Os ensaios de Arasse

Autores

  • Murilo Eduardo dos Reis Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v7i3.1833

Palavras-chave:

Daniel Arasse, ensaio, artes.

Resumo

O objeto de análise desta resenha é a obra Nada se vê: seis ensaios sobre pintura (2019), de Daniel Arasse. O objetivo é verificar como o historiador argelino analisa pinturas utilizando linguagem informal e misturando diferentes gêneros textuais. Além disso, é examinada a liberdade criativa que resulta em textos de alto gradiente artístico.

Biografia do Autor

Murilo Eduardo dos Reis, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp

Doutorando em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil. E-mail: muriloreis86@gmail.com

Referências

ADORNO, T. W. O ensaio como forma. In: ______. Notas de literatura I. São Paulo: Duas Cidades; Editora 34, 2003, p. 15-45.

ARASSE, D. Nada se vê: seis ensaios sobre pintura. Trad. Camila Boldrini e Daniel Lühmann. São Paulo: Editora 34, 2019.

HANSEN, J. A. Categorias epidíticas da ekphrasis. Revista USP, São Paulo, n. 71, p. 85-105, nov. 2006.

SONTAG, S. Contra a interpretação. In: ______. Contra a interpretação e outros ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 2020, p. 15-29.

Downloads

Publicado

21/12/2021

Como Citar

Reis, M. E. dos. (2021). Os ensaios de Arasse. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 7(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v7i3.1833

Edição

Seção

Resenhas