A Escola Estadual Quilombola José Mariano Bento e sua contribuição na preservação dos fazeres e dos saberes dos habitantes do Território Quilombola Vão Grande

Autores

  • Madalena Santana de Sales Universidade do Estado de Mato Grosso-UNEMAT - Barra do Bugres - MT.
  • João Severino Filho Universidade do Estado de Mato Grosso-UNEMAT - Barra do Bugres - MT.

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v6i2.1835

Palavras-chave:

Educação quilombola, Conhecimentos tradicionais, Saber local

Resumo

Este artigo é um recorte da pesquisa do mestrado em Ensino de Ciências e Matemática do Programa de Pós-Graduação da UNEMAT-Campus de Barra de Bugres-MT, uma pesquisa qualitativa de caráter etnográfico, intitulada Os fazeres e os saberes etnomatemáticos praticados pelos habitantes do Território Quilombola Vão Grande. Nele discutimos a contribuição da Educação Escolar Quilombola na preservação dos saberes e dos fazeres, como a escola da comunidade dialoga saber local e saber escolar. Apresentamos um breve resumo da história da educação escolar no Território Quilombola Vão Grande, desde quando as aulas eram ministradas nas casas de um morador, até a atualidade. Percebemos que ela busca ofertar um ensino, que valorize seus conhecimentos, sua vivência, sua cultura e sua ancestralidade negra.

Referências

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Quilombola na Educação Básica. Resolução CNE/CEB nº 8, de 20 de novembro de 2012. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, 21 de novembro de 2012, 45 p.

D’ AMBROSIO, Ubiratan. Etnomatemática – elo entre as tradições e a modernidade. Coleção Tendências em Educação Matemática. 2ª edição. Editora Autêntica. Belo Horizonte – MG, 2007.

DIAS, Maria Helena Tavares. Entre memórias e narrativas dos festeiros das festas de santo do território quilombola Vão Grande. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação em Educação do Instituto de Educação da UFMT. Cuiabá – MT, 2017.

FERREIRA, A. E; CASTILHO, S. D. Reflexões sobre a educação escolar quilombola. RP3 Revista de Pesquisas em Políticas Públicas. Edição: 03 Ago/2014. Disponível em: https://www.academia.edu/22036623/Reflex%C3%B5es_Sobre_a_Educa%C3%A7%C3%A3o_Escolar_Quilombola. Acesso em: 17 de fev. 2020

GERDES, Paulus. Etnomatemática - Cultura, Matemática e Educação. Colectânea de Textos (1979-1991). Reedição. Mocambique. 2012.

GEERTZ, Clifford. A Interpretação das Culturas. Editora LTC, Rio de Janeiro – RJ.

SEVERINO-FILHO, João. Marcadores de tempo Apyãwa: A solidariedade entre os povos e o ambiente que habitam. Tese de doutorado. Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da UNESP. Rio Claro – SP, 2015.

SOUZA, Edileuza Penha de; NUNES, Georgina Helena Lima; MELO, Willivane Ferreira de. (Orgs). Memória, territorialidade e experiências de educação escolar quilombola. Ed. UFPel. Pelotas, 2016.

Downloads

Publicado

02/10/2020

Como Citar

Sales, M. S. de, & Filho, J. S. (2020). A Escola Estadual Quilombola José Mariano Bento e sua contribuição na preservação dos fazeres e dos saberes dos habitantes do Território Quilombola Vão Grande. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 6(2). https://doi.org/10.23899/relacult.v6i2.1835

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo