Educação Ambiental e Paulo Freire: Anunciação de um Letramento Ambiental

Autores

  • Andressa Queiroz Souza Universidade Federal do Rio Grande

DOI:

https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.1009

Palavras-chave:

Educação Ambiental, Paulo Freire, Letramento Ambiental.

Resumo

Neste trabalho desenvolveremos um esforço reflexivo no sentido de construir a possibilidade de diálogo entre a Educação Ambiental e Paulo Freire. Assim, buscaremos ainda desenvolver apontamentos sobre o desenvolvimento do conceito de Letramento e elaborando fundamentos para complementá-lo a partir da adjetivação Ambiental. Assim esta escrita pretende compreender dois movimentos ao pensar: 1) Qual a identidade da Educação Ambiental? 2) Alfabetização e Educação Ambiental: um Letramento Ambiental? Por fim, concluímos que o Letramento Ambiental se constitui enquanto estratégia para pensar com e sobre o meio ambiente, pretendendo assim uma Alfabetização do contexto.

 

Referências

ALVES, Juliane de Oliveira. Desafios, possibilidades e desassossegos no processo de constituição da educadora ambiental e alfabetizadora: recompondo trajetórias-tecendo diálogos. -Dissertação (mestrado em Educação Ambiental) - Universidade Federal do Rio Grande, Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Rio Grande/RS, 2007.

BIGLIARDI, Rossane Vinhas; CRUZ, Ricardo Gautério. O educador no Contexto Contemporâneo: apontamentos a partir da Educação Ambiental Emancipatória. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental – PPGEA-FURG/RS. V.24. Janeiro a Junho 2012.

CARSON, Rachel. A Primavera Silenciosa. 2. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1962.

CHESNAIS, François. Não só uma crise econômica e financeira, uma crise de civilização In: Mészáros e os desafios do tempo histórico - Ivana Jinkings e Rodrigo Nobile (Orgs.). São Paulo: Boitempo, 2011.

DICKMANN, Ivo; RUPPENTHAL, Simone. Educação Ambiental Freiriana: Pressuposto e método. Revista de Ciências Humanas – Educação. v. 18, n. 30, p. 117-135, Frederico Westphalen, 2017.

FREIRE, Paulo; MACEDO, Donaldo. Alfabetização: leitura de mundo, leitura da palavra. tradução: Lólio Lourenço de Oliveira. 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 44. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 14. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 48. ed. São Paulo: Cortez, 2006.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GONÇALVES, Ana do Carmo Goulart. A alfabetização na idade certa e a educação ambiental como práticas de governamento: deslocamento nas políticas públicas para os três primeiros anos do ensino fundamental. Tese (doutorado em Educação Ambiental). Universidade Federal do Rio Grande - FURG, Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental, Rio Grande, RS, 2014.

MÉSZAROS, István. A Educação para além do Capital. Tradução: Isa Tavares. 2 ed. São Paulo: Boitempo, 2008.

PERTUZATTI, Ieda. Alfabetização e letramento nas políticas públicas: convergências e divergências com a BNCC. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Chapecó, 2017.

REIGOTA, Marcos. O que é Educação Ambiental. São Paulo: Brasiliense, 2006.

RIO GRANDE DO SUL. Secretaria Estadual de Educação. Proposta pedagógica para o ensino médio politécnico e educação profissional integrada ao ensino médio 2011-2014. Out./nov. 2011. SEDUC: Porto Alegre, 2011.

RUSCHEINSKY, Aloísio. As Rimas da Ecopedagogia: uma perspectiva ambientalista. In: RUSCHEINSKY, Aloísio (Org.) Educação Ambiental: abordagens múltiplas. Porto Alegre: ArtMed, 2002, p.61-71.

SAUVÉ, Lucie. Uma cartografia das correntes em Educação Ambiental. In: Educação Ambiental Pesquisa e Desafios. SATO, Michele; CARVALHO, Isabel (Org). Porto Alegre: Artmed, 2005.

TFOUNI, Leda Verdiani. A dispersão e a deriva na constituição da autoria e suas implicações para uma teoria do Letramento. p 63-89. In: SIGNORINI, Inês (Orgs). Investigando a relação oral/escrito e as teorias do Letramento. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001.

TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Educação e sustentabilidade: relações possíveis. Olhar de professor, Ponta Grossa, 14(2): 293-308, 2011. Disponível em http://www.revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor. Acesso em agosto de 2018.

Downloads

Publicado

26/11/2018

Como Citar

Souza, A. Q. (2018). Educação Ambiental e Paulo Freire: Anunciação de um Letramento Ambiental. RELACult - Revista Latino-Americana De Estudos Em Cultura E Sociedade, 4. https://doi.org/10.23899/relacult.v4i0.1009

Edição

Seção

Dossiê: X Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental (EDEA)