de algum modo imbricada ao artivismo e ao pensamento decolonial, tão necessários e indispensáveis em nosso contexto.

Biografia do Autor

José Henrique Monteiro da Fonseca, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)

Mestre em Ensino – linguagens e seus códigos pela Universidade de Cuiabá (UNIC). Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO) UFMT; Cuiabá, Mato Grosso; Brasil

José Serafim Bertoloto, Universidade de Cuiabá - UNIC Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. Docente do Programa de Pós-Graduação em Ensino da Universidade de Cuiabá – (UNIC). Colaborador do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea na Universidade Federal de Mato Grosso – (UFMT)

Claudio José Santana de Figueiredo, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso - (UFMT-MT). Doutorando em Estudos de Linguagem da Universidade Federal de Mato Grosso - (UFMT-MT)

Muryllo Rhafael Lorensoni, Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT

Mestre e Doutorando em Estudos de Cultura Contemporânea; PPG em Estudos de Cultura Contemporânea – (ECCO) - UFMT

Referências

BACHELARD, Gaston. A terra e os devaneios da vontade. Ensaios sobre a imaginação das forças. Trad. Paulo Neves da Silva. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 1991.

BOAS, Alexandre Gomes Vilas. A(r)tivismo: Arte + Política + Ativismo - Sistemas Híbridos em Ação. Instituto de Artes: São Paulo, 2015.

BRANDÃO, Ludmila de Lima. Homem-jaburu: o orixá da dor e do riso. In: Catálogo: Mundo animal, uma provocação, 2016.

CHAIA, Miguel. Arte e Política. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2007.

DA SILVA, M.. Araés, Território Possível: Uma experiência sócio estética. Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura - SEMLACult, Brasil, mai. 2019. Disponível em: <http://eventos.claec.org/index.php/semlacult/2/paper/view/1218/739>. Data de acesso: 19 Out. 2019.

FOUCAULT, M. História da Loucura na Idade Clássica. São Paulo: Perspectiva, 1978.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

FOUCAULT, M. (1979). O nascimento da medicina social. In: Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Martins Fontes, 1985.

FOUCAULT, M. As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. 8.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. Trad. S. T. Muchail.

FOUCAULT, Michael. Em defesa da sociedade: curso no College de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 1999.

GUATTARI, Félix. As três ecologias. Trad. Maria Cristina F. Bittencourt. Campinas:

Papirus, 1990.

GUATTARI, Félix. Caosmose. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

JASPER, James M. The art of moral protest: culture, biography, and creativity in social movements. Chicago: The Universityof Chicago Press, 1997

LABRA, Daniela. Gado Agro Droga Tuiuiu: Mundo Animal. In.: <http://www.premiopipa.com/artistas/gervane-de-paula/> Acesso em 30 de junho de 2018.

LE BRETON, David. (2011). Antropologia do Corpo. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016. p. 318.

MATURANA, H. R. & VARELA, F. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreensão humana. São Paulo: Palas Athena, 2001. 283 p.

MIGNOLO, Walter D. (2010). “Aiesthesisdecolonial”, en CALLE14, Volumen 4, No. 4. Bogotá: Universidad Distrital Francisco José de Caldas. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/3231040.pdf. Acesso em 20 de out. de 2019.

MIGNOLO, Walter D.. COLONIALIDADE: O LADO MAIS ESCURO DA MODERNIDADE. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 32, n. 94, e329402, 2017 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69092017000200507&lng=en&nrm=iso>. access on 16 Oct. 2019. Epub June 22, 2017. http://dx.doi.org/10.17666/329402/2017.

PAIS, José Machado. Vida Cotidiana: enigmas e revelações. São Paulo: Cortez, 2003.

PREMIO PIPA, 2018. Disponível em: http://www.premiopipa.com/artistas/gervane-de-paula/. Acesso em: 13 de out. de 2019.

REY, P. Por uma abordagem metodológica da pesquisa em artes visuais. In BRITES, Blanca; TESSLER, Elida (Org.) O meio como ponto zero: metodologia da pesquisa em artes plásticas. Porto Alegre: E. Universidade/UFRGS,2002. p.123-140.

RODRIGUES, Alessandra Cristina; BRANDÃO, Ludmila de Lima. A COLONIZAÇÃO DA AESTHESIS in: SEMINÁRIO DO ICHS – Humanidades em Contexto: saberes e interpretações (2014). Disponível em: http://eventosacademicos.ufmt.br/index.php/seminarioichs/seminarioichs2014/paper/view/1619. Acesso em: 18 de out. de 2019

ROSSI, Luiz Alexandre Solano. A máquina Helênica de fazer guerra. Antítese (UEL). 2011

SOUSA FILHO, Alípio. Por uma teoria construcionista crítica. Bagoas: estudos gays, gêneros e sexualidades, Natal, v. 1, n. 1, jul./dez. 2007. Disponível em: http://www.cchla.ufrn.br/bagoas/v01n01art02_sfilho.pdf . Acesso em: 01 maio. 2019

TYRANNUSMELANCHOLICUS. Cuiabá-MT, 2012. Disponível em:

<http://www.tyrannusmelancholicus.com.br/cronicas/4175/dance-com-gervane> Acesso em: 14 de out. de 2019.

Downloads

Publicado

12/03/2021

Como Citar

Monteiro da Fonseca, J. H., Bertoloto, J. S., Santana de Figueiredo, C. J., & Lorensoni, M. R. (2021). A Poética de Gervane de Paula: reflexões para o artivismo e a decolonialidade. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 7(4). https://doi.org/10.23899/relacult.v7i4.1981

Edição

Seção

II - Congresso Internacional Online de Estudos sobre Culturas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)