Travessias discursivas: intertextualidade e interdisciplinaridade no romance Netto perde sua alma, de Tabajara Ruas

Autores

  • Marcelo de Andrade Duarte Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v2i1.169

Palavras-chave:

Netto perde sua alma, Literatura e História, Romance Histórico, Novo Romance Histórico, Metaficção Historiográfica.

Resumo

A partir de uma leitura crítica das relações intertextuais promovidas por Netto perde sua alma pretende-se analisar o romance, de Tabajara Ruas, não só em seu diálogo interdisciplinar com a historiografia, mas também nas relações que a obra suscita com outros textos literários. Nesse caminho, percebe-se que a historiografia tradicionalmente trata os homens que participaram de guerras como semideuses, configurando-os apenas por suas ações e participações heroicas em conflitos políticos. Enquanto o romance Netto perde sua alma, sem deixar de incorporar ações heroicas de seu protagonista, privilegia a configuração de uma dimensão humana e humanizadora de sua personagem histórica, pois a faz refletir e questionar profundamente sobre tais ações.  Dessa forma, destacamos nessa leitura o processo de humanização que o romance de Tabajara Ruas promove de um personagem relevante da história do Rio Grande do Sul, o General Antonio de Souza Netto.

Biografia do Autor

Marcelo de Andrade Duarte, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Licenciatura em Letras Português/Espanhol pela Universidade Federal do Pampa (2011); Mestrado em Letras - Literatura Comparada (2015) pela Universidade Federal de Pelotas, com bolsa CAPES. Atualmente é doutorando em Teoria da Literatura na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Comparada, atuando principalmente nos seguintes temas: literatura e história; memória; experiência histórica; literatura africana de língua portuguesa.

Referências

ALIGHIERI, Dante. A divina comédia; tradução de Fábio M. Alberti – Porto Alegre: L&PM, 2004.

ARISTÓTELES. Poética. Trad. Eudoro de Souza. São Paulo: Nova Cultural, 1987 [cap. IX].

BAKHTIN, Mikhail. Epos e romance. Questões de literatura e estética; a teoria do romance. Trad. Aurora Fornoni Bernardini et. al. São Paulo: Hucitec; UNESP, 1993 [pp. 397-428].

BORGES, Jorge Luis. Obras Completas. São Paulo: Globo, 1998.

CESAR, Guilhermino. História da literatura do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Globo, 1971.

GRÜTZMACHER, Lukasz. Las Trampas del concepto “la nueva novela histórica” y de la retórica de la historia postoficial. Acta Poética. México, D.F, v.27, n.1, pp. 141-168. 2006. Disponível em: <http://132.248.101.214/html-docs/acta-poetica/27-1/141-168.pdf>.

HUTCHEON, Linda. Poética do pós-modernismo: história, teoria, ficção. Trad. CRUZ, Ricardo. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1991.

JAMESON, Fredric. O romance histórico ainda é possível? Trad. MADER, Hugo. Novos Estudos, n. 77 [online], março/2007, p. 185-203. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/nec/n77/a09n77.pdf>. Acessado em 23/07/2013.

LUKÁCS, Gyorgy. A forma clássica do romance histórico. O romance histórico. Trad. Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011 [pp. 33-113].

MÁRQUEZ, Gabriel García. O General em seu labirinto. Rio de Janeiro: Record, 2000.

MATA INDURÁIN, C. "Retrospectiva sobre la evolución de la novela histórica". In: SPANG, K. et al. (Ed.) La novela histórica. Teoria y comentarios. Barañain,U.N. 1995, p.13-63.

MENTON, Seymour. La nueva novela histórica de la América Latina. México: Fondo de Cultura Económica, 1992 [pp. 26-66].

MIGNOLO, Walter. Lógica das diferenças e política das semelhanças: da Literatura que parece História ou Antropologia, e vice-versa. In. CHIAPPINI, Lígia & AGUIAR,

Flávio Wolf de. Literatura e História na América Latina. São Paulo: Edusp, 1993. p. 115-135

RUAS, Tabajara. Netto perde sua alma. 4º Ed. – Rio de Janeiro: Record, 2006.

SUSSEKIND, Flora. Literatura e vida literária. Rio de Janeiro: Ed. Jorge Zahar, 1985.

Downloads

Publicado

09/03/2016

Como Citar

de Andrade Duarte, M. (2016). Travessias discursivas: intertextualidade e interdisciplinaridade no romance Netto perde sua alma, de Tabajara Ruas. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 2(1), 229–242. https://doi.org/10.23899/relacult.v2i1.169

Edição

Seção

Dossiê - Literatura, Linguagens e Artes