Uma abordagem teórico-metodológica para a leitura: Cartografia literária

Autores

  • Ana Maria Esteves Bortolanza UNIVERSIDADE DE UBERABA, MINAS GERAIS, BRASIL
  • Anderson Corrêa Borges
  • Eliane Martins Pereira

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i3.1098

Palavras-chave:

Estudos em cultura, América Latina, integração cultural

Resumo

Este estudo é parte de uma pesquisa em andamento (2017-2019), cujo objetivo é elaborar uma cartografia literária de contos latino-americanos tradicionais para uma viagem imaginária a ser realizada com uma turma do 5º ano do ensino fundamental de uma escola pública na região do Triângulo Mineiro. Destina-se a professores e alunos do ensino fundamental para o ensino da leitura literária e de suas práticas. Tem como metodologia a abordagem cartográfica cuja problemática se insere no campo multidisciplinar para abarcar a diversidade cultural dos povos latino-americanos historicamente construída nas relações interétnicas, e situada nas relações entre dominantes colonizadores e povos dominados. A escolha dos contos latino-americanos para desenvolver à intervenção pedagógica focou diferentes identidades culturais do continente latino-americano por meio do texto literário, situando-se na cultura literária. Os contos fazem parte de uma coleção bilíngue (português e espanhol), publicada por editoras latino-americanas nos anos de 1980 e 1990, apoiadas pelo Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e Caribe -CERLALC e da UNESCO. Quanto ao gênero literário, a opção pelos contos tradicionais atendeu aos objetivos estabelecidos: trazer a diversidade cultural e a pluralidade de identidades coletivamente construídas pelos povos latino-americanos. A elaboração da cartografia literária, tem como eixo a problemática social presente nos contos que se desenrola no cotidiano realidade/magia. O resultado é a elaboração de uma cartografia literária multidisciplinar com os contos latino-americanos que trazem semelhanças e diferenças, aproximações e distanciamentos da cultura latino-americana.

Biografia do Autor

Ana Maria Esteves Bortolanza, UNIVERSIDADE DE UBERABA, MINAS GERAIS, BRASIL

 

Pós-Doutorado em Educação na Universidade de Évora (Portugal)

Doutora em Educação Brasileira (Unesp)

Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas Infância e Contextos Educativos

 

 

Anderson Corrêa Borges

Doutorando em Educação (Unesp); Mestre em Educação (Uniube); Rede de Ensino Municipal de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil

Eliane Martins Pereira

Mestre em Educação (UNIUBE; Rede Municipal de Ensino de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil

Referências

ARENA, D. B. A literatura infantil como produção cultural e como instrumento de iniciação da criança no mundo da cultura escrita. In: SOUZA, R. J. de. [et al.]. Ler e compreender: estratégias de leitura. Campinas: Mercado de Letras, 2010.

AZEVEDO, Fernando; BALÇA, Ângela. Educação literária e formação de leitores. In: AZEVEDO, Fernando; BALÇA, Ângela (Org.). Leitura e educação literária. Lisboa: Pactor, 2016, p. 1-13.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso In: ______. Estética da criação verbal. Tradução (do francês) por PEREIRA, M.E.G, 2. ed., São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BATISTA, Maria de Fátima Barbosa de Mesquita. Os discursos etnoliterários: o fazer intersubjetivo e a produção do saber. Acta Semiótica e Lingvistica. v. 18, no. 2, jul. dez. 2013. p. 158-171. Disponível em http://www.periodicos.ufpb.br/index.php/actas/article/view/18426/10355. Acesso em: 10 jan. 2014.

BORTOLANZA, Ana Maria Esteves; PAULA, COTTA, Maria Amélia. Cartografia dos contos tradicionais e populares: percorrendo caminhos do continente latino-americano. Simpósio, Textos, imagens, encontros: investigação e práticas em educação intercultural. Castelo Branco, 2012. Atas do Simpósio EUMOF, Instituto Politécnico de Castelo Branco.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE -CERLALC E DA UNESCO. Contos de animais fantásticos. (1986). Coordenação Editorial do México; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1986.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE. CONTOS DE ASSOMBRAÇÃO. 4. ed. Ediciones Ekaré-Banco del Libro. Coordenação Editorial da Venezuela; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1988.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE -CERLALC E DA UNESCO. Como surgiram os seres e as coisas. (1987). Ediciones Peisa. Coordenação Editorial do Peru; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1987.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE - CERLALC E DA UNESCO. Contos de artimanhas e travessuras. Edições Huracán; Coordenação Editorial de Porto Rico; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1988.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE -CERLALC E DA UNESCO. Contos e lendas de amor. Editora Taller; Coordenação Editorial Republica Dominicana; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1986.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE -CERLALC E DA UNESCO. Contos de lugares encantados. Editorial Andrés Bello; Coordenação Editorial do Chile; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1992.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE -CERLALC E DA UNESCO. Contos de piratas, corsários e bandidos. 2. Ed. Editorial Norma Sial Norma S. A; Coordenação Editorial da Colômbia; Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1992.

CENTRO REGIONAL PARA O FOMENTO DO LIVRO NA AMÉRICA LATINA E CARIBE -CERLALC E DA UNESCO. Contos populares para crianças da América Latina. 4. ed. Coedição Latino-americana. São Paulo: Editora Ática, 1993.

CHARTIER, Roger. Aprender a leer, leer para aprender. In: La lectura em España, Madri, 2008. Disponível em: <http://www.lalectura.es/2008/chartier.pdf>. Acesso em 17/12/2009.

COELHO, N. N. O conto de fadas. São Paulo: Ática, 1987

CUNHA, C. M. F. A(s) geografia(s) da literatura: do nacional ao global. Acesso em 02/03/2015. Disponível em: http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/23202/1/As%20geografias%20da%20literatura.pdf.

COSTA, Luciano Bedin. Uma outra forma de pesquisar. Revista Digital do LAV, Santa Maria, v. 7, n.2, p. 66-77, mai. /ago. 2014.

PASSOS, Eduardo; BARROS, Regina Benevides de. A cartografia como método de pesquisa-intervenção. In: PASSOS, Eduardo; KASTRUP, Virgínia; ESCÓSSIA, Liliana da. (orgs). Pistas do método da cartografia: Pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2015.

ROMAGNOLI, Roberta Carvalho. A cartografia e a relação pesquisa e vida. Psicologia & Sociedade; v. 21, n. 2, p. 166-173, 2009.

SEEMAN, Jörn. Entre mapas e narrativas1: reflexões sobre as cartografias da literatura, a literatura da cartografia e a ordem das coisas. 2R. Ra’e Ga, Curitiba, v.30, p.85-105, abril/2014.

Downloads

Publicado

31/12/2018

Como Citar

Esteves Bortolanza, A. M., Corrêa Borges, A., & Martins Pereira, E. (2018). Uma abordagem teórico-metodológica para a leitura: Cartografia literária. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4(3). https://doi.org/10.23899/relacult.v4i3.1098

Edição

Seção

Dossiê - Estudos Interdisciplinares acerca de Minorias, Grupos Vulneráveis e Inclusão Social na América Latina