Colégio Agrícola de Foz do Iguaçu:

memórias e narrativas de alguns agricolinos

Autores

  • Samuel Cabanha Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu
  • Irani Batista de Araújo Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu
  • Kelly Gracieli de Oliveira Winkert Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v7i1.1875

Palavras-chave:

Colégio Agrícola, Memórias, Narrativas.

Resumo

O texto faz uma breve análise e introduz a discussão sobre o papel do Estado no direcionamento e tendências da educação a partir da implantação do Colégio Agrícola na história de Foz do Iguaçu, na década de 50. O objetivo central do texto é explorar duas vertentes, a saber: uma que explora as narrativas e as memórias de alguns “agricolinos”, tendo em vista que, no centro escolar, encontra-se armazenada grande parte da história social e coletiva, e; outra que explora a história desse ambiente educacional, evidenciando a influência do Estado do Paraná na região através da organização do sistema educativo em forma de ensino técnico agrícola que, em parte, reflete a relação entre as demandas econômicas do capital e de como as Instituições Escolares corresponderam frente a esse contexto. A metodologia seguiu os pressupostos teórico-metodológicos da História Oral (HO) tendo como cerne a análise de narrativas. Recorreu-se a discussões que envolvem os conceitos ligados à memória, à identidade e a relação escola-trabalho inerente ao desenvolvimento do modo de produção capitalista, além de valer-se da análise de documentos oficiais e das narrativas. Dessa forma, através de uma particular interpretação este artigo busca contribuir com aqueles que se interessam pelo conhecimento histórico, bem como, serve de base para pesquisas futuras.

Palavras-chave: Colégio Agrícola; Memórias; Narrativas.

Biografia do Autor

Samuel Cabanha, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu

Doutorando e Mestre pelo Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em “Sociedade Cultura e Fronteiras” (PPGSCF), UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu. Docente no Curso de Especialização Lato Sensu Intervenção Breve em Psicologia, UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu. Psicólogo (CRP 08/13777), Servidor Público na Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) - Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu. E-mail: samuelcabanha@globo.com

Irani Batista de Araújo, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu

Mestra pelo Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em “Sociedade Cultura e Fronteiras” (PPGSCF), UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu. Graduada em Pedagogia com Licenciatura Plena pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Especialização em Métodos e Técnicas de Ensino e em Pré-Escolar e Alfabetização. Servidora Pública na rede Estadual do Paraná. E-mail: irany_52@hotmail.com

Kelly Gracieli de Oliveira Winkert, Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Campus de Foz do Iguaçu

Aluna Especial do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em “Sociedade Cultura e Fronteiras” (PPGSCF), UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu. Graduada em Pedagogia pela UNIOESTE, Campus de Foz do Iguaçu. Graduada em História pela Uniamérica, Foz do Iguaçu. Professora da rede municipal em Foz do Iguaçu. E-mailkellyg.oliveira@hotmail.com

Referências

ALBERTI, Verena. Manual de história oral / Verena Alberti. – 3.ed. – Rio de Janeiro: Editora FGV, 2005.

ALVINO, Micael da Silva. Breve história de Foz do Iguaçu. Foz do Iguaçu: Epígrafe Editorial, 2014.

ANTUNES, C. A educação em Mészáros: trabalho, alienação e emancipação. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

BOURDIEU, Pierre. Sobre o Estado. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

BRASIL. Lei nº 9.394, 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm> Acesso em 03 Nov. 2019.

BRITO, José Maria. A Descoberta de Foz do Iguaçu: a fundação da Colônia Militar. Apresentação: Zé Beto Maciel e Fábio Campana. Curitiba: Travessa dos Editores, 2005.

CABANHA, Samuel. O encontro entre história e memória: a materialização na forma de um memorial. Fronteiras: Revista de História. Dourados, MS. v. 21, nº. 37. p. 173-192. Jan./ Jun. 2019. Disponível em: <http://ojs.ufgd.edu.br/>. Acesso em: 15 Fev. 2020.

CAMPANA, Silvio; ALENCAR, Chico. Foz do Iguaçu: Retratos. Foz do Iguaçu: Fundação Cultural, 1997.

COLETÂNEA DE DADOS – Foz do Iguaçu. Educação e Desenvolvimento – Módulo Educacional. Curitiba, 1993.

CHESNEAUX, Jean. Devemos fazer tabula rasa do passado? Sobre a história e os historiadores. São Paulo: Ática, 1995.

EMER, IVO OSS. Desenvolvimento histórico do Oeste do Paraná e a construção da escola. Dissertação (Dissertação de Mestrado) – Rio de Janeiro: Instituto de Estudos Avançados em Educação. Fundação Getúlio Vargas, 1991.

FRIGOTTO, G. A Produtividade da Escola Improdutiva: um (re) exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

GIL, Antonio Carlos – Como elaborar projetos de pesquisa / Antonio Carlos Gil. – 6. Ed. – São Paulo: Atlas, 2017.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. – Acesso em: 14 Fev. 2020.

LE GOFF, J. História e Memória. 7ª Ed. Revista - Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2013.

LIMA, Perci. Foz do Iguaçu e sua história. Foz do Iguaçu: Copyright, 2001.

LOMBARDI, J. C.; SAVIANI, D.; SANFELICE, J. L. (Orgs.). Capitalismo, Trabalho e Educação. Campinas, SP: Autores Associados, HISTEDBR, 2002.

MARTINIAK, V. L. A institucionalização dos Colégios Agrícolas no Paraná. Disponível em: <http://www.histedbr.fe.unicamp.br/>. Acesso em: 14. Fev. 2020.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo Editorial, 2005.

________. A teoria da alienação em Marx. São Paulo: Boitempo, 2006b.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Trad. Yara Khoury. Projeto História, São Paulo: PUC-SP, n. 10, p. 7-28, dez. 1993.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). Representação da UNESCO no Brasil. Disponível em: <http://www.unesco.org/>. Acesso em: 17 Fev. 2020.

PARO, Denise. Um novo ciclo para Foz do Iguaçu. Gazeta do Povo. Foz do Iguaçu, 20 de fevereiro de 2010. Disponível em: <https://www.gazetadopovo.com.br/>. Acesso em 03 Nov. 2019.

PATRIMÔNIO HISTÓRICO: Fundação cultural recebe pedido de tombamento do Colégio Bartolomeu Mitre. Foz do Iguaçu, 20 de fevereiro de 2010. Disponível em: <https://www.primeiralinha.com.br/>. Acesso em 03 Nov. 2019.

POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 5, n. 10, 1992, p. 200-212.

_______Memória, Esquecimento, Silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, 1989, p. 3-15.

PREFEITURA DE FOZ DO IGUAÇU. Coletânea do Município. História e Geografia – 2015. Foz do Iguaçu, 2015.

________Coletânea do Município. História e Geografia – 2016. Foz do Iguaçu, 2016.

_________História da cidade. Foz do Iguaçu. Disponível em: <http://www.pmfi.pr.gov.br/conteudo/?idMenu=1007>. Acesso em 13 Set. 2019.

________Suplemento do Município. História e Geografia. 2004. Foz do Iguaçu.

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO (PPP). Colégio Estadual Bartolomeu Mitre: Foz do Iguaçu, 2006.

_______ Centro Estadual de Educação Profissional Manoel Moreira Pena – Colégio Agrícola: Foz do Iguaçu, 2015.

_________Colégio Estadual Monsenhor Guilherme: Foz do Iguaçu, 2010.

RECIEL. Colégio Mitre completará 90 anos sem o devido reconhecimento histórico. Foz do Iguaçu, 19 de outubro de 2017. Disponível em: <https://gdia.com.br/noticia/06-76>. Acesso em 18 Out. 2019.

SBARDELOTTO, Denise Kloeckner. História da Criação do Colégio Bartolomeu Mitre, o primeiro Grupo Escolar do Oeste do Paraná. Monografia. (Monografia de Especialização em História da Educação Brasileira). Cascavel: Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, 2007.

SCHIMMELPFENG, Otitília. Retrospectivos iguaçuenses. Narrativas históricas de Foz do Iguaçu. Foz do Iguaçu: Tezza Editores, 1991.

SOUZA, Aparecida Darc de. Formação Econômica e Social de Foz do Iguaçu: um estudo sobre as memórias constitutivas da cidade (1970-2008). Tese de Doutorado. Pós-Graduação em História, da Universidade de São Paulo - USP, São Paulo, 2009.

THOMPSON, Paul. A voz do Passado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

TONET, Ivo. Educação, cidadania e emancipação humana. Ijuí: Editora Unijuí, 2005.

VARGAS, Ana C. Lourenço. A face dependente do capitalismo brasileiro e a política de formação para a classe trabalhadora. Anais do II Colóquio Nacional - A Produção do Conhecimento em Educação Profissional. Natal: IFRN, 2013. Disponível em: https://ead.ifrn.edu.br/portal/wp-content/uploads/2012/coloquio/anais/eixo1/AnaCristinaLourenaVargas.pdf - Acesso em: 05. Mai. 2020.

WACHOWICZ, Ruy Christovam. Obrageros, mensus e colonos: história do oeste paranaense. 2ª ed. Curitiba: Ed. Vicentina, 1987.

WEBBER, Darcilio Artur. Foz do Iguaçu em números: o mais completo banco de dados estatísticos sobre o município de Foz do Iguaçu: Coletânea de dados. Foz do Iguaçu: Grupo Camaleão, 2003.

Downloads

Publicado

17/05/2021

Como Citar

Cabanha, S., Araújo, I. B. de, & Winkert, K. G. de O. (2021). Colégio Agrícola de Foz do Iguaçu: : memórias e narrativas de alguns agricolinos. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 7(1). https://doi.org/10.23899/relacult.v7i1.1875

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo