A literatura em tempos midiáticos– uma análise a partir da obra “O show do eu”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v6i6.1794

Palavras-chave:

autobiografia, autor / leitor, escritas de si, narrativas, redes sociais

Resumo

Este documento faz uma análise crítica à criação da autoimagem no mundo virtual, a partir do livro O show do Eu – A intimidade como espetáculo, de Paula Sibilia, que vai permeando o assunto através de um paralelo com temas dos textos do filósofo alemão Walter Benjamin, especialmente em O Narrador e A Pobreza de Experiência, mostrando como as faces do espetáculo enredadas pelo mercado, numa visão da obra A sociedade do Espetáculo de Debord, são extremamente atuais. Sibilia faz muitas referências a Benjamin em suas análises e trata da atual exposição das pessoas nesses tempos midiáticos, das escritas de si, das autobiografias no universo digital e como o autor ganhou status de celebridade, superior ao da obra. Traçaremos um olhar partindo desta crítica e postulando possibilidades atuais que corroboram com a análise da autora.

Biografia do Autor

Claudia Regina Camargo, Centro Universitário Campos de Andrade - Uniandrade

Doutoranda e Mestre em Teoria Literária pela Universidade Campos de Andrade (UNIANDRADE), possui graduação em Administração pela Universidade Federal do Paraná (2001). Pós-graduação Lato sensu em Agronegócios e Administração de Pessoas (ambas UFPR). Tem formação também como tutora em ensino presencial e a distância. Formação técnica em informática pela Universidade Federal do Paraná, onde atua profissionalmente no Sistema de Bibliotecas desde 1997

Referências

ARRUDA, A. M. A.;SILVA,C. de O.;ANDRADE, R. de L. de V. Referência de fonte eletrônica. Aplicativo de autopublicação: O Wattpad. Disponível em: http://www.seer.ufal.br/index.php/cir/article/view/1596. Acesso em: 25 mai. 2019.

BALDESSAR, A. Fanfiction, a ferramenta de leitura e escrita do futuro. Disponível em: <http://portaldonic.com.br/jornalismo/2018/05/14/fanfiction-a-ferramenta-de-leitura-e-escrita-do-futuro/>. Acesso em 14 maio 2019.

BENJAMIN, W. Obras escolhidas: magia e técnica, arte e política. v.1. São Paulo: Brasiliense, 1994.

_____. Experiência e pobreza. In: op. cit., p. 114-9.

_____. A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica. In: op. cit., p. 184.

_____. O narrador. In: op. cit., p. 206.

DEBORD, G. Sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1992

DELEUZE, G.. Post-scriptum sobre as sociedades de controle. In: Conversações. São Paulo: Ed. 34,1990, p. 220

FARIAS, F. B. Forma e brevidade: reflexões sobre a microficção na Literatura Brasileira. In: XV Congresso Internacional da ABRALIC, 2017, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos do XV Congresso Internacional da ABRALIC - 07 a 11 de agosto de 2017, 2017. v. 1. p. 1296-1306.

FOUCAULT, M. O que é um autor? Lisboa: Vega-Passa-gens, 1992.

HERRERO, L. Referência de fonte eletrônica. Más de 500 millones de historiasen manos de lanueva editorial Wattpad Books. Publishnews, Madrid, seção Mercado. Disponível em: https://www.publishnews.es/materias/2019/01/29/mas-de-500-millones-de-historias-en-manos-de-la-nueva-editorial-wattpad-books. Acesso em: 27 mai. 2019.

MORIN, E. Cultura de massas no século XX: neurose. Rio de Janeiro. Forense Universitária, 1997.

SIBILIA, P. O Show do Eu –A intimidade como espetáculo.Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

TODOROV, T. Os gêneros do discurso. Trad. de Elisa Angoti Kossovitch. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

Downloads

Publicado

30/04/2021 — Atualizado em 30/04/2021

Como Citar

Camargo, C. R. (2021). A literatura em tempos midiáticos– uma análise a partir da obra “O show do eu”. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 6(6). https://doi.org/10.23899/relacult.v6i6.1794

Edição

Seção

I - Congresso Internacional Online de Estudos sobre Culturas