Abará, Caruru e Vatapá: a influência da culinária africana na formação da identidade brasileira

Autores

  • Hudinilson Kendy de Lima Yamaguchi Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas http://orcid.org/0000-0001-6312-3436
  • Tatiana do Santos Sales Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v6i3.1882

Palavras-chave:

Culinária, Africano, Cultura, Identidade Brasileira.

Resumo

O Brasil sofreu grandes influências culturais dos povos africanos a exemplo da culinária, das crenças e dos costumes. Assim, ao considerar a relevância da culinária de raiz africana, como uma influenciadora da formação cultural brasileira, o objetivo desta foi de rever as principais influências epistemológicas da culinária africana na formação da identidade do Brasil. Esta pesquisa é baseada na metodologia indutiva, qualitativa, analítica e descritiva, a partir da revisão bibliográfica extraída de literatura especializada em consulta a artigos científicos selecionados nas bases de dados, Google Acadêmico. Foram utilizados como descritores os seguintes termos: Culinária, Africana, Influência, Cultura e Miscigenação. Foram selecionados e escolhidos vinte e sete artigos para elaboração de estudo, os quais não foram delimitados recortes temporais, todos na Língua Portuguesa. Ao refletir sobre as manifestações culturais presentes no arcabouço culinário dos povos africanos, fica evidente a influência da culinária africana nas relações e aspectos econômicos, educacionais e sociais. E assim concluímos que os africanos tiveram papel importantíssimo no processo de construção da identidade brasileira, e a influência da culinária africana está presente no cotidiano brasileiro.

Biografia do Autor

Hudinilson Kendy de Lima Yamaguchi, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Amazonas (2009/2012), Bacharel em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário do Norte (2006), Bacharel em Administração Pública pela Universidade Federal do Amazonas (2015). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas.

Tatiana do Santos Sales, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Especialista em História, Cultura Africana e Afrobrasileira pelo IFAM e Licenciada em História pela Universidade Estadual do Amazonas.

Referências

ALBUQUERQUE FILHO, Heitor Freire de. A cultura nordestina e o forró de pé de serra: o caso do Projeto Cultural Museu do Vaqueiro e Forró da Lua. 2018. 51f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Turismo), Departamento de Turismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

ALVES, Leonardo de Carvalho; DE CARVALHO, João Victor Caetano; COELHO, Maria Carlota de Rezende. A Importância da educação e da história na trajetória dos movimentos negro e indígena brasileiros e a luta destes pela re avaliação do papel do negro e do indígena na história do Brasil. In: Anais do Congresso Africanidades e Brasilidades. 2018. v. 1, n. 1, Vitória-ES, 2018.

ANDRADE, Maria Margarida de. Introdução à metodologia do trabalho científico: elaboração de trabalhos na graduação. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

AZEVEDO, Fernando. História de minha vida: Rio de Janeiro: José Olympio, 1971.

BALDUINO, Grazielle Eloísa; SOUZA JUNIOR, Arlindo José de; SILVA, Iraides Reinaldo da. Educação de Jovens e Adultos na Cultura Digital. Informática na Educação: teoria e prática, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 167-176, jul./dez. 2014.

BATALHA, Lenomar Nogueira; SILVA, FM da. Influência cultural africana: danças, jogos e brincadeiras na educação básica em Parintins/AM. Realize, Campina Grande, v. 1, e. 4, p. 1-11, 2015.

BOTELHO, Adriano. Geografia dos sabores: Ensaio sobre a dinâmica da cozinha brasileira. Revista Sabores do Brasil, v.1, n. 13, p. 61-69. 2010.

BOTELHO, Denise; DA CONCEIÇÃO SANTOS, Francineide Marques. MULHERES NEGRAS: gênero e gastronomia afro-religiosas. Caderno Espaço Feminino, v. 29, n. 1, p. 143-154, 2016.

BOURDIEU, Pierre. La distinction. Paris: Minuit, 1979.

BRASIL. Lei nº. 10.639 de 09 de janeiro de 2003. Inclui a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira” no currículo oficial da rede de ensino. Diário Oficial da União, Brasília, 2003.

BRAUNE, Renata et al. O que é Gastronomia. Brasiliense, 2017.

CASCUDO, Luís da Câmara. História da Alimentação no Brasil. São Paulo, editora Global, 2004.

CASTRO, José Valter. A memória narrada por jovens do ensino médio na significação do patrimônio cultural. 2017. 121 f. Dissertação (Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2017.

CAVIGNAC, Julie Antoinette; SILVA, Danycelle. Sabores E Práticas Culinárias Das Cozinheiras Negras Do Seridó (RN–BRASIL). Revista GeoNordeste, v. 1, n. 2, p. 20-40, 2019.

COSTA, Rute Ramos da Silva; LIMA, Debora Silva do Nascimento; SILVA, Giselle Maria da; RIZZO, Tamiris Pereira; PINTO, Thatiana de Jesus Pereira. Culinária afro-brasileira: um sabor possível na Educação de Jovens e Adultos. Cadernos Cenpec, São Paulo, v. 9, n. 1, p. 75-99, jan./jul. 2019

DA SILVA, Carmelio Ferreira. A contribuição da cultura afrodescendente para o samba como parte da identidade musical brasileira. Vozes, Pretérito & Devir: Revista de história da UESPI, v. 6, n. 1, p. 216-233, 2017.

DA SILVA, Elizabeth de Jesus. Desafios para o Ensino da Cultura e História da África: Experiências com Jogos Africanos em Escolas Públicas. Novos Olhares Sociais, v. 1, n. 1, p. 186-212, 2018.

DA SILVA, Helder Kuiawinski. A Cultura Afro como Norteadora da Cultura Brasileira. PERSPECTIVA, v. 38, n. 144, p. 25-35, dezembro, 2014.

DA SILVA, Victor Andrade. A Importância da Plantation Açucareira no Brasil Colonial. Repositório de Trabalhos de Conclusão de Curso, v. 1, n. 1, p. 2-15, 2019.

DE CASTRO NETO, Antônio Gomes; LEITÃO, Mirtiline Pereira de Oliveira. O legado musical de Carmen Miranda e a identidade gastronômica brasileira. Revista de Humanidades, v. 29, n. 2, p. 359-373, 2014.

DE LIMA, Maria de Fátima Farias. Imagens Regionais e Restaurantes Temáticos: Comida, Cultura e Lugar. 2010. 123f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, 2010.

DOS SANTOS, Carlos Roberto Antunes. A comida como lugar de história: as dimensões do gosto. História: Questões & Debates, Curitiba, v. 1, n. 54, p. 103-124, jan./jun. 2011.

DOS SANTOS, José Luiz. O que é cultura. São Paulo – SP, Editora Brasiliense, 1998.

DO VALE, Johnatan Ferreira Marques. Religião e saúde: relações entre a umbanda e a medicina nas práticas de cura, 2013. 121f. Dissertação (Mestrado em Sociologia). Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa – PB, 2013.

FERREIRA, Carla Beatriz Guedes. Feijoada Carioca: Um estudo de caso sobre a modificação dos Patrimônios Culturais Imateriais, 2017. 101f. Dissertação (Mestrado em Museologia e Patrimônio). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro / Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio, Rio de Janeiro, 2017.

FERREIRA, Márcio Carvalho C. A influência africana no processo de formação da cultura afro-brasileira. 2018. A cor da cultura, Disponivel em: http://www.acordacultura.org.br/artigos/29082013/a-influencia-africana-no-processo-de-formacao-da-cultura-afro-brasileira, acesso em 18 de maio de 2020.

FREYRE, Gilberto. Casa grande e senzala. 51ª Ed. São Paulo: Global Editora, 2006.

GAMA, Ligia Barros; PITTA, Perin Rocha Danielle. Kosi ejé kosi orixá: simbolismo e representações do sangue no candomblé. 2009. 127p. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2009.

GARCIA, Rosa Wanda Diez. Representações Sociais da Comida no Meio Urbano: algumas considerações para o estudo dos aspectos simbólicos da alimentação. Revista Cadernos de Debate, v. 2, n. 1, p. 12-40,1994.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo (Org.). Métodos de pesquisa. Coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GOMES, C. A. Quinze anos de ciclos no ensino fundamental: uma análise dos percursos. Revista Brasileira de Educação, v.1, n. 25, p. 39-52, jan./abr. 2004.

GONÇALVES, Maria Alice Rezende. A Feira das Iabás em Madureira/Rio de Janeiro: comida, música e cultura afro-brasileira. Patrimônio e Memória, Assis, SP, v. 15, n. 1, p. 200-219, jan./jun. 2019.

GUILHON, Flavio; SALAS, Luiza Franklin. Valorizando os saberes tradicionais de Candomblé - Uma estratégia de combate a intolerância religiosa. In: Anais do Congresso Africanidades e Brasilidades. 2016.

HARGER, Patricia Helena Campestrini. O Segmento de Moda Afro-Brasileira: conceitos, estruturas e narrativas. Moda Palavra e-periódico, v. 9, n. 18, p. 96-120, 2016.

KHATOUNIAN, Carlos Armênio et al. Produção de alimentos para consumo doméstico no Paraná: caracterização e culturas alternativas. Londrina: Iapar, 1994.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. 8. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

LEME, Adinéia da Silva. Cultura Afro-Brasileira: As Contribuições da Cultura Afro-Brasileira na Formação da Identidade Cultural do Povo Brasileiro. Revista Psicologia & Saberes, v. 4, n. 5, p. 1-56, 2015.

LIMA, Kédma Cristina Costa; DA SILVA, Silvia Avelina Ribeiro; CEZAR, Valdete Alves. A Vestimenta como Símbolo de Identidade Cultural Afro-Brasileira. Revista Coletivo SECONBA, v. 1, n. 01, p. 21-32, 2017.

LIMA, Romilda de Souza; FERREIRA NETO, José Ambrósio; FARIAS, Rita de Cássia Pereira. Alimentação, comida e cultura: o exercício da comensalidade. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde, v. 10, n. 3, p. 507-522, 2015.

LIMA, Vivaldo da Costa. A anatomia do acarajé e outros escritos. Salvador: Corrupio, 2010.

LODY, Raul Giovanni da Motta. Joias de Axé: fios de contas e outros adornos do corpo: a joalheria afro brasileira. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

LODY, Raul. Dendê. Revista Brasileira de Gastronomia, v. 1, n. 1, p. 18-33, 2018.

LODY, Raul. No tabuleiro da baiana tem... pelo reconhecimento do acarajé como patrimônio cultural brasileiro. In: GONÇALVES, José Reginaldo Santos e outros. Alimentação e cultura popular. Rio de Janeiro: Funarte, CNFCO, 2002. p. 37- 40.

LODY, Raul. Coco: comida, cultura e patrimônio. Editora Senac São Paulo, 2019.

LONGHURST, Alan R.; PAULY, Daniel. Ecologia dos oceanos tropicais. Edusp, 2007.

LONTRA, Hilda OH. Visão de fora: identidade cultural brasileira no contexto da copa do mundo de 2014. Comunicaciones en Humanidades, v.1, n. 4, p. 297-310, 2017.

LOPES, Goya; FALCON, Gustavo. Imagens da Diáspora Bahia: Solisluna Editora, 2010.

MASCARIN, Tereza Fatima. Alguns aspectos sobre alimentação: ênfase a contribuição do negro no período colonial. Revista Espaço Acadêmico, v. 15, n. 171, p. 61-68. 2015.

MEDEIROS, Letícia Miranda; DA FONTOURA, Helena Amaral. O desafio de ensinar língua inglesa na Educação de Jovens e Adultos. Revista de Educação Popular, v. 16, n. 1, p. 82-91, 2017.

MENDONÇA, Gardênia Serafim de. et. all. A Cozinha Baiana e a Influência da Cultura Africana em sua Composição. Revista Pensar Gastronomia, v. 1, n. 2, p. 1-13, jul. 2015.

MIRA, Maria Celeste. Do recalque ao realce: o enegrecimento da cultura popular brasileira e o jogo político das identidades. Revista Pós Ciências Sociais, v. 14, n. 28, p. 19-40, 2017.

MIRANDA, Ricardo. Série Mesa Brasileira. Anais do Seminário Gastronomia em Gilberto Freyre, 2003.

MORAES, Alice da Silva et al. INFLUÊNCIA AFRO-BRASILEIRA NA MÚSICA E NA DANÇA. Revista Expressão, v. 1, n. 1, p. 27, 2020.

MORAIS, Caroline Cristina Borges de. A influência afro-brasileira na moda contemporânea através da estamparia têxtil. 2017. 92 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Design de Moda) — Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Apucarana, 2017.

MULLER, Silvana Graudenz; AMARAL, Fabiana Mortimer; REMOR, Carlos Augusto. Alimentação e cultura: preservação da gastronomia tradicional. Anais do VI Seminário de Pesquisa em Turismo do Mercosul. Caxias do Sul, 2010.

NASCIMENTO, Abdias. O quilombismo. Editora Perspectiva SA, 2020.

OLIVEIRA, Luiz Felipe Mendes. Sabores do Brasil: A Ludicidade como ferramenta de Ensino-Aprendizagem sobre Patrimônio Cultural, Educação para o Turismo e Gastronomia Nacional. Revista Turismo & Cidades, v. 1, n. 2, p. 41-61, 2020.

PARDIM, Cristiane Matos Costa; CALADO, Moacyr Cerqueira. O Ensino da Matemática na EJA: Um Estudo sobre as Dificuldades e Desafios do Professor. Revista IFES Ciência, v. 2, n. 1, p. 98-123. 2016.

PÉREZ, Xerardo Pereira. Turismo Cultural: Uma visão antropológica, El Sauzal Tenerife. España: ACA y PASOS, RTPC. 2009.

REALE, Miguel. Paradigmas da cultura contemporânea. Editora Saraiva, 2017.

RIBEIRO, Carlos Clei Simas. Educação de jovens e adultos-desafios do professor de língua portuguesa do ensino médio em uma escola da rede estadual de Parintins. 2019.

SANTOS, Gilson Graciano dos. Influências africanas na Bahia: religiões e línguas. 2017. 37f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Humanidades) - Instituto de Humanidades e Letras, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, São Francisco do Conde, 2017.

SANTOS, V. J. O acarajé e os estudos sobre a cozinha baiana: breve revisão bibliográfica. I Seminário Alimentação e Cultura da Bahia, (pp. 2-3). Salvador, 2012.

SARAIVA, Emmanuel De Jesus. A Influência Africana na Cultura Brasileira. Clube de Autores (managed), 2016.

SCISÍNIO, Alaor Eduardo. Dicionário da escravidão. L. Christiano Editorial, 1997.

SILVA, André Vicente e. Comida de santo: resistência e representação do sagrado pela culinária. 2016. 20f. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em História e Cultura Africana e Afro-brasileira). Departamento de História do CERES - Campus de Caicó, Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Caicó, 2016.

SILVA, Jackeline Maria da. Afro paladar: a culinária quilombola de Mato Grosso como patrimônio cultural imaterial. 2019. 51f. Trabalho de Conclusão do Curso (Especialização em Educação e Patrimônio Cultural e Artístico) - Universidade de Brasília, Brasília, 2019.

SILVA, Jeusamir Alves. Da história negada a luta por uma visibilidade igualada. Periferia, v. 10, n. 1, p. 202-212, 2018.

SILVA, Helânia Pereira da; RIBEIRO, Tereza Cristina de Farias Silva. Introdução à pesquisa. Macaíba: UFRN, 2014.

SOUSA JUNIOR, Vilson Caetano de. Na palma da minha mão: temas afro-brasileiros e questões contemporâneas. Salvador: EDUFBA, 2011.

Downloads

Publicado

07/01/2021

Como Citar

de Lima Yamaguchi, H. K., & do Santos Sales, T. (2021). Abará, Caruru e Vatapá: a influência da culinária africana na formação da identidade brasileira. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 6(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v6i3.1882

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo