Presença da cultura italiana no município de Maravilha/SC: crenças e atitudes

Autores

  • Nadieli Mara Hullen Gerei Unioeste

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v5i5.1451

Resumo

A expressividade numérica de emigrantes italianos no Brasil é inegável, assim como os traços de sua língua e cultura na vida e cotidiano dos descendentes brasileiros. Segundo dados do IBGE (2000), estima-se que no período de maior emigração para o Brasil (1880-1950) tenham viajado mais de um milhão e meio de italianos, sendo mais de 26% da região do Vêneto. Nos estados do Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, 65% da população é de origem italiana, sendo pelo menos a metade descendentes vênetos. Sendo a cidade de Maravilha/SC situada no Oeste Catarinense, portanto destino de muitos emigrantes, procuraremos pesquisar como essa cultura se manteve viva nesta cidade, como seus descendentes a consideram e em que medida existem políticas públicas de preservação dessa identidade. Amparada na Sociolinguística e na Sociologia da Linguagem, esta pesquisa se apresenta como um estudo inicial de pesquisa de doutorado que procurará, por meio de levantamento teórico, aplicação de questionário e realização de entrevistas, observar em qual geração (variação diacrônica ou diageracional), ambiente (variação diatópica - urbano x rural) e sexo (variação diassexual) as manifestações da cultura italiana são mais presentes e porquê isso acontece. Nesta etapa, apresentaremos resultados de sondagem inicial da pesquisa sobre observações gerais do município realizadas até o momento.

Downloads

Publicado

31/05/2019

Como Citar

Gerei, N. M. H. (2019). Presença da cultura italiana no município de Maravilha/SC: crenças e atitudes. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 5(5). https://doi.org/10.23899/relacult.v5i5.1451

Edição

Seção

II - Seminário Latino-Americano de Estudos em Cultura