A importância do trabalho do Assistente Social na implementação do Consultório de Rua na cidade de Rio Grande – RS.

Autores

  • Ivania de Farias Silveira Siqueira
  • Marcel Jardim Amaral Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG
  • Vilmar Alves Pereira

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v6i1.1811

Palavras-chave:

Consultório, Rua, População, Serviço Social

Resumo

O presente trabalho aborda o contexto da implementação de consultórios de rua no Brasil, mostrando sua importância no atendimento de pessoas em situação de rua, e tendo como objetivo principal enfatizar o papel do assistente social para seu funcionamento. Além disso, através do histórico dos consultórios de rua em outras cidades, busca-se mostrar o quão importante seria a implantação desse projeto na cidade do Rio Grande, e o quanto se faz necessária a atuação do assistente social para haver sucesso na execução dos propósitos de tal projeto. Embasado em alguns textos sobre o assunto e nas experiências já vivenciadas em outras cidades, o trabalho baseia-se em metodologia explanatória, com o intuito de enfatizar a relação do projeto de consultórios de rua e o papel do profissional do Serviço Social, trazendo uma breve explicação sobre a função do agente de Serviço Social, e o histórico do projeto de consultórios de rua em suas primeiras experimentações. E por final, aponta a situação atual da cidade de Rio Grande acerca da população de rua, e como a implantação de um consultório de rua poderia ajudar na redução de danos causados pelas condições de vida destes cidadãos.

Biografia do Autor

Ivania de Farias Silveira Siqueira

Assistente Social, especialista em Estratégia Saúde da Família com ênfase em Políticas Públicas pelo Instituto Educar Brasil; pós-graduanda (lato sensu) em Política de Assistência Social e Saúde Pública pela Faculdade de Venda Nova do Imigrante - FAVENI. 

Marcel Jardim Amaral, Fundação Universidade Federal do Rio Grande/FURG

Assistente Social, bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental – PPGEA; pós-graduando (lato sensu) em Educação em Direitos Humanos - PPGEDH e mestre no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGEdu ambos pela Universidade Federal do Rio Grande – FURG. 

Vilmar Alves Pereira

Professor, doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEdu pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGEdu da Universidade de Passo Fundo – UPF e graduado em filosofia pela mesma instituição de ensino.

Referências

BELO HORIZONTE. Prefeitura Municipal. A população em situação de rua: seminário sobre políticas públicas. In: Fórum de população em situação de rua de Belo Horizonte, 1, Belo Horizonte: SEGRAC, 1998.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Básica. Departamento de Atenção à Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. 4. Ed. Brasília: Ed. Ministério da Saúde, 2007.

________. Política Nacional para a Inclusão Social da População em Situação de Rua. Brasília: 2008.

________. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Política Nacional de Assistência Social / PNAS. Brasília: 2010.

________. Ministério do Desenvolvimento e Combate à Fome. Rua aprendendo a contar: Pesquisa Nacional sobre População em Situação de Rua. 2010.

________. Ministério da Saúde. Manual sobre o cuidado à saúde junto à população em situação de rua. Brasília: MS, 2011.

CARVALHO, M. C. B; NETTO, J. P. O conhecimento da vida cotidiana: base necessária à prática social. In: ______; NETTO, J. P. Cotidiano: conhecimento e crítica. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

CFESS. Código de Ética Profissional do Assistente Social. Brasília: CFESS, 1993.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 17ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

SIQUEIRA, I. F. S. ; AMARAL, Marcel Jardim . O Assistente Social e a (in)visibilidade da população em situação de rua na cidade de Rio Grande - RS. In: Laís Braga Costa; Bibiana da Roza Caporal. (Org.). DESAFIOS DO MUNDO CONTEMPORÂNEO. 1ed. São Paulo: Pimenta Cultural, 2018, v. I, p. 23-33.

VARANDA, Walter; ADORNO, Rubens de Camargo Ferreira. Descartáveis urbanos: discutindo a complexidade da população de rua e o desafio para políticas de saúde. Saúde soc., São Paulo, v. 13, n. 1, p. 56-69, Apr. 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo .php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902004000100007&lng=en&nrm=iso . Acesso em 12 Mar. 2020. https://doi.org/10.1590/S0104-12902004000100007.

Downloads

Publicado

30/04/2020

Como Citar

Siqueira, I. de F. S., Amaral, M. J., & Pereira, V. A. (2020). A importância do trabalho do Assistente Social na implementação do Consultório de Rua na cidade de Rio Grande – RS. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 6(1). https://doi.org/10.23899/relacult.v6i1.1811

Edição

Seção

Artigos - Fluxo Contínuo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)