A concentração espacial do Programa Cultura Viva no município do Rio de Janeiro

Autores

  • Bruno Costa Guimaraes Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i5.1487

Palavras-chave:

Cultura Viva, Lei Rouanet, Políticas Públicas.

Resumo

A lei 8.313 de 1991, Lei Rouanet, é a principal forma de promoção de projetos culturais no Brasil. Sua criação, no contexto da reabertura democrática do país após a ditadura militar, teve como um de seus objetivos diminuir a centralidade do papel do Estado na cultura e ampliar o poder de decisão do mercado privado. Para esse fim, os empresários decidiram quais projetos financiariam, sendo recompensados com isenções de impostos. Naturalmente, esse processo levou à centralidade dos projetos culturais nas grandes idades, notadamente na região Sudeste. Para contrabalançar isso, em 2004, o governo do Partido dos Trabalhadores estabeleceu um programa que reintroduziu o papel decisório do governo na cultura, o Programa Cultura Viva, com o objetivo de descentralizar geograficamente projetos culturais. A observação, no entanto, é que dentro do Estado do Rio de Janeiro, a capital ainda tem grande poder de centralização.

 

Biografia do Autor

Bruno Costa Guimaraes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor da rede particular e municipal do Rio de Janeiro. 

Doutorando em Geografia e gestão do território pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Referências

ARRETCHE, M. Estado federativo e politicas sociais: determinantes da descentralização. Rio de Janeiro: Revan, 2011. (Obra completa)

BARROS, J. M. ; ZIVIANI, P. O Programa Cultura Viva e a Diversidade Cultural. In:

BARBOSA, F.; CALABRE, L. Pontos de Cultura: Olhares sobre o programa Cultura Viva. Brasília: Ipea, 2011. (Capítulo de livro)

BELING, J. X. Políticas Culturais. Ponto de vista. Florianópolis, n. 6/7, p. 79-96, 2004/2005. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/pontodevista/article/download/1202/1468>. Acesso em: 12 de dezembro de 2017. (artigo em periódico digital)

BRAGA, Isabel. Câmara aprova projeto Cultura Viva para estimular a produção do setor no país. O Globo. Disponível em:<https://oglobo.globo.com/cultura/camara-aprova-projeto-cultura-viva-para-estimular-producao-do-setor-no-pais-13099731

>. Acesso em: 04/05/2019 (site)

BRASIL. lei nº 8313 de 23 de dezembro, 1991 (Lei)

BRASIL. Ministério da Cultura (MinC). Cultura Viva: Programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania. Brasília, 2004. (Lei)

CALABRE, L. Políticas Culturais: um diálogo indispensável. Rio de Janeiro: Casa de Rui Barbosa, 2005. (Obra completa)

COELHO, T. Dicionário Crítico de Políticas Culturais. São Paulo: Iluminuras, 2004. (Obra completa)

DÓRIA, C. Os Federais da Cultura. São Paulo: Biruta, 2003. (Obra completa)

DORNELLES, P. Identidades Inventivas: Territorialidades na rede Cultura Viva na Região Sul. Tese (Doutorado em Geografia). Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: 2011. (tese)

PORTAL BRASIL. Cultura recebeu mais de R$ 1 bi a partir de incentivos fiscais em 2015. Governo do Brasil. Disponível em:<http://www.brasil.gov.br/noticias/cultura/2016/01/cultura-recebeu-mais-de-r-1-bi--a-partir-de-incentivos-fiscais-em-2015>. Acesso em: 04/05/2019 (site)

RUBIM, A. A. C. Políticas culturais no Brasil: tristes tradições e enormes desafios. In: Rubim, Antonio Albino Canelas e Barbalho, Alexandre (orgs.). Políticas Culturais no Brasil. Salvador: Edufba, 2007, p.11-36. (capítulo de livro)

SANTOS, E. G. Formulação de Políticas Culturais: as Leis de Incentivo e o programa cultura viva. In: BARBOSA, F.; CALABRE, L. Pontos de Cultura: Olhares sobre o programa Cultura Viva. Brasília: Ipea, 2011. (capítulo de livro)

SODRÉ, N. W. Síntese de História da Cultura Brasileira. São Paulo: Difel, 1985. (Obra completa)

TURINO, C.. Ponto de Cultura, o Brasil de baixo para cima. São Paulo: Anita Garibaldi, 2009. (Obra completa)

VENTURA, T. Notas sobre política cultural contemporânea. Revista do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, UERJ, n. 15, 2009. (Periódico)

Downloads

Publicado

31/05/2019

Como Citar

Guimaraes, B. C. (2019). A concentração espacial do Programa Cultura Viva no município do Rio de Janeiro. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(5). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i5.1487

Edição

Seção

II - Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura